Blogando com Alma... Ainda.

Quem Controla Seu Blog?

Há mais de um mês, minha timeline no Twitter foi sacudida com uma notícia muito estranha: o blog Templates Para Novo Blogger tinha desaparecido.

Esse blog é um dos melhores metablogs em português sobre Blogger e Blogspot. Muita gente (eu incluída) ficamos preocupados com o sumiço do blog – ao acessar o endereço https://templatesparanovoblogger.blogspot.com/ encontramos uma página de erro do Blogger dizendo que o blog não existia.

No dia seguinte a Ariane – a dona do blog – apareceu e explicou: o Blogger tinha marcado o TNB como SPAM e tinha suspendido o blog. Eu não faço idéia de porque o Blogger fez isso, mas é um estrondoso absurdo. Ela teve que pedir uma revisão, e é claro que o blog foi liberado, pois não tem NADA de spam, é um blog sério e que presta um excelente serviço à comunidade.

Seja que o blog tenha sido suspenso por engano, acidente ou pelo motivo que for, é absurdo e ofensivo que um blog do naipe do TNB tenha passado por isso. Mais ainda sendo que existem milhões de blogs no Blogger que realmente são spam (e coisa pior) que vivem lépidos e fagueiros, sem ser incomodados.

E isso me leva ao assunto do post: quem controla seu blog?

Quem Controla Seu Blog?

A Dura Realidade

A verdade é que a menos que seu blog esteja hospedado na sua conta de hospedagem, com o seu próprio domínio, o controle do seu blog não está em suas mãos.

Se você está no Blogspot, quem controla seu blog é o Blogger (ou a Google, como quiser). Se você está no WordPress.com, quem controla seu blog é a Automattic (a empresa dona do WordPress.com). O mesmo vale para qualquer outro serviço do gênero: Tumblr, Posterous, etc.

As “Letras Miúdas”

Não se gaste de vir me dizer “Ah, mas o TOS, mas (insira nome do seu serviço) não faria isso, mas isso, mas aquilo“. Se você for ler o TOS de qualquer desses serviços, verá que eles não garantem nada para você, e que se reservam o direito de suspender o serviço por diferentes motivos. E adivinha quem decide que motivos são esses, e quando aplicá-los ? Uma pista: não é você.

Dos Termos de Serviço do Blogger:

10. Encerramento e Suspensão. O Google pode, conforme julgar necessário, a qualquer momento e por quaisquer motivos, encerrar o fornecimento do Serviço, encerrar este Contrato ou suspender ou encerrar sua conta. Em caso de encerramento, sua conta será desativada e você poderá não ter acesso à sua conta ou a quaisquer arquivos ou conteúdos da mesma, embora cópias residuais de informações possam permanecer em nosso sistema por algum tempo para fins de backup.

Dos Termos de Serviço do WordPress.com:

Without limiting any of those representations or warranties, Automattic has the right (though not the obligation) to, in Automattic’s sole discretion (i) refuse or remove any content that, in Automattic’s reasonable opinion, violates any Automattic policy or is in any way harmful or objectionable, or (ii) terminate or deny access to and use of the Website to any individual or entity for any reason, in Automattic’s sole discretion.

Não encontrei versão em Português do TOS do WordPress.com, mas o teor é bem parecido com o do Blogger. O TOS do Tumblr e do Posterous contêm cláusulas semelhantes, e posso garantir que qualquer outro serviço do gênero também terá.

Essas empresas são “do mal” por ter esses termos de serviço? Não. São empresas, nada mais; que prestam serviços para milhões de pessoas, e precisam garantir o seu lado.

Não estou escrevendo este post para esculhambar nenhum serviço ou empresa. Estou escrevendo para que você esteja bem consciente destas coisas, e cuide do seu lado.

E Agora, José??

Sendo que você está sujeito ao TOS e às decisões da empresa que hospeda seu blog; e sendo que mesmo sem fazer nada errado (como mostra o caso da Ariane) você pode vir a se estrepar, suponho que deve estar se perguntando “O que eu posso fazer à respeito?

O ideal seria hospedar seu blog em seu próprio espaço, onde quem manda é você e mais ninguém. No entanto, eu sei que essa opção não é uma possibilidade para todo mundo, seja por questões financeiras, filosóficas ou qualquer outro motivo.

Mesmo assim, há providências que você pode deve tomar, para assegurar-se de não ficar com as metafóricas calças na mão, caso seu serviço desapareça com seu blog, seja pelo motivo que for.

1 – Domínio Próprio

Este é o primeiro e imprescindível passo. E aqui não vale usar as finanças como excusa, porque um .com custa a partir de 20 reais por ano. Não tem cartão de crédito internacional? Use um serviço nacional como o da Via Hospedagem.

Veja 7 Razões Para Usar Domínio Próprio – Hoje Mesmo! e 10 Links Úteis Sobre Domínio Próprio.

Porque o domínio é tão importante? Além dos benefícios habituais, ele é fundamental caso você se veja obrigado a migrar o blog de imprevisto.

Seja lá qual for o serviço no qual você hospeda seu blog, se ele oferece a opção de usar domínio próprio, ter esse domínio configurado significa que você não vai perder seus links, sua indexação e seus visitantes/leitores caso precise mudar de serviço. Bastará configurar o domínio para que ele aponte para a nova casa do blog.

Se o seu serviço de blog não oferece essa opção, você deveria mudar de serviço. Pra ontem.

2 – Back-up

Você deve manter SEMPRE um back-up atualizado:

  • Do seu conteúdo (posts, páginas, imagens, etc)
  • Do seu theme ou template
  • Dos gadgets, widgets e outros componentes do blog

O backup do conteúdo deve ser atualizado semanalmente. O backup do resto deve ser atualizado sempre que você realizar mudanças nessas outras coisas.

3 – Outras formas de contato

Isso é especialmente importante se você ainda não tem seu domínio. Assegure-se de informar ao seu leitor onde ele pode encontrar informação sobre o que está acontecendo, caso o blog esteja indisponível por qualquer razão.

Eu acho que o Twitter é a melhor opção (seja o seu twitter pessoal ou um twitter só do blog), mas existem outras: Facebook, Google Profile, Orkut (se você usa), ou até mesmo um endereço de email – que não é o ideal, mas é melhor que nada.

O importante é que o leitor saiba onde e como encontrar você, caso o blog desapareça temporariamente.

Finalizando

Não se engane pensando que isso jamais vai acontecer com você. Provavelmente não vai; mas se tivessem me perguntado quais eram as probabilidades de que o Blogger sumisse com o Templates Para Novo Blogger, eu teria dito que nulas. Sim, o blog foi devolvido, mas demorou dias e não havia garantia de que isso acontecesse.

Se o seu serviço de blog perder o servidor onde seu blog está hospedado seja pela razão que for, e você não tiver backup, quem vai se ralar e perder todos os posts é você, ninguém mais.

Temos a tendência a pensar só no presente. Se está tudo certo agora, porque não estará no futuro? Infelizmente, muitas vezes esse pensamento nos coloca em situações desvantajosas, só porque não quisemos nos precaver de riscos que pareciam improváveis.

Espero sinceramente que você nunca passe por algo assim, mas espero mais ainda que se passar, você esteja prevenido. 🙂

___________________________

Update: O Christian Gump deixou um comentário mais que pertinente sobre o assunto:

Ter seu próprio domínio e sua própria hospedagem ajuda, mas o que garante mesmo é ter uma boa hospedagem. Mesmo você tendo a possibilidade de mudar de serviço de hospedagem quando a atual começa a dar problemas, isso é sempre uma trabalheira e um grande incômodo.

Outro cuidado com empresas muito baratas de hospedagem é quando elas oferecem para fazer o registro de domínio internacional para você. O meu foi registrado pela empresa de hospedagem que foi indicada por um amigo, e nos primeiros anos foi tudo muito bom e baratinho. Mas quando passei a ter mais acessos, a empresa já não estava tão bem cuidada. Tive muitos problemas e, quando quis transferir, vi que os dados do registro do domínio eram da empresa, incluindo o e-mail. Fiquei dependendo deles para finalmente conseguir transferir, o que levou bastante tempo. Tanto que eu já estava cogitando registrar outro domínio. É claro que eles não tinham pressa em fazer um procedimento que me levaria para a concorrência.

Quando você for pensar em contratar uma hospedagem para o seu blog, recomendo que leve em conta as palavras dele.

Image Credit: Lusi

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Novembro – A Hora do Pânico

Next

Dúvidas Sobre Domínio Próprio

17 Comments

  1. Lucidez e clareza no texto para ninguém se enganar….

    Baseado neste fato (da tnb) e outros é que fico com um olho no peixe e outro na sardinha…

    Ou seja cuido do conteúdo e dos backups…

    Abraço

  2. Dicas preciosas. Algo tão simples como fazer Backup dos blogs periodicamente nos passam despercebidas. Ao ler este posts, corri para fazer isso.

  3. Oi Nosphe!

    Muito bom o seu texto. Sou suspeito pra falar por ser dono de uma empresa de hospedagem, mas utilizando-me do argumento de que eu vendo o que defendo, a minha opinião pessoal é exatamente a que está expressa nesse post. Até porque também sou blogueiro e já passei por situações em que me vi tendo todo o controle de tudo, o que tornou tudo mais fácil.

    Em tempo, obrigado pela citação e a indicação dos nossos domínios!

    Um abraço bem apertado!

  4. Ter seu próprio domínio e sua própria hospedagem ajuda, mas o que garante mesmo é ter uma boa hospedagem. Mesmo você tendo a possibilidade de mudar de serviço de hospedagem quando a atual começa a dar problemas, isso é sempre uma trabalheira e um grande incômodo.

    Outro cuidado com empresas muito baratas de hospedagem é quando elas oferecem para fazer o registro de domínio internacional para você. O meu foi registrado pela empresa de hospedagem que foi indicada por um amigo, e nos primeiros anos foi tudo muito bom e baratinho. Mas quando passei a ter mais acessos, a empresa já não estava tão bem cuidada. Tive muitos problemas e, quando quis transferir, vi que os dados do registro do domínio eram da empresa, incluindo o e-mail. Fiquei dependendo deles para finalmente conseguir transferir, o que levou bastante tempo. Tanto que eu já estava cogitando registrar outro domínio. É claro que eles não tinham pressa em fazer um procedimento que me levaria para a concorrência.

    • Christian, esse é um ponto importantíssimo! Vou incluir seu comentário no post, ok? 🙂

      • Olá Nospheratt! Fico honrado pela citação do meu comentário no texto, seu eu soubesse até tinha escrito melhor! hehe!

        Mas é algo muito importante mesmo! Imagine o seu domínio, que é a sua marca, ficar nas mãos de outra pessoa!

        No meu caso essa pessoa, felizmente, não tinha qualquer interesse em me sacanear. Mas também não tinha interesse em me ajudar a deixar de ser cliente dele.

        Posso dizer que, apesar de eu ter ficado muito mais tempo do que gostaria vendo meu site ficar fora do ar com frequência, tive muita sorte de conseguir manter meu querido christiangump.net 🙂

  5. Ok, voce venceu. Eu só ia contar que te escolhi como professora depois que completasse todos os passos possíveis do “desafio 21 Dias”. Estou amando descobrir funções e até fazer backup, nunca pensei que me encantaria com esse lado do blog.

    Concordo que comprar o domínio é fácil e não custa muito, acho que fiz pelo Via Hospedagem. Mas a hospedagem no Brasil é muito cara! E para quem tem o blog como hobby fica complicado manter.

    bjks
    Mel

  6. Muito bom seu texto, mas como o amigo acima citou, fico um pé atrás é de contratar um serviço que registre o domínio para mim, pois nesse caso, o domínio fica no nome da empresa, motivo que acho que deixa o serviço mais barato. Daqui a um tempo vou criar um site e estou ainda com duvidas nisso, por isso vou optar por registrar no Registro .br, já que o dominio nao é .com, assim fico mais tranquilo.

  7. Posso dar meu pitaco, mestra?
    Concordo com tudo que você disse, mas gostaria de complementar, esclarecendo que situações como a da Ariane podem ser resolvidas através do fórum oficial do Blogger. Eu mesma encaminhei e acompanhei o caso dela.
    Infelizmente, o que houve com o TNB foi um erro de rastreamento.
    Mesmo quando aquele troll infeliz “sequestrou” o meu domínio, configurando-o em um blog fake, os guias do Blogger entraram em contato comigo e tudo foi normalizado em menos de 24h.
    Claro, nada se compara a ter um domínio próprio com hospedagem – ainda mais se for da Via ou da Porto Fácil 🙂 – mas como tem muita gente que gosta do Blogger e que não tem grana para custear mensalmente um serviço de hospedagem decente, achei que seria legal apresentar o fórum como uma das melhores formas para se resolver problemas dessa ordem.
    Fórum do Blogger: http://www.google.pl/support/forum/p/blogger?hl=pt-BR
    Abração

    • Juliana Sardinha,
      Saudações de Belo Horizonte!!

      Valeu pelo Toque! ValeuZÃO!! Já salvei o endereço que você indicou no meu “Favoritos”.

      Fique com Deus! Saúde e Paz!!

  8. Muito boa e lúcida as suas observações. Vou ter mais cautela a partir de agora, pois este tipo de situação – seja qual for o motivo – pode acontecer com qualquer um. Valeu!

  9. Nospheratt,
    Saudações de Belo Horizonte!!

    Foi o primeiro Post do Blosque que li com frio na barriga…
    … Mas foi um frio bom, porque foi o frio que previne de um inverno rigoroso, caso caiamos na besteira de fazer ouvidos moucos a suas preciosas dicas.

    Finalmente, minha Grande Dúvida sobre ter ou não uma hospedagem foi tirada por você. Tão logo for possível, eu a providenciarei. Provavelmente, pelo UOL HOST, através do qual comprei o meu domínio. Saúde e Paz a você e a Seus Internautas!! Uau.

  10. Olá

    Hoje li uma noticia que fala exatamente sobre a validade dos termos de uso dos serviços de internet, que é aquele contrato que concordamos sem ler para quase todo serviço que nos cadastramos na internet, caso queira conferir o link é este ( https://tecnologia.ig.com.br/us/2010/11/03/termos+de+uso+na+internet+tem+validade+contratual+legal+9965079.html)

    Ainda não tinha prestado atenção nisso que você comentou aqui, mas vale a pena redobrar a atenção mesmo pra evitar disabores no futuro. Backup eu já venho fazendo, mas este exemplo da Ariane nos mostra que erros podem acontecer com inocentes.

    Outra coisa importante é os blogueiros observarem a politica de conteúdo do blogger que proibe uma série de coisas que poderão levar a suspensão do serviço, acho que a maioria dos blogueiros não sabem que existe estes tipos de regras e acreditam que a internet e os blogs são locais para expressar o que quiser sem consequências, mas não é bem assim, a liberdade na internet é vigiada e a lei existe pra limitar ou impedir os abusos.

    Um Abraço

    @anakint

  11. Querida Nospheratt!
    Desde a primeira vez que li sobre o assunto domínio próprio no teu blog, corri pra fazer, graças a sua esplendorosa explicação, resolvi o problema em minutos.
    Sempre que tenho uma brecha comento com outros blogueiros sobre as vantagens ou recomendo o seu blog (o que é bem mais facil para que se convençam).
    Vejo que a maioria dos meus leitores nao tem dominio proprio, pensei ate em fazer um post sobre isso e colocar o teu link (do post sobre dominio proprio) , voce se importaria?
    Beijos!

    • Claro que não me importo, Tatiana! Ao contrário, fico feliz. Quanto mais gente for convencida e tiver seu domínio, melhor! 🙂

  12. É por essas e por outras que eu tratei de adquirir domínios próprios para os meus 2 blogs, e isso com menos de 3 meses de “blogagem”… gosto muito das suas análises blogológicas Nospheratt, continue assim.
    Mais uma vez obrigada.

    Lili

  13. Tenho meu domínio próprio há algum tempo mas continuo no Blogger pela comodidade e porque o serviço não me deu problema nenhum até agora. Erros todos os serviços podem ter porque nada é infalível. Vai do blogueiro manter seus backups em dia e se prevenir sempre.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik