Blogando com Alma... Ainda.

Definindo sua Marca

No post “Qual é a Marca do seu Blog” eu expliquei o que é Brand/Branding, e como essa ferramenta de marketing pode ser útil para seu blog.

Como eu mencionei antes, o processo de criação de uma marca tem elementos e etapas específicas. Primeiro que nada, você precisa definir sua marca.

Definindo Sua Marca

Estes são os elementos que deveriam definir e formar sua marca:

1 – Pensamento/filosofia central – a essência da marca, definida em uma frase.

2 – Slogan – definição da marca em uma frase; direcionada aos clientes (leitores).

3 – Personalidade – como a sua marca seria, se ela fosse um ser humano?

4 – Valores – o quê a marca defende? Contra o quê ela luta?

5 – Gostos/Aparência – qual é a aparência da marca? Como ela soa, quais são seus sons? Do quê ela gosta, e o quê a desagrada?

6 – Histórias – quais são as histórias que você conta, explicando como a marca se tornou o que é, sobre quê ela trata e que tipo de marca ela é?

7 – Benefícios Emocionais – como a marca evita/reduz a dor ou o desconforto, ou como ela aumenta o prazer?

8 – Benefícios Concretos – quais são os benefícios práticos que a marca oferece?

Essas são as principais perguntas que devem ser respondidas; as respostas serão o esqueleto, a estrutura da sua marca. É aconselhável dedicar tempo e atenção à encontrá-las. Esse esqueleto deverá formar um todo coerente e coesivo, se você deseja obter os máximos benefícios possíveis, na divulgação da marca.

Nos próximos posts da série veremos cada elemento em detalhe; para facilitar a compreensão darei exemplos de como eles são aplicados/expressados em marcas famosas. Também analisaremos os blogs que já têm algum (ou vários) desses elementos definidos.

Por último, você poderá acompanhar, “ao vivo”, meus passos através do processo de criação da marca deste blog.

Se você ainda não entendeu qual é a utilidade de tudo isto, vou tentar explicar mais claramente: uma marca é uma excelente ferramenta de marketing; através de uma marca bem definida e conhecida, é muito mais fácil “vender” o seu produto – conseguir notoriedade, atrair visitantes, conquistar leitores, chamar a atenção de possíveis anunciantes, estabelecer uma posição de destaque no mercado/blogosfera.

Não acredita? Não está convencido? Complete os espaços em branco:

Sempre ___________

_________ (In)formação e (In)utilidade

Até a próxima.

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Respondendo aos Comentários Sobre o Top 10

Next

Código de Conduta para Blogueiros – Nós, os Blogger Rangers

7 Comments

  1. Lu

    Minha cabeça doeu só de pensar nisso tudo. Mas ok, aguardo a série de textos – quem sabe descubro que não dá tanto trabalho assim?…(Às vezes acho que blogo por acaso, e ponto.)

  2. Nospheratt

    Eu ainda não sei se dá trabalho ou não – vou escrevendo à medida que vou aprendendo. Mas acho que o importante é a criatividade.Não se pressione, não tenha pressa, e quem sabe pode até ser divertido? 🙂

  3. josemar

    Estava fazendo umas pesquisas para melhorar meu blog recém-criado (gestaoaovista.blogspot.com) e vi este texto.Gostei muito, e como tem a ver com o assunto do meu blog, gostaria de pedir sua autorização para publicá-lo lá. Obrigado

  4. Nospheratt

    Josemar, fico feliz que tenha gostado. No entanto, devo explicar que re-publicar textos em sites diferentes não é uma prática recomendável; os motores de busca (Google, Yahoo e similares) penalizam os sites que possuem conteúdo duplicado entre si, prejudicando sua posição nos resultados das buscas. Na prática, isso é ruim para quem escreve e para quem copia. Portanto, minha resposta é não. O que é aconselhável fazer, quando você encontra um texto que gostaria de compartilhar com seus leitores, é escrever um post explicando de quê se trata, com um link para o post mencionado. Dessa forma, você oferece bons recursos para seu leitor, e ninguém sai prejudicado.Como regra geral, é melhor evitar publicar textos recolhidos da Internet. Isso desvaloriza seu blog; é melhor investir na criação de textos originais; isso é o que torna um blog bom e interessante.Para finalizar, quero parabenizá-lo por ter pedido permissão antes de publicar. Isso é o que diferencia um bom blogueiro, uma pessoa honesta e educada, de um plagiador. Continue assim; a honestidade é uma coisa admirável. 🙂

  5. Sandro

    Gostaria de agradecer pelas dicas, intruções, aulas, emfim tudo que que tenho aprendido aqui.
    estou começando, a principio por lazer, mas agora já tenho prazer e espero poder contar sempre com o conteudo do blosque, mesmo por que adquirir conhecimento constantamente, principalmente daquilo que se gosta é muito gratificante.
    Muito bom acompanhar seu trabalho.

  6. oi,sempre dou uma passada aqui pelo blog pra ler os artigos e ter um maior direcionamento,gostaria de saber a sua opinião a respeito de meu blog.Abraço

  7. O que posso dizer de um post como este? Fica até difícil definir em uma ou duas palavras, por tanto vou apenas agradecer por tanta informação em um único post.
    Gostaria de acrecentar que vc está a cada post melhor.

    É um grande prazer passar por aqui. Obrigado

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik