Blogando com Alma... Ainda.

O Que Eu Aprendi Sobre Blogs Em 2008

Cumprindo a 4º tarefa do Desafio 21 Dias Edição 2008, vou contar para você o que eu aprendi no ano que passou.

2008 foi um ano intenso, de intenso trabalho e intenso aprendizado. Eu poderia escrever um verdadeiro tratado sobre o que aprendi este ano, mas vamos aos 5 pontos que considero mais importantes.

O Que Eu Aprendi Sobre Blogs Em 2008

1 – Organização é imprescindível

E eu sou prova disso. Nunca trabalhei tanto como em 2008, e se eu não tivesse aprendido a organizar meu trabalho com os blogs, não poderia fazer nem a metade do que faço.

É preciso encontrar as ferramentas adequadas para ajudar na administração. Gmail, Remember the Milk, Zoundry, Evernote… Eu uso várias, e com elas criei um sistema de organização que se adapta às minhas necessidades e ao meu jeito de ser – que é constantemente aperfeiçoado e ajustado.

A preguiça é o que impede você de criar seu próprio sistema? Saiba que se deixar a preguiça de lado e se organizar DE VERDADE, fará o dobro de trabalho na metade do tempo, com muito menos esforço.

2 – Planejamento e realismo são indispensáveis

Como você deve saber, eu tenho muitos projetos em andamento (além de todos os outros que ainda não foram à público), administro vários blogs, participo de projetos de outros, modero listas de discussão e faço um milhão de coisas.

Organização ajuda muito, mas não resolve todos os problemas. Tive que aprender a ser realista e avaliar com a cabeça fria quais projetos eu posso assumir, quantas coisas posso fazer ao mesmo tempo, quanto tempo tenho disponível para dedicar a cada coisa.

Eu gostaria de aceitar quase todas as propostas que me são enviadas, mas isso é simplesmente impossível. Mesmo com dor no coração, aprendi a recusar coisas das quais não vou dar conta.

Depois de avaliar o que vou ou não vou fazer, vem a parte do planejamento. Como vou fazer, quando, quanto tempo vai levar, como vou encaixar esse novo projeto na minha agenda diária? Quais coisas devem ser feitas, e quando?

Aprendi a planejar as coisas desde o início, e isso facilitou muito minha vida, além de me permitir continuar produzindo.

Por isso muitos dos Desafios tem a ver com planejamento; eu quero que você experimente e veja por si mesmo como planejar é útil e produtivo, e quanto você tem a ganhar planejando com antecedência.

3 – Encontros ao vivo são maravilhosos

Em 2008 eu fui à Campus Party, ao Luluzinha Camp, ao BlogCamp. Todos os eventos foram extremamente cansativos e bastante estressantes; mas eu faria (farei) tudo de novo, quantas vezes me seja possível.

Foram experiências enriquecedoras, divertidíssimas, educativas. Finalmente conheci queridos amigos de anos, que eu nunca tinha encontrado ao vivo, cara a cara. Não há dinheiro que pague nem palavras que expliquem como isso foi MARAVILHOSO.

Quando tiver oportunidade de ir à um encontro, vá. Você não vai se arrepender.

4 – Colaboração só funciona se todos colaboram

Pela 1º vez, participei de vários projetos verdadeiramente colaborativos. Colaboração é uma coisa linda, não é? Mas só funciona se todo mundo colaborar! Parece óbvio, mas não é.

Não adianta querer fazer de conta: a verdade é que na maioria das vezes, uns poucos trabalham, e os outros “colaboradores” só querem participar é na repartição de créditos e louros. Felizmente, existem exceções – e essas exceções me ensinaram o segredo da coisa toda: escolha cuidadosamente seus colaboradores.

Se você tiver o cuidado de avaliar o naipe dos colaboradores de um projeto ANTES de entrar nele, evitará muitas dores de cabeça e muitos desgostos.

5 – Tem coisas que não valem a pena

Talvez você tenha notado que me abstive de comentar certos fuzuês que andam rolando na Blogosfera ultimamente. Não disse nem uma palavra sobre as polêmicas mais recentes, blá blá blá. Nem aqui, nem no Twitter, nem em lugar nenhum.

Por quê? Porque finalmente eu realmente aprendi que tem coisas que não valem a pena. Discutir com imbecis, ou sobre questões imbecis, não leva a nada. Eu não ganho nada dando murro em ponta de faca, como não seja me estressar.

Cansei de desperdiçar meu tempo e meu humor com discussões improdutivas. Cansei de me incomodar à troco de nada. Ou, como disse a Zel, “já cansei de dar luz pra cego, já não faço mais pregação“. Prefiro me ocupar de coisas produtivas.

Então, vou fechar este post com um conselho. Da próxima vez que você for entrar numa discussão, pergunte-se antes: vale a pena?

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Open Mic: Com Você, a Palavra

Next

Resoluções Blogueiras De Ano Novo

2 Comments

  1. Nosph, aprender que se deve valorizar apenas o que vale a pena é algo que não tem preço. Identificar os amigos de verdade, companheiros e colaboradores é outra preciosidade que poucos conseguem obter.
    Bem, estou me organizando para cumprir as tarefas do desafio, ainda que demore um pouco. Obrigada por compartilhar estas experiências conosco.
    Uma ótima semana!
    beijo, menina

  2. Também preciso aprender a me orgazinar, planejar melhor o meu blog.
    Já dei o primeiro passo e estreei um layot mais profissional no dia 1º de janeiro.
    Preciso planejar os próximos passo, as promoções que pretendo fazer.
    Agora, fugir de discussões na web não sei se vou conseguir. Escrevo sobre política no meu blog. Aliás, fiz dele uma espécie de coluna política personalizada.
    Então, fugir de polêmicas será difícil.

    Desejo-lhe um 2009 cheio de sucesso e que seus projetos dêem todos certo. Sinceramente.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik