Blogando com Alma... Ainda.

10 Estratégias Para Um Networking Poderoso – Parte I

Mais uma estratégia para combater a estagnação do seu blog: investir em Networking.

10 Estratégias Para Um Networking Poderoso - Parte IProvavelmente você já faz o dever de casa, comenta ocasionalmente em outros blogs, participa de alguma lista de discussão, etc.

No entanto, para maximizar os resultados, o que você precisa é de um plano consistente e organizado.

10 Estratégias Para Um Networking Poderoso

Esse plano pode e deve incluir 10 frentes de ação. É muita coisa, tanto que vou publicar 5 estratégias hoje, e mais 5 amanhã. A questão é que fazer só uma ou duas dessas coisas, dará apenas uma fração do resultado que você pode obter fazendo todas elas.

1 – Comentários em Outros Blogs

10 Estratégias Para Um Networking Poderoso - Parte ITodo mundo já sabe que não serve de nada comentar simplesmente “Que legal, gostei!” e coisas do gênero. Para ser notado, 1º que nada seu comentário deve ser relevante.

Quanto mais inteligente e valioso for o seu comentário, maior será o retorno – atraindo a atenção não só do dono do blog, mas de outros leitores.

O que você precisa agora é aumentar sua visibilidade, comentando bastante. SPAM não vale, é claro. Adote o hábito de deixar no mínimo 3 comentários em blogs diferentes, todos os dias. O ideal seriam uns 5, mais ou menos assim:

  • 2 blogs famosos, onde você comenta várias vezes por semana;
  • 2 blogs menos conhecidos, onde você comenta 1 ou 2 vezes por semana;
  • 1 blog desconhecido ou novo, que você ache que valha à pena.

Alterne diferentes blogs durante a semana, e você estará marcando presença em todos os níveis da blogosfera. Se você fizer isso 5 dias por semana, à cada mês terá 100 novos focos de atenção para seu blog, e se tornará uma figurinha conhecida.

Para quem entende inglês, e está disposto a adotar uma estratégia mais calculista: Do You Have A Blog Commenting Strategy?

2 – Comentários no Seu Blog

10 Estratégias Para Um Networking Poderoso - Parte IPouca gente faz isso, especialmente após atingir uma certa média de comentários, mas eu faço e recomendo: responda à TODOS os comentários do seu blog.

Os leitores valorizam isso, e é uma boa forma de causar uma impressão profunda.

Caso um post seja especialmente problemático, e se encha de comentários idiotas, feche os comentários. Se um comentário é tão imbecil que não merece resposta, delete-o. Mas não deixe as pessoas falando sozinhas – no mínimo diga um “Obrigada”.

A mesma regra vale para contatos por email.

O Alessandro Martins fala disso neste post (onde também tem boas dicas de networking): Como Se Espalhar Pela Blogosfera

3 – Twitter

Ferramenta de networking por excelência. Para que seja efetivo, faça isto:

  • Escreva em português correto, com acentos, maiúsculas e pontuação.
  • Poste coisas interessantes. Links para boas leituras e textos polêmicos, coisas que valem à pena. Pensamentos e frases seguem as mesmas regras.
  • Participe. Responda à outros twitters, debata, opine, pergunte.
  • Escolha com cuidado quem você segue – só gente interessante e legal.
  • Personalize seu layout e coloque um link para seu blog. Escolha um avatar interessante.
  • Inclua um link ou widget do Twitter no seu blog.
  • Use o “track” para saber se alguém que você não segue está falando com você.

E não faça isto:

  • Não diga constantemente o que está fazendo. Ninguém quer saber.
  • Não fique se lamuriando. Ninguém quer saber.
  • Não poste qualquer porcaria que cruzar pela frente.
  • Evite passar de 140 caracteres; isso força às pessoas a acessarem a web para ler seu twitt completo.
  • Não deixe o Twitter abandonado.
  • Não poste coisas que deveriam ir numa conversa particular. Cuidado com os directs e com a confusão de janelas.
  • Não mande links sem dizer o quê são.
  • Não mande só “HAHAHA”, “OK” e coisas assim. Cada twitt deve fazer sentido.

Se você não sabe o que é o Twitter, leia isto:
Twitter: Considerações Opiniológicas + 15 Fatos sobre o Twitter
Twitter – What are you doing?

4 – Fóruns e Listas de Email

10 Estratégias Para Um Networking Poderoso - Parte IEscolha 2 listas de email e/ou 2 fóruns, que contem com um bom número de membros, para participar. Se forem relacionados com o tópico do seu blog, melhor ainda.

Todo mundo faz isso; o segredo está em ser um membro ativo da comunidade.

Coloque o link do seu blog na assinatura, e participe todos os dias. Ajude outros membros todas as vezes que puder, ofereça informação relevante com frequência, mande opiniões bem pensadas e expressadas.

Não participe de flame wars e discussões improdutivas. Não mande só “hahaha” ou mensagens muito curtas, irrelevantes, mal escritas ou com erros de ortografia. Não mande off topics, nem faça jabá. Só envie links para seus posts, caso sejam realmente relevantes para a discussão.

5 – Agregadores de Notícias

10 Estratégias Para Um Networking Poderoso - Parte IUeba, Rec6 e afins. Eles entram na categoria “Divulgação“, mas o que nos interessa hoje são as possibilidades de networking que eles oferecem. Como? Simples.

Caso seja possível, crie um perfil atualizado, com avatar e link para o seu blog. E adquira o hábito de enviar posts de outros blogs. Faça isso ao menos uma vez por dia; tenho certeza de que você encontra no mínimo UM texto que valha à pena compartilhar, todos os dias. Caso o texto já tenha sido enviado, vote nele.

Qualquer blogueiro fica muito agradecido ao ver que alguém submeteu seu texto à um site desses – e infelizmente o hábito de fazer isso não está muito difundido por estas bandas. Varie bastante os blogs escolhidos; não mande textos do mesmo blog mais de uma vez por semana.

Amanhã tem mais networking. Prepare-se psicológicamente. 😉

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Blog Brand – Elementos da Marca – Gostos/Aparência

Next

10 Estratégias Para Um Networking Poderoso – Parte II

26 Comments

  1. A história dos comentários… depois de um tempo dá trabalho mesmo. Mas se a pessoa não gosta de um dos principais diferenciais dos blogs – que é o contato direto com o leitor – talvez deva mudar de ramo. Talvez as pessoas não imaginem a alegria de um escritor quando ele recebe um contato de um leitor de seu livro. Pois esses contatos são raros. Os editores de blog recebem esse tipo de feedback o tempo todo mesmo, às vezes, para textos que eles consideram de pequena importância. Talvez por isso, aconteça de serem desvalorizados, por serem comuns. Perdem os dois lados.

    Obrigado pela citação, Nosph. Beijos do careca.

  2. Nospheratt… Só acho que faltou uma pequena explicação sobre Networking.

    Muita gente acha que fazer networking é você fazer amizades com pessoas da área que você trabalha…

    Fazer networking não é isso. Fazer networking é você MANTER CONTATO com as pessoas que você conhece ou vem a conhecer.

    Sabe aquele amigo do colégio? Ou aquele seu ex-vizinho que se mudou?

    Fazer networking é manter contato com eles, nem que seja 1 vez ao ano!

    Um exemplo é a classe 071 de 1994 do Colégio Objetivo Vergueiro. Se eu tivesse mantido contato com o Fugita ou o Eric Messa, estaria no mundo dos blogs faz muuuuuuuito mais tempo. (segundo a Lu Freitas, lá era o berço da Blogosfera em SP)

    No entanto, eu conhecia quase todo mundo da faculdade, e todo mundo sabia com o que eu trabalhava. Como eu ainda mantenho contato com eles, vira e mexe aparece serviços extra para eu fazer, como montar uma rede, arrumar um micro ou fazer um site.

    Eu sempre falo que fazer networking é algo que vem da pessoa: ou a pessoa sabe ou não sabe!

    No caso de blogs é isso mesmo que você falou… comentarios inteligentes em blogs dos outros é essencial, mas você deve fazer isso naturalmente. Acostumar-se a ler e a comentar é o maior segredo para aparecer na Blogosfera!

    Abraços
    Jonny

    Ps: resumindo: você não faz networking para se tornar um blogueiro conhecido… Você faz networking para se dar bem na vida!!! e isso tem que vir naturalmente…

  3. Ah!!! Faltaram 2 coisas:

    1- trate bem todas as pessoas… lembre-se que o estagiário de hoje pode ser seu chefe amanhã

    2- nunca trate mal as pessoas. lembre-se que aquele estagiário que você encrenca hoje VAI ser seu chefe amanhã (murphy maldito)

  4. Estou me preparando psicologicamente! rs E, claro, organizando minha agenda para encaixar nessa lista. Esse Twitter eu ainda não entendi bem o que é, mas já abri o link que você indicou e já aprendo!!

  5. Que legal, gostei! Hehehehehe

    Como, o post está pela metade ainda, não dá pra formar uma opinião por completa.

    Mas isso é resumido em 2 coisas praticamente, senão iguais:

    Pra colher, tem que plantar.

    Faça pelas outras pessoas aquilo o que você quer que elas façam pra você.

    Aguardando o resto, mas como viajo amanhã, não sei muito bem se vou responder logo

  6. Achei seu texto interessantíssimo estou entrando agora nesse mudno dos blogs particulamente pq gosto de escrever, mas tenho encontrado maior dificuldade justamente em encontrar tempo para me dedicar mais e agora depois do seu texto percebo que realmente é necessário investir um certo tempo nisso.

  7. Acompanho seu blog via feed já há algum tempo, mas hoje, com esse post, me senti tentada a finalmente dar as caras. Acho a forma como você escreve sobre os blogs única na blogosfera, com charme, elegância e sem escrachação. Suas dicas são preciosas – embora muitas vezes difíceis de serem seguidas à risca.

    Sobre comentários, eu tento participar dos blogs que mais me apetecem. Mas discordo em parte do que você diz sobre sempre deixar comentários “de nível” e evitar o chavão “Gostei!”. Comigo, por exemplo, muitas vezes ocorre que leio um post muito bom e não tenho nada a acrescentar, ou porque fala de algo que é novo para mim, ou porque não faz parte da minha experiência de vida, ou porque o autor já foi contundente o suficiente, ou sei lá. Mas eu quero que a pessoa saiba que o que ela escreveu é bom e foi válido para mim – quero que ela tenha um feedback por menor que seja. Então eu escrevo algo tipo “Post maravilhoso!” como tentativa de mostrar para quem o escreveu de que eu realmente aproveitei/captei de alguma forma o que ali está e que o esforço que a pessoa colocou ao escrever foi válido. Em minha opinião, pode ser que você não chame a atenção de outros (e portanto seja nulo seu networking com esse comentário), mas pelo menos você passa uma mensagem positiva merecida para o autor do post. E a conversa, em primeira instância, é entre leitor e autor, né? 🙂

  8. existe algo alem do ueba e rec6 nesta mundinho?

  9. Olá Nospheratt, parabéns pelo blog, ele é uma fonte de informação importante pra mim.

    Abração!

  10. Oi Nosph.
    Eu tenho que tomar muito cuidado com você!!
    Fazia alguns dias que não lia o meu reader, por isso não sabia que você ia falar de networking, mas estava mesmo querendo saber dicas de como fazê-lo, mas fazê-lo bem feito.
    Você já sabia que eu estava pensando nisso? Você tem alguma espécie de bola de cristal, leitor de mentes ou algo do tipo??
    Na hora que vi que tinha feito um post, quer dizer, vai fazer dois, sobre networking, tive um troço.
    Eu acho que na parte dos comentários, somente quem tem blog mesmo que deixa um recado. É muito difícil de alguma pessoa “comum” falar alguma coisa, não é?

    Tudo que você está falando é verdade. Depois que comecei a comentar mais freqüentemente em blogs as minhas visitas aumentaram um pouco, mas estou longe de fazer tudo o que você fala nesta primeira parte, acho que tanto por um pouco de preguiça como também por falta de tempo.
    E pode mandar a outra parte, estou totalmente preparado para lê-la
    Abraços

  11. Nospheratt

    Alessandro: Ô se dá! tanto, que eu deixei de fazê-lo, por um tempo. No entanto, logo percebi que iso é ruim; perdi um grande diferencial, deixei muita gente falando sozinha, e fiquei com muitas palavras guardadas.

    Afinal, não pude resistir, e cheguei à conclusão de que o esforço necessário vale à pena. Consome muito tempo, mas as recompensas são grandes.

    Nem tem que agradecer, eu é que agradeço a visita e o comentário! Beijão! 🙂

    Jonny: Certíssimo, de pé a pá. Tô esperando o post, viu? 😉

    : Sim, o tempo é um quesito complicado, pois tudo consome tempo… quanto mais resultado você desejar, mais tempo necessitará. Não há alternativa possível, o negócio é se organizar, mesmo! 🙂

    Eu adoro o Twitter, tem gente que acha inútil. Depende de como você usa – vá lá e decida. ^^

    Fernando: É isso aí, a base de tudo. Você captou muito bem. Enão se preocupe, estarei aqui quando você voltar! 😀

    Sandro: Que bom que você gostou, obrigada! 🙂 O tempo é primordial, quanto mais tempo você puder investir, melhor.

    Lucia Malla: Nossa, que legal! Fico sinceramente contente de saber isso. E muito envaidecida com os elogios, obrigada! 🙂

    Eu sei que é difícil, eu mesma não faço tudo isso o tempo todo. Mas a gente tem que tentar, né?

    Acho que não me expressei com toda a claridade que deveria. A questão é que esse tipo de comentário não serve para nada em 2 casos:

    1 – Se você está fazendo SPAM
    2 – Se você quer atrair visitas para o seu blog.

    De resto, é totalmente válido, como você mesma explicou com perfeição. E sim, a conversa é essa – eu mesma vivo dizendo para que as pessoas lembrem disso. Que escrevem para uma única pessoa, não para uma multidão.

    O leitor é a base de todo blog. Pena que muita gente esquece disso. Inté loguim! 🙂

    Raphael: Obrigada! E obrigada por me dizer isso, essa é aminha principal meta aqui. Valeu! 🙂

    Felipe: 😀 Tenho sim um negócio desses. Se chama “Prestar atenção, ouvir o que os outros têm a dizer e tentar entender quais são suas necessidades”. Esse aparelho, aliado à uma intuição afiada, é tiro e queda! 😉

    Blogueiros comentam mais, mas isso varia segundo o tópico do blog. Se é sobre um assunto de interesse de não-blogueiros, a proporção de leitores de fora da blogosfera (e de comentários feitos por eles) será maior.

    Me alegra que você queira ler, mas se quer resultados vai ter que arranjar tempo e força de vontade para implementar as dicas! 😉

  12. Belas dicas, de tudo o que você citou, eu só não participo de fóruns e listas, já não tenho mais paciência e nem tempo sobrando pra isso, já administro meu próprio fórum, então já viu né!

    Uma coisa que fazia antigamente para autopromoção era pegar o blogroll de um blog já conhecido e sair visitando e comentando nos blogs que ainda me eram desconhecidos, ampliei bastante minha abrangência assim.

    Beijos

  13. Nosphie, juntando tudo o que você e outros blogueiros como Alessandro Martins {Quero ter um blog}, Bruno Alves {O BRUNO ALVES do Brpoint, não eu, que sou um mero xará} e Érico Oliveira {pBlog}e outros mais específicos já escreveram sobre blogs, ajudando os pobres mortais conhecidos como “blogueiros iniciantes”, já renderia um bom livro sobre o assunto. É o que estou fazendo: compilando tudo, separando por temáticas, para depois montar um “livrinho” particular.
    Enquanto isso, vou tentando cumprir as dicas. algumas já constavam do meu planejamento, outras são difíceis de cumprir por causa de tempo – como os agregadores de notícias e os fóruns, por exemplo.
    Mas acho que tudo é questão de administrar o tempo e se comprometer {de verdade} com metas, estabelecer prioridades e aparar as arestas até conseguir cumprir os objetivos do seu blog, seja lá quais eles forem.
    Vida longa e próspera.

  14. Nospheratt

    Neto Cury: Dependendo da lista, há que ser paciência de Jó, né? 😛 E suponho que ter seu próprio fórum é uma boa fonte de networking – se ele funciona bem, claro.

    Gostei da estratégia do blogroll – comentários, é uma ótima dica! Valeu, abração! 🙂

    Bruno: Legal! Sendo para uso particular (que eu sei que é), acho uma excelente idéia.

    O tempo, sempre o tempo… é difícil mesmo. Mas como você disse, se a gente se compromete com X quantidade de tempo, por pouco que seja, e cumpre isso, vai ver resultados, com certeza.

    Estou pensando em armar uma “agenda” semanal para essas atividades, de forma a conciliar isso com o resto das coisas… vamos ver se anda.

    Sempre um prazer te ver por aqui! 🙂

  15. salve, parabéns pelo blog. Te encontrei por acaso e já te adicionei aos meus favoritos para ver diariamente… Estou a 5 anos com o site, agora pretendo aumentar as visitas e vou seguir suas orientações…

  16. Eu fiquei pensando numa coisa: o meu blog tem por foco a formação de professores. Meu esforço atualmente tem sido divulgar o blog para uma categoria profissional que tem tido pouco acesso aos blogs: professores.

    Enfim, voce acredita que criar a própria lista no Blog pode ajudar a aumentar seus leitores?

  17. ariana neta da silva lima

    o curso que eu estou fazendo e de secretariado executivo pois comecei fazer minha monografia e vai ser sobre networking. se puder me ajudar agradeço desde já e certa que serei atendida.

  18. Nospheratt

    Jose Mario: Seja bem vindo ao meu blog! Espero que minhas dicas sejam realmente úteis, boa sorte! 🙂

    Wolney: Você se refere a uma lista de email? Caso afirmativo, acredito que sim. Se a lista for de boa qualidade, útil para os membros, sem dúvida atrairá mais gente – que ficará conhecendo seu blog através da lista.

    Ariana: Desculpe, mas não sei como é que você espera que eu lhe ajude. Pode ser mais clara?

  19. Oi Nospheratt,

    Gostei muito de tuas dicas sobre Networking e vou colocar em prática no meu blog, que é bem novinho, iniciei ele em janeiro deste ano.

    Adoro receber comentários e sempre estou visitando e comentando outros blogs. 🙂

    Abraços

  20. Nospheratt

    Carla: Bem, seja bem vinda à blogosfera, então! 😀

    Espero que as dicas sejam úteis pra você. Até loguim! 🙂

  21. Seu blog é bastante informativo.
    E você, interessado em ajudar pessoas.
    Li sobre o formulário.
    No entanto, eu queria um como este aqui.

  22. Nospherat,

    Num to nem aí se o Interney ou o Mestre Inagaki pensam sobre isso, para mim vc e o Alessandro Martins são Gurus! 😉 Andei fuçando os poucos (dos milhões) de seções e fiquei impressionadíssimo com a quantidade de informações! O coquetel trabalho + nova carreira + falta de tempo + desinspiração, causou uma morosidade no blog que quero retomá-los em 15 dias (criarei um projeto para isso) e estou aqui me divertindo igual a uma criança com sua ajuda! Muito obrigado e já me tornei leitor!

    Bjs n’alma e forte abraço!

  23. Douglas: Obrigada! Meu objetivo é ajudar e ser útil, sim.

    Olha, formulário como o do WordPress, para Blogger, não existe – pelo menos que eu saiba.

    Igor: Seja muito bem vindo, fico deveras contente em ajudar! 🙂

    O Alê é um gênio, ele só não está (ainda) no nível dos gurus porque eles chegaram aqui junto com os dinossauros, e o Alê veio depois! 😛

    Boa sorte, volte sempre! Abração! ^^

  24. Parabéns pelo texto.

    Acredito que um bom networking acontece quando ambas as partes percebem que estão ganhando (no bom sentido) ou aprendendo algo na relação.

    Tem muita gente que só sabe fazer networking de mão única, ou seja, quando está precisando.

    Abraço.

  25. Luciano: Verdade. O problema é que, quando queremos nos aproveitar do outro e nada mais, geralmente o outro percebe, e isso acaba saindo pela culatra – mais cedo ou mais tarde.

  26. Otima dica, eu sendo um iniciante seu blog é de grande valia.
    Muito obrigado!

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik