© Blosque.com. Todos os direitos Reservados.
A cópia e reprodução não-autorizada deste texto está expressamente proibida.
Plágio é CRIME!

Mulher por nascimento e vocação, irônica por diversão e hobby, brasileira inveterada, filósofa nas horas mais impróprias, blogueira de profissão, escritora e poeta pela pura necessidade de expressar seus oceanos interiores.

35 responses to “Venda o Que as Pessoas Querem Comprar”

  1. Guilherme Serrano

    Nospheratt, acompanho de longe e pelos feeds e quando li este poste tive que comentar.

    Tenho um blog de humor, com aproximadamente 3 anos. Nunca “investi” nele e apesar de me preocupar com sua visitação não era meu objetivo, era por diversão e para publicar crônicas. Com o tempo começou a entrar uma grana no AdSense e cheguei a conclusão que o popular-sensacionalista me trazia muito retorno. Piadinhas Kibadas, etc… Tosco, diga-se.

    A alguns meses criei um site colaborativos (design e tecnologia) e a este sim, dediquei muito trabalho e tempo. A média de visitação alcançou o site de três anos mas o trabalho e posts são infitamente mais qualificados.

    O humor popular rende MUITO mais e me custa pouquíssimo tempo, já que fotos e vídeos são o que realmente fazem sucesso.

    Ah, parabéns pelo blog e valeu por todas as dicas que já suguei daqui. 😀

    (desculpa o tamanho do comentário – virou um post – mas o relato é prova do teu post…)

  2. Lu Monte

    De repente, dá pra mesclar conteúdo… não deixa de ser uma boa idéia.

    E realmente, você e o Cardoso estão afinadinhos!

  3. Mairo Vergara

    Olhei o blog de sua amiga, ela tem mais de 400 leitores pelo feed… isso mes fez pensar… Quando falamos de audiência, de que números estamos falando exatamente? Eu tenho por volta de 100 leitores e estou muito feliz, quando tiver 400 então! Por outro lado a sua amiga reclama de somente 400 leitores…enfim, quais são os números reais que um blog deveria buscar, em termos de feeds, visitas, adsense, etc? Fala-se muito disso mas os números reais ninguém comenta…

  4. Coworking e relacionamentos não apenas virtuais | Boombust

    […] parece que será uma nova série que já começou logo com Hierarquia dos blogs e estagnação e Venda o que as pessoas querem comprar. Se você é leitor do Boombust, esses certamente são temas que vão lhe interessar. Então vá […]

  5. j. noronha

    Para quem quer ganhar dinheiro, não adianta, tem que separar o joio do trigo em dois ou mais blogs.

    E haja dinheiro para renovar domínio, hehe…

  6. Pedrotxp

    Agora você tocou na ferida! rs, existe vida inteligente na internet brasileira (que não seja blogueiro) ?
    Tive a um tempo atrás um blog de nicho, no blogger, que basicamente era para downloads de musica e vídeos, até tive algum sucesso, porem não estava contente, sempre que eu escrevia algum texto praticamente não era lido, assim que resolvi fazer outro, logo em menos de uma semana tive a grande surpresa do Helton do Hitechlive me chamar pra participar da rede de blogs que será lançada em breve, claro ainda me falta muito trabalho, networking e publicidade por fazer, me considero com sorte, já que escrever sobre cinema sempre foi um ponto forte meu.

  7. Nospheratt

    Guilherme: Muito obrigada por compartilhar sua história. É isso aí: conteúdo qualificado pode competir com conteúdo popular, mas dá MUITO mais trabalho, e rende muito menos.

    Sinta-se à vontade para deixar todos os comentários-post que quiser, eu adoro receber feedback e opiniões! :)

    Lu Monte: É boa sim, tudo depende da sua disposição. Você sabe bem que “quem aos porcos se junta, na lama se deita”. 😛

    Mas acho que dá pra encarar um pouco de barro na barra das calças, não dá? 😉

    Pior que é coincidência.. acho que fomos absorvidos pela comunidade blorg. Resistance is futile. 😀

    Mairo: O problema não é realmente a quantidade de visitas e leitores, mas a estagnação.

    Com certeza você vai ficar feliz quando chegar aí (quem não fica?), mas será que estará tão feliz assim se um ano ou dois se passarem, e você continuar sempre com esses 400 leitores?

    O que a gente espera, em qualquer etapa do blog, é que ele continue crescendo, mesmo que devagar. Não existem “números reais” – quanto mais, melhor. Simples assim; o que importa é crescer sempre.

    J.Noronha: É, um blog só não dá mesmo, sem contar que ao aglutinar tudo se desperdiçam muitas oportunidades… Falando nisso, vou renovar os meus hoje. :)

    Pedrotxp: De novo?! 😛

    Acho que existe (e vida desinteligente blogueira também), mas como sempre, é minoria. E isso não é problema só no Brasil, não.

    Meus parabéns, e muita sorte com o novo projeto! 😀 Vê lá se não esquece dos pobres, quando for famoso! 😀

  8. Fernando Menezes

    Os gênios só são reconhecidos depois de mortos… coitada da Lu Monte.

    Popular x Culto – na música, arte,tv blogs e etc. Sempre teremos este debate do que rende mais, pq o lixo vende mais do que a minha obra de arte e por ai vai.

    Isso só vai acabar quando Jesus voltar!!!

    É mais lucrativo vender 1 carro de 2 milhões do que 100 de 10 mil. Porém se você não vender o seu carro de 2 milhões, você passa fome.

    É mais ou menos isto. É a vida.

    Fernando Corp

  9. Lu Monte

    Talvez um pouco de barro na sola do sapato dê pra encarar. 😛

  10. Norberto Kawakami

    Lendo esse post, lembrei-me da cena do Star Wars, onde Darth Vader diz:
    “Luke, come to the Dark Side”. 😛

    Creio que como em qualquer blog, se não for ou pelo menos parecer autêntico, cairá na vala do esquecimento, mesmo explorando nichos “populares”.

  11. Nospheratt

    Fernando: Eu acho que é BEM isso. Geralmente é bem mais fácil vender esses 100 de 10 mil, do que um de 2 milhões.

    E acho que a Lu não vai precisar virar cadáver, só terá que se embarrar um pouco. 😛

    Lu Monte: Nega, eu acho que até o joelho (se vier acompanhado de resultados interessantes, claro) eu encaro. 😀

    Norberto: AHAHAHAHAHAH Muito bem expressado! 😀

    Com certeza. Quantos Novo-mundo e Celso Junior wannabes tem por aí, que NINGUÉM conhece? Porrilhões, e são todos cópias uns dos outros.

  12. Alexandre de Sousa

    Eu que o diga. No Diário de um PM, blog de nicho, se aproveitou bem do BOPE e Tropa de Elite.

    E também descobri que dá para apanhar os tarados de plantão, pq volta e meia uma policial de outros países posa nua.

    Mas foi offtopic sobre com enviar SMS grátis foi que bombou. Só perde para o BOPE.

    Como vc disse, é decisão do blogueiro saber até onde quer ir. Pode ser que esteja ganhando uma parcela de visitas de um lado e perdendo leitores do outro.

  13. Nospheratt

    Alexandre: Você tem razão. Mas acho que se o blogueiro souber dosar as coisas, e não “passar dos limites”, nem vai perder tantos leitores assim.

    Um off topic de vez em quando não mata ninguém, mas se abusar aí sim vai encher o saco dos leitores, né? :)

  14. blosque.com | Hierarquia dos Blogs e Estagnação

    […] “Venda” o que as pessoas querem comprar […]

  15. Magnet Motor

    É , não adianta. Tem que ser como Oscar Maroni, vender o que mais se procura. O cara já é dono de um bairro inteiro,vendendo o “pedestre-básico”.
    Abandonei a carreira de vendedor de motores e hoje vendo chocolates. A diferença foi marcante. Todo ano agora posso trocar de carro.

  16. Investir no Leitor é um Bom Negócio

    […] “Vender” o que as pessoas querem comprar […]

  17. Patricia

    Olá pessoal. Sou estudante de administração e atuo na área de rh, então resolvi criar um blog sobre esses assuntos. Ele está novinho ainda, tem apenas dois dias. Na verdade não entendo muito sobre blogs, tenho pesquisado muito pra desenvolver o meu. Peço aos veteranos de plantão, que puderem passar lá e deixar alguma dica, sugestão ou crítica pra melhora-lo, serei grata e faço questão de responder a todos.

    Obrigada

    Patricia

  18. Ermelindo

    Então é isto, “os fins justificam o meio”.

    Esta história é antiga e a alma é sua, faça dela o que lhes convier.

    E, é claro, existem mais de uma coisa. “a Cesar o que é de Cesar”.

    No entanto, desde tempos remotos, o ser humano tem tendência para duas coisas; “pão e circo”.

    Nota-se também muito soberba de acharem que “meu blog é culto, é bom, os dos outros são lixo” – “será que há inteligência na internet”, e por aí afora.

    E por fim, podemos voltar ao pão e circo. Sim, é isto que as pessoas gostam. Por quê? Porque é mais fácil, dá um prazer imediato, instantâneo. Alivia este povão que sequer sabe que sofre, tamanha é sua ignorância (no sentido de não saber). Acontece que, qualquer pessoa com boas intenções, em vez de ficar arrotando que é mais isto, mais aquilo, que os outros não sabem isto e aquilo, colocaria sua mente a trabalhar por outro caminho: será que é esta a contribuição que eu quero dar ? É realmente isto que eu quero fazer ?

    Isto posto, não adianta vir aqui e dizer: as pessoas não gostam disto, elas só gostam de porcaria… e por aí vai, porque na verdade a culpa é sua, a culpa é de quem planta estas porcarias na rede – e por quê? Porque precisam de dinheiro. Quem é mais estúpido – quem ve porcaria na internet ou quem posta porcaria na internet.

    Saudações.

  19. TEJO

    Esse post veio bem a calhar: tenho pensado muito no assunto, há algum tempo.

    O meu blog é antigo, é de 2006. Contudo, a quantidade de visitações e comentários é ínfima: é raro um post passar dos 5 comments, isso quando parte deles não é justamente minha, respondendo aos outros.

    Daí me pego a pensar sobre o motivo disso, e olho a nuvem de tags: assuntos herméticos, densos, “pesados”. Religião, política, socialismo, literatura…Então cai a ficha: quem é que se interessa por isso? Quase ninguém. E uma conhecida dia desses comentou comigo, que acompanha o blog sempre, “apesar de não entender muito”.

    Assim como ela, a maioria absoluta das pessoas. E falo isso não com um espécie de “soberba intelectual” (de jeito nenhum), e sim como constatação. As pessoas querem e procuram temas amenos, populares, leves. Como foi exemplificado acima: piadas, Big Brother etc. É isso que dá público.

    Aí vem o dilema: mantenho o blog do jeito que tá, sendo lido por quase ninguém? Ou mudo o enfoque, o nicho, e passo a escrever mais solto, sobre assuntos mais atraentes? Parar de escrever não vou, porque, antes de mais nada, é um prazer (e um exercício, em razão da minha profissão). “Ser ou não ser…”, ó dúvida cruel.

  20. Rafael

    Nospheratt
    No meu caso eu tenho um fã blog de um jogo online, ou seja, meu assunto é único, se eu fugir dessa área não terá mais nada a ver com o tema, o que você acha que eu deveria fazer para atrair mais membros ?

  21. Severino Sales Diniz

    muito interessante!

  22. Marciano Tomasi

    Acho que a solução é ter dois blogs. Um que reflete a real personalidade do blogueiro, a fim de satisfazer a alma. E outro com assuntos variados, que conquistem popularidade, a fim de satisfazer o ego. Ou coisa e tal…

  23. Mariana

    Ermelindo, acho que tem uma coisa importante aí que é o condicionamento. Se eu cresci aprendendo a me divertir com BBB, novela & sangue de noticiário, porque era isso que rolava na cultura familiar, dificilmente terei prazer lendo os textos do Tejo.

    A mídia só vende o que é procurado pela maioria – basta ver a qualidade dos programas de tv, das notícias que ganham destaque nos jornais, dos assuntos tratados nas revistas. Quando publicam uma revista melhorzinha, ou aparece um programa mais “cabeça”, pode apostar que eles já nascem com os dias contados.

    Os blogs tem que se enquadrar no esquema se quiserem sobreviver?

    Meu palpite (de leiga) é que não. Tem nicho de todo tipo na imensa net. Tem nicho do nicho do nicho, gostos extremamente segmentados de tudo que é assunto. E se num nicho de nicho que for o que vc escolheu tiver 10 mil pessoas, vc terá 10 mil leitores fiéis – que é nada comparado ao mundão de gente que acessa a net, mas muito em estímulo pra continuar escrevendo.
    A grande dificuldade aí, me parece, é localizar essas pessoas. “Onde andará Dulce Veiga?”
    😀
    Fica aí a sugestão pra quem quiser criar um blog pra servir de guia de nichos 😛

  24. Mariana

    haha achei que vc fosse dizer que tô viajando. Legal, Nospheratt! É uma alegria se eu puder retribuir tudo o que aprendi aqui. Vc já é mais importante pra mim que minha professora de português 😀
    Olha só, marquei direitinho a opção de receber os comentários por e-mail, mas não to recebendo. Será delay? E aqui embaixo diz: “Você está recebendo os comentários deste post. Administre suas assinaturas.”

    Vou clicar lá pra ver o que acontece 😀

    bjs e boa noite

  25. Mariana

    Ih, nada, pelo tanto que aprendi é retribuição foréva 😀
    Minha quarentena no uol é desativada. Acho que não chegou mesmo. E, ontem, quando cliquei aqui na administração dos comentários, até troquei o e-mail pra receber no gmail, mas continua não chegando _o_ Pede pra outra pessoa testar e ver se tá tudo direitinho.
    Vai que o administrador dos comentários nem sabe que vc voltou e tá dando um rolê por aí tb, né? O danadinho 😀

  26. Mariana

    Oi Nospheratt!
    Tá funcionando? Vou assinar pra ver 😀

    Ei, to amando o Evernote!!! Sabe o que eu fazia antes? Botava tudo nas notas autoadesivas do windows kkk. Não que seja um método ruim, é até prático pra guardar a informação. O problema é achar o que vc procura numa pilha de 659 notinhas _O_

  27. luiz alberto

    Meu blog é de nicho, basicamente sobre cultura pop underground, e nunca tive a menor intenção de ganhar dinheiro com ele. No geral meu foco é falar justamente sobre coisas que são ignoradas pelo “povão”.

    Com isso ganhei um público pequeno, mas extremamente fiel. Pela net fiz muitos contatos interessantes com pessoas que eu não conhecia pessoalmente.

    Porém o mais inesperado aconteceu entre as pessoas do meu círculo social. Como naturalmente compartilhamos dos mesmos interesses, a minha network da vida real cresceu e apareceram ótimas oportunidades. Meus amigos começaram a indicar o blog para os amigos deles, e quando vi estava fazendo novas amizades e contatos que me renderam oportunidades de trabalho e etc…

    Vejo muita gente preocupada em blogar para ganhar dinheiro de forma direta com Adsense, ter milhares de acessos, seguidores, falar sobre o que todo mundo está falando e coisas do tipo.

    Nada contra, mas acho muita gente ignora o fato de que é possível se beneficiar muito com um blog de forma indireta e com assuntos subestimados. As vezes é até mais fácil.

  28. Como Investir em Publicidade e Aumentar Sua Visitação

    […] “Vender” o que as pessoas querem comprar […]

  29. Josiana Aguiar

    Eu queria um blog que quisesse saber o que eu quero comprar… Acho que dava pra ganhar dinheiro com isso e muita gente ficaria feliz… Quero poder comprar um sapato com salto confortável, quero comprar roupa transada tamanho gg que nao custe uma fortuna, quero encontrar objetos que saiam do lugar comum, que tenham design evoluído, mas que sejam acessíveis aos pobres mortais. Quero um curso virtual para aprender informática e ser blogueira tambem… Queria tambem ter mais tempo para navegar pelos blogs interessantes, agora que estou entrando nesse mundo virtual… A propósito da discussão, acho que o povão tambem gosta de alguma reflexão e deve haver um jeito criativo de se infiltrar nessas outras camadas da população, desperta-lá para outros patamares. E um desafio e uma responsabilidade!