Blogando com Alma... Ainda.

Como Criar Um Blog Para Sua Empresa

Agora que você já sabe por que precisa ter um blog para sua empresa ou negócio, vamos ver os passos necessários para criar seu blog.

Para isso, você deverá fazer um pequeno investimento financeiro – para comprar um domínio e contratar um serviço de hospedagem.

Antes que você pergunte, sim, existem muitos lugares onde você pode criar um blog sem gastar nada.

No entanto, não vou falar disso aqui. Estamos falando de criar um blog para sua empresa ou negócio, e você precisa da seriedade e credibilidade correspondentes. Se você não está disposto a fazer esse pequeno investimento no seu negócio, como espera que as pessoas o levem a sério?

Como Criar Um Blog Para Sua Empresa

Além disso, você precisa de controle total sobre seu blog. Você não tem esse tipo de controle em serviços gratuitos. Não acredita? Leia: Quem Controla o Seu Blog?.

Isso posto, vamos ver o que você precisa fazer para criar o blog da sua empresa.

1 – Crie um arquivo para seu blog

Antes de começar, crie um arquivo para guardar todos os dados referentes ao blog.

Não pule este passo achando que não vai precisar disso. Logo você terá vários usuários, senhas e outras informações necessárias para administrar seu blog e será difícil lembrar de tudo sem se confundir.

O arquivo pode ser uma planilha, texto ou o que você achar melhor. O importante é que você centralize e guarde toda a informação necessária.

Lembre de manter o arquivo em lugar seguro e privado – quem estiver de posse dessas informações poderá fazer o que quiser com seu blog.

2 – Compre um domínio

A primeira coisa que você precisa é um domínio.

Domínio é o endereço do seu blog. O domínio deste blog é www.blosque.com.

Como escolher um domínio para minha empresa?

O ideal é que o domínio seja o nome da sua empresa.

Por exemplo: se sua empresa se chama “Padaria Monte Branco” um bom domínio seria www.padariamontebranco.com.

Se você tem um negócio mais pessoal ao invés de uma empresa formal ou é prestador de serviço, pode usar seu nome como domínio: www.seunome.com.

Se o domínio que você quer não estiver disponível, você terá que ser criativo para encontrar alternativas. Adicionar o ramo (como padaria) ou produto (como pães) é uma boa opção.

**Leve em conta que:**

  1. Seu domínio faz parte da sua marca. Se você é dono da Padaria Monte Branco, não é aconselhável escolher um domínio como www.padarialagoapreta.com, óbvio.
  2. Quanto mais curto o domínio, melhor; pois é mais fácil lembrar dele. www.padariamb.com ou www.paesmontebranco.com ou www.paesmb.com são bons domínios.
  3. Os domínios são formados por letras e números, e não admitem acentos nem cedilha. Use as letras sem acento e substitua a cedilha por C.
  4. O domínio não deve ter hífens. As pessoas podem esquecer de digitá-los e não vão encontrar seu site. www.padaria-monte-branco.com é um péssimo domínio.
  5. Não use números como parte do domínio a não ser que eles faça parte do nome da sua empresa.

É melhor usar www.dominio.com ou www.dominio.com.br?

Tanto faz se seu domínio é .com ou .com.br – o importante é usar um dos dois. Se quiser se garantir, compre os dois.

Evite usar outros Tld como www.seudominio.net ou www.seudominio.org se já existe outro site com o www.seudominio.com ou www.seudominio.com.br. Muitas das suas visitas vão acabar no outro site. É melhor bolar outro endereço.

Não use www.seudominio.info em hipótese nenhuma. A extensão “info” é bem mais barata que as outras, mas o preço não compensa. Sites com esse tipo de domínio despertam desconfiança e passam impressão de pouca seriedade, justamente porque são tão baratos.

Também não use a palavra “blog” no domínio, nem como extensão (como www.seudominio.blog.br). A palavra “blog” é bloqueada em muitas, muitas empresas; o que significa que seus leitores e clientes não vão poder acessar seu blog quando estão no trabalho.

Onde comprar meu domínio?

Primeiro que nada: registre o domínio no SEU nome – problemas sérios podem ocorrer no futuro se ele estiver nas mãos de outras pessoas. Talvez fosse mais simples deixar que alguém cuide disso, mas você não entregaria a chave da sua casa para outras pessoas, não é? O domínio é a chave da sua casa virtual.

Se você quer um .com.br compre no Registro.br e em nenhum outro lugar.

Se você quer um .com recomendo que use o serviço da Via Hospedagem.

Outra opção – se você tem cartão de crédito internacional ou usa Paypal – é comprar no Godaddy.

Importante: o custo do domínio é anual.

3 – Contrate um serviço de hospedagem

Como Criar Um Blog Para Sua Empresa

A segunda coisa que você vai precisar é um bom serviço de hospedagem. Isso é imprescindível pois é na hospedagem onde ficam todos os arquivos do seu blog – sem isso o blog não pode existir.

Eu uso e recomendo duas hospedagens: a Via Hospedagem e a Porto Fácil. As duas oferecem um serviço mais que excelente, que vale infinitamente mais do que custa (e qualquer cliente das duas empresas vai lhe dizer exatamente o mesmo).

Existem muitos outros serviços de hospedagem mais famosos e/ou mais baratos. Não se deixe levar por nenhuma das duas coisas. Eu conheço muitas, muitas histórias cabeludas de hospedagens conhecidas e baratas. Escolha com muito cuidado. Se não quer seguir minhas recomendações, ao menos procure recomendações de pessoas nas quais você confia e que tenham experiência (de pelo menos um ano) com a hospedagem que recomendam.

Importantíssimo: não deixe que seu serviço de hospedagem registre seu domínio para você, a menos que tenha certeza que o registro será feito no seu nome (como na Via Hospedagem).

Muitas hospedagens oferecem o serviço de hospedagem + domínio, mas registram os domínios no nome da hospedagem e não do cliente. Isso significa que mesmo pagando, você não é dono do seu domínio e a hospedagem pode fazer o que quiser com ele – inclusive impedí-lo de mudar de hospedagem ou deixar que o domínio expire, obrigando você a pagar multas exorbitantes para recuperá-lo.

Depois de contratar a hospedagem, será necessário configurar o domínio para que as duas coisas funcionem juntas. O método para fazer isso vai variar dependendo do lugar onde você comprou seu domínio e a hospedagem, mas a empresa de hospedagem deveria lhe orientar quanto aos passos necessários (que são simples, não se preocupe).

4 – Instale o WordPress

Depois de ter seu domínio e sua hospedagem, é hora de instalar o WordPress.

Recomendo que você instale o WordPress na raiz do domínio e não em uma sub-pasta (há explicações sobre como fazer isso nos textos citados abaixo).

Essa opção é melhor pois as pessoas lembram mais facilmente do endereço do seu blog se não precisam lembrar também da sub-pasta.

Não se preocupe se você quer instalar outras coisas depois (uma loja, outros blogs, etc), ou se quer ter um site corporativo na raiz do domínio. A instalação do WordPress não impede que você instale mais coisas dentro do mesmo domínio – você só precisa saber como fazer. E você pode deixar seu blog com cara de site, ou criar uma aparência corporativa para a página de entrada do blog.  Existem muitas possibilidades.

Você tem duas opções para instalar o WordPress: instalação automática ou manual.

Instalação automática

A forma mais comum de instalação automática é utilizando o Fantastico, uma ferramenta oferecida por muitos serviços de hospedagem. Para utilizar esse método, leia: Como instalar o WordPress utilizando o Fantástico?

Alguns serviços de hospedagem oferecem instaladores personalizados, que também permitem a instalação automática. Se a sua hospedagem não conta com o Fantastico, consulte-a sobre outras opções.

Instalação manual

A instalação manual é mais trabalhosa, mas não é complicada. Nas hospedagens que não contam com nenhum tipo de instalação automática, é a única opção.

Para um passo a passo bem explicado da instalação manual, leia: Como instalar o WordPress manualmente?

Siga as instruções do método que você escolheu. É mais simples do que parece, prometo. 🙂

Para colocar em prática

  1. Crie um arquivo para seu blog.
  2. Escolha um domínio.
  3. Registre o domínio no seu nome.
  4. Contrate um serviço de hospedagem.
  5. Instale o WordPress.

Pronto! 🙂 Você acaba de criar o blog da sua empresa. Parabéns! o/

No próximo post da série, veremos como configurar seu blog. Não perca!

Images: Highways Agency | Scott Feldstein – CC By

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

O Jeito Mais Simples de Fazer as Coisas Que Você Quer

Next

10 Dicas Para Manter a Produtividade no Frio

2 Comments

  1. Excelente texto Nospheratt!

    Sempre sigo as sua dicas e leituras e não tenho do que me arrepender! Legal o toque do Blog corporativo não conter a palavra blog na extensão ou domínio. Na minha clínica tenho o site e o blog da clínica que é o http://www.ortociablog.com vou pensar em uma solução, outro domínio e redirecionar para não perder estas visitas. Já uso o serviço do via hospedagem em outro blog há dois anos e não tenho do que me arrepender! Abraço

    • Acho que fazer o redirecionamento é uma ótima idéia. Infelizmente, ainda tem muita empresa que acha que blog é só putaria e besteirol! Boa sorte! 🙂

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik