Blogando com Alma... Ainda.

E quando a família descobre que o guri tá problogando?

Eu estou sumida, eu sei. Minha vida pessoal está passando por grandes mudanças, e lamentavelmente estou absolutamente sem tempo. Mas eu sempre volto, né?

Hoje trago para vocês um texto de José Antonio Meira da Rocha, do OLPCitizen. Explico: na Lista Blogosfera rolou uma discussão sobre “como dizer aos seus pais que você quer ser problogger“. É complicado, principalmente por causa do assunto da prostituição intelectual cibernética. 😉

Então. Inspirado na questão, o José Antonio escreveu este excelente texto humorístico/realista (e teve a gentileza de me dar permissão para compartilhá-lo com você). Leia e divirta-se!

____________________________

E quando a família descobre que o guri tá problogando?

A família passa por cinco fases quando sabe que um membro está… bem… blogando… por dinheiro…:

Negação

“Não! Meu filho não! Deve ser o filho da vizinha, que não sai da frente do Macintosh e é meio gay. Meu filho usa PC!”

Raiva

“Tu é que deu o computador pro guri! Eu disse que ia acabar mal! Eu vou quebrar essa merda!”

Negociação

“Não podia escolher outra profissão? Por que ganhar dinheiro onde os outros se divertem? Tem tanta gente honesta matando e roubando aí na rua… precisava blogar? Tráfico e prostituição infantil não são tão ruins assim…”

Depressão

“Eu devia ter proibido internet quando ainda dava tempo… agora é tarde…que vergonha, meu deus, que vergonha! Não saio mais na rua!”

Aceitação

“Tá… quanto é que o Google te pagou este mês?”

____________________________

José Antonio, meus parabéns pela criatividade, e obrigada pela gentileza. 🙂

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Vale a Pena Investir Dinheiro no Seu Blog?

Next

Dando uma de HellRaiser

12 Comments

  1. celsojunior

    E como eu disse na própria lista:A parte da “aceitação” muito me interessa! =)

  2. Fernando

    Já passei povárias dessas fases..ehheheFernandohttps://blog.fenon.com.br

  3. Nelson

    Pô, meu! Aqui em casa o pessoal só faz rir de mim…

  4. Mauricio Baroni

    Será que tem como viver de blog?Passa lá no meu também.

  5. Pankwood

    O pessoal aqui em casa provavelmente nem sabe o que é blog, e muito menos que eu blogo.Um dia na faculdade um colega falo que blog é coisa de bixa, hoje ele ta todo animado com o blog dele pedindo ajuda pra mim, hehe.

  6. Moacir

    Estou com o maurício..Será que tem como viver de blog?

  7. Dario B F

    Acho (certeza?) que o José Antônio poderia ter citado que se baseou em um episódio dos Simpsons pra fazer o texto dele. Simpsons episódio “Todo mundo morre um dia” – em inglês “One Fish, Two Fish, Blowfish, Blue Fish”Não que tire o mérito do cara por ter a idéia de adaptar…mas…ok, tira sim, pelo menos pra mim, lembrei na hora do episódio e me fez pensar “essa é chupada”.Link pro vídeo em inglÊshttps://www.youtube.com/watch?v=ZoEEdVGOEG4

  8. Nospheratt

    dario: Que eu saiba, essas fases são parte das teorias da psicologia, e se aplicam à muitas coisas – ao luto, por exemplo. Elas resumem o jeito com o qual o ser humano costuma lidar com perdas e rupturas. Não são invenção do Matt Groenig.

  9. gabrielgalvao

    Tudo se torna fácil quando você conta os seus ganhos !Antes disso nem vale a pena falar !!!

  10. Desculpe estar comentando em um post antigo mas não deu para resistir.
    Meus pais tiveram (quase) a mesma reação das 5 fases acima, já que depois de 4 anos dando aula eu larguei tudo e fui para a frente do PC (acho que até hoje eles não se recuperaram muito bem 😀 )

  11. Meus pais foram muito bem receptivos, isso foi legal, mas muita gente desconhece que a internet pode ser lucrativa.

  12. kkkk. Em primeiro lugar, parabens ao José Antonio e a você que administra o Blosque! E depois, obrigado pelo trabalho que você faz. rsrs. Agora aqui quero dizer que me diverti muito com esse post. Quase sorri muito mesmo. rsrs. Também quero agradecer por um e-book que estou lendo chamado Be-a-Blog. Muito interessante, principalmente para os iniciantes (que é o meu caso). Então OBRIGADO! E que Deus abençoe você e seu trabalho!

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik