© Blosque.com. Todos os direitos Reservados.
A cópia e reprodução não-autorizada deste texto está expressamente proibida.
Plágio é CRIME!

Mulher por nascimento e vocação, irônica por diversão e hobby, brasileira inveterada, filósofa nas horas mais impróprias, blogueira de profissão, escritora e poeta pela pura necessidade de expressar seus oceanos interiores.

13 responses to “Como Fidelizar um Cliente Com Ração Canina”

  1. Rodrigo Fante

    Poderia divulgar os dados do cara né 🙂

    Ajudaria ele que foi extremamente profissional e merece a quem como eu ficou interessado

  2. Marina

    São pequenas coisas que fazem a diferença. Mas nem todo mundo dá valor a isso, sabe… Sei por experiência própria.

  3. Karine Matos

    É uma ótima idéia compando a postura que um blogueiro deve ter pois se ele se colocar no lugar das pessoas que vão ler os textos dificilmente publicará textos inúteis mas claro que essa lição também deveria ser praticada no cotidiano de todos porque é uma postura nobre. Amei o texto.

  4. Vivian Assis

    Show de bola a postura dele, se todos pensasse e agisse assim em seus empreendimentos.

    Na realidade ele deve ter pensado.Quantas empresas vendem ração para cachorro?
    Várias.O que eu devo fazer para cativar meus clientes?Usar a criatividade.Deu no que deu.
    Por isso sempre costumo dizer a mim mesmo.Não importa a concorrência.Importa como você agirá com seus clientes, porque um deslize ele vira as costas e compra em outro lugar.

  5. Webston Moura

    Caríssima Nospheratt, que bom receber teu post! Gostei da chamada logo no título. E o texto está à maneira dos cronistas. Você, mesmo quando breve (o que não é o caso deste post), escreve muito bem, sabe manter uma autonomia e uma intimidade, simultaneamente. Eu sou um ainda aprendiz dessas artes que você exerce com maestria, vida blogueira, sabedoria. Grato a ti! Fraterno abraço.

  6. Milton G. Machado

    Nossa!
    É uma pena que ações como essas não sejam comuns, tanto é que gera uma certa surpresa ver alguém tomar essa postura.
    Um exemplo. Obrigado por compartilhar isso!

  7. Márcia

    Olá Nospheratt
    Adorei a matéria! Eu tenho cachorros e gatos, e estamos sempre procurando o melhor produto e uma loja que atende nossa necessidade, no preço e entendimento. Muitos lojistas não analisam que o melhor atendimento é quem ganha por fim! Mesmo que fosse mais caro, o entendimento é que conta no fim de tudo!!

    Acompanho seu blog via feed, e gosto muito de suas matérias!
    Um grande beijo!!
    Márcia

  8. Rodrigo Menezes

    Me identifiquei recentemente com seu post, (pois já tinha lido ah tempo), estava pesquisando uma empresa de hospedagem para meu blog, e tinha 2 excelentes opções em mãos, com uma pequena variação de preço. E o que PESOU mesmo na escolha, foi o atendimento, o suporte, esse algo mais que recebemos, assim fechei meus negócios com o amigo Daniel Becher.

    Abraços

  9. Arthurius Maximus

    A inação e a mesquinharia são os piores pecados de um empresário. O cara matou a pau e soube se diferenciar num mercado que está repleto de opções vendendo a mesma coisa em cada esquina.

  10. Telma

    Esse cara merece todo o meu respeito. Se eu tivesse um cachorrinho e se eu morasse em Montevidéo também seria cliente cativa desse indivíduo. Você tem razão em mudar de fornecedor. Houve um tempo em que eu fui proprietária de farmácia. Minha atitude seguia bem esse conceito de respeito ao cliente, o que me rendeu bons retornos elogiosos. Pena que não deu certo o relacionamento com minha sócia!
    Bjs
    Telma

  11. Michael Cruzz

    Isso que é colocar a satisfação do cliente em primeiro lugar, é bem difícil encontrar comerciantes assim, que pensam antes nos clientes.

    Quando eu for para Montevideo com meu cachorro me passa os dados desse cara (=