Blogando com Alma... Ainda.

O Circo Está Armado, Mas é Hora de Acabar com a Palhaçada

circo

UPDATE 28/Junho: O post foi creditado.
______________________________________

UPDATE: Eu fiz mal as contas. Entre o dia do meu comentário avisando sobre o erro – 9 de MARÇO – e o último email que eu enviei – 29 de JUNHO – se passaram 3 meses e 20 dias.
______________________________________

Vou começar explicando que nunca tive intenção de que este assunto se tornasse público. Mas a Cris Zimermann publicou – sem meu consentimento ou conhecimento – a nossa troca de emails, e está dizendo várias inverdades e fazendo insinuações, e me vejo compelida a responder.

Vocês podem ler a troca de emails em questão no blog dela: Coisa De Mulherzinha: Quem Manda No Seu Blog E Em Você?

Tudo começou porque descobri que ela tem um post meu – Os 7 Pecados Capitais Que os Blogueiros Cometem (Update 03/Dez/2007: o posts foi deletado, ignoro quando. 🙂 )- publicado no blog dela. Esse post está reproduzido na íntegra em vários lugares da blogosfera, com minha permissão. Um dos lugares onde está publicado é no Cópia Carbono, que foi onde a Cris o encontrou. Ela reproduziu o post no seu blog, creditando o Carbono, no dia 5 de Março.

No outro dia – 6 de Março – o Melo deixou um comentário lá, avisando que os créditos estavam errados, mas sem dizer de quem era o post. Três dias depois – 9 de Março – eu encontrei o post e deixei outro comentário, avisando que era meu. Dei por sentado que isso bastaria para que o crédito fosse corrigido.

Dia 29 de Março o erro continuava lá. Enviei um email educado, explicando a situação (dando o benefício da dúvida de que ela não tivesse lido os comentários), e pedindo educadamente que ela corrigisse. Até esse dia, o blog dela estava linkado no meu blogroll. Quando enviei o email, resolvi retirar o link e esperar para ver qual seria a reação dela ao meu email. Inclusive porque eu não acho que o blog dela seja útil para meus leitores, e só havia mantido o link lá por que quando nos conhecemos ela insistiu muito para que eu o colocasse.

Ela respondeu meu email no mesmo dia, dizendo:

Puxa, foi mausss rs.

Tb faz um tempo q descobri q apesar de vc me visitar sempre, o link do Brasil Business Opportunities não está mais no Blogando por dinheiro 🙁 e o link do Virtual Entrepreneur nunca foi incluído… Vc está sentida comigo? Alguma chance de corrigirmos nossos erros? Tava com uma baita saudade de falar contigo, viu?! Meu último comentário no teu blog vc nem respondeu…

Please let me know 😉

Aí foi que a porca torceu o rabo. É impossível que fizesse um tempo que ela tivesse descoberto que o link não estava mais lá, pois eu o retirei esse dia mesmo. Além disso, a frase dá a entender que ela costuma me visitar, o que tampouco é verdade; se fosse, ela não teria dito isso. O link do outro blog realmente nunca foi incluído, embora ela insistisse várias vezes, e eu tenha dito que ia fazê-lo. Na época eu acabei achando que linkar um dos blogs era suficiente, já que eu tinha incluído o link muito mais por comprazê-la do que por achar que o blog fosse relevante.

Confesso que fiquei brava – porque a mentira? Detesto fingimento. Resolvi não responder na hora, eu jamais respondo emails de cabeça quente. Deixei passar os dias – a idéia que eu tinha era que ela ia corrigir o crédito, eu ia agradecer, e a coisa ficaria por aí mesmo.

Ledo engano. Esqueci do assunto, e fui lembrar da questão faz uns dias. Fui lá verificar, o crédito continuava errado. Aí eu fiquei puta mesmo. Mesmo assim, esperei mais um pouco, até ONTEM, quando finalmente perdi a paciência. Mandei outro email, desta vez nem um pouco agradável. Eu estava putíssima. Acho que depois de esperar dois meses, e de ter pedido numa boa que a situação fosse corrigida, sem obter resultado – sendo que ainda por cima fui presenteada com uma mentira hipócrita – tenho o direito de estar putíssima da silva. Se o problema tivesse sido com outra pessoa, eu teria sido grossa desde o princípio.

Notem que eu não tinha mencionado o assunto à ninguém. Ela não fez o que tinha que fazer – MODIFICAR UM LINK para dar o crédito correto – e ainda por cima me mentiu; mas mesmo assim eu não quis enlameá-la ventilando o assunto. Eu lavo minha roupa suja em casa, obrigada. Pois em vez de responder meu email, ou corrigir o crédito, ela PUBLICOU OS EMAILS no seu blog. Até agora não entendi porque ela fez isso, já que lendo-os se vê claramente que ela está errada.

Ela diz lá que “Só pra constar, quem manda no meu blog e em mim sou eu!” Ou seja, “o blog é meu e eu escolho a quem creditar os textos que copio”. 0_o

Mas a coisa não terminou por aí. Nos comentários do post, ela diz ainda mais besteira. As frases em itálica são dela, retiradas de lá:

Tentei conversar com ela e foi em vão, como todos podem ler as próprias palavras dela:

E se eu não respondi seu comentário, fique sabendo que às vezes acontece. Não sei de qual comentário está falando, não sei porque não terei respondido, e não tenho interesse em descobrir.

Outra inverdade. Ela insinua que deixou um comentário no meu blog tentando conversar sobre essa confusão, mas isso é OUTRA MENTIRA: Essas frases, retiradas do email que mandei, se referem ao comentário que ela mencionou no email de resposta, se queixando de que eu não havia respondido. Esse comentário (eu me dei ao trabalho de procurar) está neste post: E quando a família descobre que o guri está problogando?. Conforme eu tinha imaginado, esse post foi o último publicado antes de uma ausência prolongada no blog; eu não respondi nem esse nem vários outros, pois quando voltei tinha uma montanha de comentários atrasados para responder. Inclusive comentei sobre isso no post seguinte, quando voltei depois de mais de um mês.

Até ontem eu não havia me recusado a nada. Um mês pra mim ta sendo muito pouco em meio a tantos compromissos.

Não foi um mês, foram quase quatro. Mesmo que você seja uma pessoa ocupadíssima, em 3 meses e 20 dias não vai ter tempo de corrigir um link? Teve tempo de publicar uma troca privada de emails, mas não de remendar seu erro? E não se recusou em palavras, mas sim na atitude. Ela não foi nem capaz de dizer “vou corrigir” no email que me mandou. Quanto tempo mais eu deveria esperar?

E “até ontem” significa que ela hoje está se negando a corrigir o crédito. Admirável.

Nospheratti – ou quem quer que você seja:

Diferentemente de você, não sou uma personagem refugiada.

Eu acho ridículo isso de escrever errado o nome de uma pessoa quando você está discutindo com ela. E não sei o que é uma personagem refugiada. Não sou personagem nem refugiada, então não entendo o que ela quis dizer.

Não quero te plagiar e muito menos ‘ganhar suas visitas e PR com o seu trabalho’ como você diz.

Eu sei que intenção não é nem nunca foi plagiar. Aliás, não sei se existe plágio terceirizado, já que ela não assumiu a autoria do texto (o que sim configuraria plágio), mas creditou um terceiro. E quanto ao resto, eu disse isso me referindo à que o Carbono (que não tem absolutamente nada a ver com a história) está recebendo o PR e as visitas que deveriam ser dirigidos ao meu blog. Continuo não achando justo.

Pensa comigo, por que será que esse post é o que te traz maior número de visitantes? Talvez quem esteja ganhando aqui seja você, principalmente depois desse auê.

Não sei de onde ela tirou que esse é o post que me traz mais visitas – isso não é verdade. Deve ter sido informada pela mesma ferramenta mágica que lhe revelou quem é o problogger mais rico do Brasil. Em segundo lugar, como é que esse post vai me trazer visitas, se está creditado ao Carbono??? Em terceiro lugar, ela insinua que eu fiz alguma coisa com o intuito de criar esse auê – que só existe porque ELA publicou os emails. 0_o E quanto a ganhar, não ganhei nada além de me ver envolvida num espetáculo de circo, contra a minha vontade.

Sempre estive disposta a resolver a questão. Somente por isso você já deveria me agradecer. Ainda mais agora, por eu disponibilizar tempo para te responder educadamente e te ensinar boas maneiras.

Sempre quando? Em NENHUM MOMENTO ela disse que ia corrigir o erro. Devo agradecer por ela não ter sido capaz, em dois meses, de pegar dois minutos e fazer o que qualquer pessoa correta teria feito? Ou por publicar os emails e criar esse circo? Ou pelos vários apelativos que recebi nos comentários – mariazinha, histérica, estressadinha? E ela chama isso de “responder educadamente”. Boas maneiras minha mãe me ensinou, e muito bem. Quem me conhece sabe disso. Boas maneiras não quer dizer deixar que te façam de trouxa.

Olha que feio as coisas que você escreveu:

É feio, sim. Não retiro uma vírgula. Já ficou evidente que pra ela, creditar corretamente um texto depende da relação dela com o autor.

Nospheratt – Blogueira, vampira, prostituta, bitch, como queiras, mas do sexo feminino.
I’m not your bitch, bitch!

Ela postou isso, insinuando que eu estava chamando-a de bitch (cadela). Isso aí nada mais é do que minha assinatura de email, e não tem absolutamente nada a ver com ela. Podem conferir no 1º email que mandei, aquele numa nice; diz exatamente o mesmo – assim como qualquer outro email enviado por mim, salvo raras exceções.
—–
Quem gosta de ser tratado assim?

Ninguém. Também ninguém gosta de receber mentiras, ou de ter email particulares publicados sem permissão, ou de ver seus textos creditados a outras pessoas, ou, ou, ou…

Negocie ao invés de brigar. Ninguém gosta de ser tratado como criança, com ameaças e avisos. Juro que se você pedir com educação darei crédito não somente ao post, mas a você também.

Eu não tenho que negociar nada; ela pegou meu texto e não me deu crédito. É responsabilidade dela checar a autoria – ainda mais se for copiar do Carbono! Eu pedi com educação. 2 vezes. Esperei quase 4 meses.

Eu coloco o crédito, peço desculpas por não tê-lo feito antes e o que mais precisar. Comigo não tem problema nenhum. É só ela saber pedir com educação, sem coerção. Simples assim.

Eu não estou preocupada com que ela peça desculpas. Desculpas, depois de fazer uma cagada homérica, não vão apagar as consequências da cagada. Não servem pra nada. Novamente, EU PEDI COM EDUCAÇÃO. Só que minha paciência tem limite. A “coerção” – o email que eu enviei ao Adsense – se fez necessária porque a educação não foi suficiente.

Enfim. Tem mais disparates lá, mas este post já se alongou, quando nem deveria ter existido. Eu não ia me pronunciar em público sobre o assunto, não sou artista de circo. Mas quem cala, consente; e não posso deixar que essas inverdades fiquem sem refutar.

Hoje a Cris me propôs, através de um amigo em comum, que a gente conversasse num chat. Eu estava pensando seriamente em aceitar, quando recebi um email falando sobre os comentários acima citados. Depois de lê-los, recusei conversar. Há demasiado veneno neles pro meu gosto. Não há nada que ela possa dizer que vá mudar o fato de que ela disse um monte de inverdades – intencionalmente ou não. Na minha opinião, ela mostrou que é um tipo de pessoa com o qual prefiro não me relacionar. Além do quê, eu não tenho nada de bom pra dizer pra ela, coisa que já invalida a proposta.

O post continua lá, creditado ao Carbono. Sinceramente? Eu acho uma falta de dignidade se recusar a corrigir os créditos porque eu fui grossa com ela. É vingança besta, uma demostração de poder ridícula. Se eu fosse a Cris, tinha era deletado o post e mandado o autor enfiar os créditos onde o sol não bate.

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Este Post É Pra Você

Next

Porque o Blogroll (Lista de Links Na Sidebar) É Uma Péssima Idéia

23 Comments

  1. Bender

    Guria, todo o apoio nessa hora.Não é o lance de começar tb uma campanha de boicote de links a esse site? Ela acha isso tão relevante, o q tb é meio patético …

  2. Eu não leio e não gosto do blog da tal Cris, prá mim ela não escreve uma linha que preste, além de copiar 99% do que publica. Vamos acender as tochas e invadir o castelo!!!

  3. Nospheratt

    bender: Muito obrigada. Mesmo. Claro que apoiaria uma campanha assim, se eu estivesse do outro lado – se ela tivesse feito essa merda com outra pessoa. No entanto, estando onde estou sentada 😛 não posso fazer isso – seria vingança. Se eu fizesse isso, estaria me rebaixando ao nível da atitude dela, que não quer corrigir os créditos por vingança. Eu tinha achado isso mesmo, e ela acaba de confirmar, respondendo ao comentário que você deixou lá:Quanto ao problema do link, ah sim, com certeza será corrigido, é que agora deixou de ser por falta de tempoEu continuo sem entender o que ela tem na cabeça. 0_oPois é, parece que ela tem fissura com os links. Veja só, quando ela insistiu pra que eu linkasse os blogs dela, eu recém tinha começado – PR0, 10 visitas por dia, nenhum inbound link. Na época eu não sabia lhufas de nada, não fazia idéia do quanto era bizarro o afã dela de conseguir links em um blog zé-ninguém como o meu era. Aliás, maldita hora em eu incluí o link – se eu não tivesse feito isso, também não teria retirado o link, e ela não teria me mentido, e não estaríamos aqui falando disso. Nhé. :(Por outro lado, pelo menos toda esta merda serviu para que ela mostre quem verdadeiramente é. Noronha: 😀 Eu também não leio, nem gosto. As visitas que ela viu que eu fiz, eram para checar se o erro tinha sido corrigido. Não sei onde eu tava com a cabeça quando linkei aquilo. Bah, na verdade eu sei – na ignorância de noob.

  4. FHAZ

    OláSou muito mais você ,se não fosse por este post seu, nunca teria visitado o Blog dela.Pois poder ver que visito o seu blog todos os dias.Ele é show, parabénsbjs

  5. paulo galo

    Moça,Você tem minha total solidariedade. Detesto gente babaca, mais ainda quando acrescido de má-fé. Conte comigo pra o que for necessário.Bjs,Galo

  6. paulo galo

    Acabei de deixar esse comentário no muquifo eletrônico da Cris. Se será publicado ou não, vai saber…”Cris,Você escolheu uma péssima forma de atrair visitantes pro seu espaço.Ok, suas visitações devem ter subido bastante. E daí? Valeu a imagem de blogueira malandra, incapqaz de criar conteúdo e ainda por cima negar crédito a quem o faz?Lamento por você, garota. Nessa primeira e última vez que venho aqui. Detesto más companhias.”

  7. Mário Yanase

    Mal conheço ela, mas já não tenho boas impressões. Para mim, ela mente. Nospheratt, estou com você e não abro.Abraços para você, vampira. 😛

  8. Claudio

    Sabe que, apesar de sempre ver links para a Cris em outros blogs (problogs até), nunca me senti compelido a voltar ou adicionar aos favoritos. Sei lá, não vi nada demais. Agora, depois dessa, tenho certeza que esta foi a última vez que fui lá (você está ciente que seu post vai gerar muitas visitas pra ela, certo? Mas no final vai ser como pum: Depois de alguns momentos ninguém se lembra mais).”Tamos” contigo.

  9. Davis

    Tb não vou muito com a cara dela apesar do conteúdo do blog ser relativamente interessante pra mim (curiosamente os artigos copiados de outros sites).Pra mim links devem ser merecidos e não pedidos.E crédito deve ser dado, corretamente.Enfim, ela tá errada… Tô contigo. Precisando é só falar. Ah, e vou te linkar tb. Gostei do seu blog. 🙂

  10. Anderssauro

    Já falei o com vc sobre.A gente vê cada coisa…Quando quiser meu lança-chamas é só pedir!:)

  11. W Brown

    Bate no Marquito! Bate no marquito!Coisa feia, copia e não da creditos e ainda quer ficar acima da carne seca. Nunca visitei o blog desa Cris, e acho que não vou visitar mais né, ja que disseram que o conteudo dela é 99% copiado, horas, vou direto na fonte!Voce esta certa Nospheratt! Tem o meu apoio (mas não sei se isso é muito…rs)

  12. Lu

    [ironia]Ah, mas a culpa disso tudo é sua, que fez link pra ela só porque ela pediu![/ironia]Brincadeiras à parte, ou alguém roubou o blog da Cris, ou ela surtou mesmo. O comportamento dela nessa coisa toda é insano.No comentário que deixei, falando que era seu direito brigar pela crédito, ela concordou, para depois acrescentar um “ela que vá brigar com o marido, a vizinha, com quem ela quiser”.Achei que o espírito dela fosse cooperativo, já que meses atrás ela resolveu fazer uma espécie de mural dos blogueiros brasileiros. Obviamente, eu me enganei.

  13. Fabio NaJoça

    Eu conheço o blog da Cris “de vista” mas nunca cheguei a ler. Eu sempre gostei muito do Blogando por Dinheiro – mesmo que eu nunca tenha comentado – eu estou sempre aqui lendo. O Blogando por Dinheiro foi um dos blogs que me ajudaram na minha decisão de criar meu próprio blog e eu acho uma injustiça e uma anti-ética o que a Cris fez. Cheguei inclusive a comentar o assunto no meu blog, utilizando o assunto para falar sobre créditos. Nospheratt, você tem todo o meu apoio e espero que isso se resolva o mais rápido possível!

  14. filipe

    barraco na blogosfera… esse é primeiro que vejo. estou do lado de quem tem a razão.

  15. Nospheratt

    Gente: Obrigada a todos pelo apoio. Eu realmente passei mal com essa história, com toda essa sujeira. Os amigos – e eu considero meus leitores como amigos, mesmo os que não conheço mais de perto ou que não comentam – foram os que me ajudaram a ver as coisas direito, e a agir da forma mais correta possível. Lamento imensamente ter me visto envolvida nessa história. Jamais pensei que isso fosse acontecer, pelo menos não desse jeito. Eu estava preparada para uma briga no particular, mas nunca teria imaginado que meus emails iam ser publicados – até porque publicar emails privados sem consentimento do autor é motivo de processo judicial, coisa que suponho que a Cris ignora. Quanto às visitas, eu sei, sim. Não tenho problemas com isso – aliás, quanto mais pessoas forem lá, melhor – mais gente vai ver qual é a verdade. Vou pedir uma coisa: não comentem mais lá, sobre este assunto. O crédito foi corrigido hoje. O meu objetivo sempre foi somente um: a correção do crédito. Uma vez que esse objetivo foi atingido, já podemos dar o assunto por encerrado. Embora ela tenha publicado outro post falando sobre isto, eu não vou fazer o mesmo. Eu poderia dizer algumas coisas sobre esse post, mas realmente prefiro deixar morrer aqui. Quem me conhece, sabe como eu sou realmente; e acho que minha postura frente a este circo ficou suficientemente clara neste post.Uma vez mais, MUITO OBRIGADA PELO APOIO! Não sei se vocês sabem, mas vocês é que fazem do Blogando o que ele é, não eu. :)Agora, voltamos à programação normal. 😛

  16. Guilherme H. S. Ostrock

    Olá moça, apesar de você ter dado o assunto por encerrado, somente agora consegui conectar para comentar.Como o meu blog trata da relação entre lei e informática achei o tema uma ótima oportunidade para fazer uma análise sobre os principais aspectos da lei de direito autoral, segue o endereço:infolei.blogspot.com/2007/06/creditar-corretamente-autoria-dos.htmlTirei o “https://” pra não virar um link não gerado por você.Abraços e parabéns por ter mostrado quem manda no blog dela.

  17. Pankwood

    Bom, eu nunca ouvi falar nessa Cris. Será que ela já ouviu falar em netiqueta ?Essa estória me lembrou o barraco que teve no meu blog, quando uma admiradora secreta resolveu se declarar por meio de comentários.

  18. Nospheratt

    Guilherme: Obrigada pelo apoio. Li seu post, achei muito bom, e vou mencioná-lo aqui, hoje mesmo.Quanto à mandar no blog, quem manda é o dono; mas isso não significa que se pode fazer o que der na telha, prejudicar quem quiser, e pronto. Em todo caso, se eu mando em alguma coisa (fora meus blogs) é no meu conteúdo, você não acha? 🙂Pankwood: Não quero nem imaginar o merdelê que deve ter sido isso! Que notí­cia, hein? “Blogueiro arrasando corações na net!” 😛

  19. paulo sergio

    Achei isso tudo muito patético entre voces duas. Tudo bem cobrar o credito mas nem sempre a disponibilidade de um é a mesma do outro. Se talvez voce soubesse pedir sem criar toda essa histeria tivesse sido diferente. Cá entre nós, conta a verdade, o sucesso dos outros te incomoda ou voce nao teria começadp o barraco num momento que a moça está se destacando. vamos ver se voce e mesmo como diz e libera este comentario. pelo que tenho notado apenas seus amiguinhos estao do seu lado e seu blog nem tem uma receiota consideravel. para ensinar os outros voce precisa ser experte no que faz. é feijao cria mesmo de tudo!Paulo Sergio

  20. Nospheratt

    paulo sergio: Você está certíssimo! Com certeza, o escândalo foi patético, concordo. Você tem razão, eu deveria ter esperado um ano, em vez de criar toda essa histeria depois de apenas míseros quatro meses – nem todo mundo dispõe de dois minutos em 4 meses, né? Com certeza, o sucesso dos outros me incomoda, e foi por isso que comecei esse barraco – porque fui eu que tornei o assunto público, né? Os comentários não estão – nem nunca estiveram – moderados. Suponho que você, sendo tão inteligente como é, deve ter percebido que seu comentário foi publicado imediatamente. Eu poderia deletá-lo, claro, mas não vejo razão para fazê-lo. É verdade, só meus amigos estão do meu lado – pelo menos que eu saiba – e meu blog não tem uma receita considerável. Eu achava outra coisa, mas se você diz que ele não tem uma boa receita, então deve ser assim, e eu estava enganada. Para ensinar os outros você tem que ser expert no que faz – ou estar disposto a aprender, e compartilhar seu aprendizado da melhor maneira que puder. Bah, isso é o que eu acho, mas como já me enganei sobre outras coisas, é provável que esteja errada com respeito a isso também. Eu gosto muito de feijão! 🙂

  21. Gandhi

    Nospheratt, faz algum tempo que leio eventualmente o teu blog e gosto das coisas que tu escreve. E da forma também. Aprecio a sua sinceridade.

    Só pra constar… não acompanhei essa novela toda (faz tempo que aconteceu, inclusive), mas já que faz parte do contexto é bom lembrar: postar mensagem de e-mail de terceiros sem a expressa autorização do autor é crime, punido pela lei. Inclusive é mais fácil processar alguém por expor você na internet, do que por plágio. Só isso.
    Se você tivesse exigido que ela retirasse a cópia dos seus e-mails do ar, teria evitado muita dor de cabeça. 🙂

  22. Gandhi: Obrigada. 🙂

    O caso é que o meu problema não foi com a publicação dos emails (eu não tinha nada a esconder) e sim com os créditos do meu trabalho. Eu não tinha intenção de processar ninguém, só queria que ela corrigisse o bendito link.

    Esse episódio foi lamentável. O que me consola é saber que me comportei da melhor forma possível.

    De qualquer forma, obrigada por opinar. 🙂

  23. Vivian

    Lindona!

    Eu não li tudo acima, pois estou no trabalho agora! Eu simplismente adoro seu blog, ja te falei isto! Eu acho assim quanto a copias de textos: se o dono do texto não quer que seja copiado, creio que não precisa falar mais nada ne? Acho que ate antes de copiar qualquer coisa seria interessante perguntar ao dono do blog. Não responder a comentários: bom se eu ficar esperando que todos respondam meus comentários… é melhor eu deitar e dormir! E acho que ficar publicando emails (a não ser que seja algo incrivel), mas isso? Parece que ela é criança! Eu queria é ter 1% do seu dom para escrever assim como vc!

    Bjinhos

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik