Blogando com Alma... Ainda.

Melhore Sua Produtividade Com Um Ritual Pessoal

A maioria dos blogueiros que conheço não se consideram escritores.

O que não deixa de ser hilário, a menos que o conteúdo do blog seja primariamente fotos ou vídeos (ou cópias e plágio). Se o seu blog é composto de textos, você é um escritor.

Famoso ou não, publicado ou não, talentoso ou não, nada disso importa. Se você cria textos com regularidade, não deixa de ser um escritor de certa forma, mesmo que você não escreva livros.

As pessoas que se identificam ou assumem como escritores costumam ter rituais para escrever.

Ritual Para Escrever

Escritores identificam categorias como ambiente, tempo e comportamento como variáveis nos rituais para escrever e tocam na importância do ritual na redução da ansiedade, aumento da fluência, poder e controle. (…) Para alguém de fora esse tipo de ação pode parecer sem sentido, mas escritores sabem que seguir certos padrões pode ser crítico se querem começar e seguir adiante. Who, What, When, and Where of Writing Rituals

Eu tenho meus rituais, e realmente eles ajudam a colocar meu cérebro em “modo trabalho”.

Eles incluem me vestir como se fosse trabalhar fora de casa (nada chique ou incômodo, mas não sou do tipo que consegue escrever ou trabalhar de pijama) e preparar o chimarrão que vai me acompanhar durante a maior parte do dia.

Tipos de Ritual

Segundo o mesmo texto:

Os rituais descritos por nossos escritores envolvem primariamente seu ambiente, tempo, e comportamento – três circunstâncias que podem ser manipuladas para ajudar a que a escrita aconteça.

Ambiente

Os rituais para escrever geralmente acontecem em espaços ou lugares definidos. Ter um espaço dedicado a escrever ajuda seu cérebro a entrar automaticamente em “modo criação de texto”.

Ritual Para Escrever

Que tal trabalhar em um ambiente diferente?

Esse espaço pode ser físico – trabalhar na mesa do escritório, por exemplo – e/ou virtual – usando programas específicos para escrever ou bloquear distrações.

Tempo

Em conjunção com o espaço definido, um horário específico para escrever facilita a entrada no estado mental necessário para criar.

É comum que usemos o mesmo computador para produzir textos/trabalhar e para diversão/entretenimento. Ter horários definidos para cada atividade ajuda a separá-las e a manter o foco.

Por exemplo: se você produz melhor pela manhã, reserve esse horário para escrever e deixe as distrações para o período da noite, após finalizar o trabalho do dia.

Comportamento

Aqui é onde entramos no território mais pessoal dos rituais para escrever. Do mesmo texto que citei antes:

Os comportamentos dos escritores pesquisados podem ser descritos como ensaiados (ao invés de espontâneos), repetitivos, e aparentemente não relacionados com o trabalho em questão. Eles são, portanto, ritualísticos. Embora outros possam ver estes comportamentos como altamente idiossincráticos – até mesmo bizarros – para as pessoas executando-os eles são apenas formas de trabalhar.

Na prática, estes “comportamentos” podem ser coisas tão simples como ter uma boa xícara de café como companhia (ou chimarrão, no meu caso) até coisas bizarras como escrever deitado, acender uma vela antes de começar a escrever ou ter rinocerontes de plástico sobre a mesa.

Invente o Seu Ritual

Sem importar se são coisas simples ou bizarras, procure descobrir quais são os rituais que podem ajudar você a se conectar melhor e mais rapidamente com seu “escritor interno”, com sua musa, sua criatividade, seu foco.

Os rituais que são úteis e funcionam são diferentes para cada um. Experimente diferentes coisas até encontrar aquilo que funciona para você, e sua produtividade (e sua criatividade) com certeza se beneficiará.

Para saber mais e encontrar inspiração para seus rituais:

E você? Tem algum ritual para escrever? Me conte nos comentários. 🙂

Images: Clemson – CC By / Ben Smith – CC By-Sa

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Como Obter Mais “Likes” no Facebook

Next

Seis

6 Comments

  1. Olá Nospheratt, eu sou o contrário de você, ja prefiro trabalhar com um pijama, uma roupa mais leve. Produzo mais. Também apenas trabalho ouvindo uma música calma, me faz concentrar melhor no texto. O artigo é excelente e realmente todos temos que ter nosso próprio ritual, mesmo que seja apenas psicológico, quando o fazemos sabemos que vamos produzir a todo vapor.

    Abraços, Arlindo Armando

  2. Pois então, não sei se tenho algum ritual. Sei que gosto de me concentrar e saber que poderei ficar assim. Não gosto de interrupções. Não importa roupa, local, não ouço música, nada disso. Levanto busco um café e sigo concentrado. Apenas quero estar no meu ambiente e não ser perturbado.
    Aliás falei em ambiente. Gosto do meu velho PC (pentium 4) com teclado convencional. O Mac ou o Note/PC não me inspiram muito… uso-os para navegar a toa, face, etc, mas não para escrever. Parece que limitam, mouse estranho, tecladinho micho…
    Mas o que me incomoda de fato é a falta do público. Isto vai minando a vontade e lá se vão muitos e muitos meses sem nem uma linha no ivivaz ou no viageiro. Embora tenha assuntos para ambos aos montes. E isto não sei resolver.
    Abraços, muito bom este seu artigo.

  3. Oi Nospheratti,
    Já estava com saudade dos seus posts.
    Adorei você falar de se considerar ou não um escritor achei bem legal,pois tem muita gente que escreve e não se acha escritor e há também pessoas que escrevem e tem consciência de que tem talento mas não querem parecer arrogantes por serem ou não “escritores”,ou até são vistas como tal quando assumem isso.
    Quanto aos rituais,gosto muito de ouvir músicas enquanto escrevo,bem baixinho em um ambiente que não tenha nada além disso.

  4. Olá Nospheratt!

    Não tenho nada de muito especial,eu escolho o silencio para pensar,escrever melhor ou eu escuto musicas no volume baixo.

    Como eu escrevo no desktop ainda não testei se minha produtividade poderia ser aumentada,se eu escrevesse em lugares tranquilos (natureza) ou movimentados como shoppings,pois ainda não tenho um notebook.

    Abraço!

  5. Tem um ritual. Adoro escrever com caneta Bic, um caderno velho, dentro de um metrô em movimento.

  6. Nunca me preocupei em criar rituais para escrever, mas depois de ler seu texto o de outros, acho que vou me observar e ver se já não faço alguma mandinga preparatória. Obrigada pelas dicas. Um abraço.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik