Blogando com Alma... Ainda.

Como Vencer a Síndrome da Página em Branco

Quantas vezes você se encontra frente à uma página em branco, tentando escrever um post, e não consegue escrever nada? Você olha para a página em branco, ela olha pra você, e ninguém diz nada. Não há conversa. Você não consegue criar. Eu não consigo criar.

Todos sofremos com mais ou menos frequência da “Síndrome da Página em Branco”.

Porque Não Conseguimos Criar

Como Vencer a Síndrome da Página Em Branco

Muitas e muitas vezes, o problema é o “barulho” do mundo externo. O ruído. Informação demais entrando, poluindo a mente, nos distraindo. Muitas vozes ao mesmo tempo falando de mil coisas diferentes e nos puxando em mil direções diferentes.

“O que era mesmo que eu ia fazer? Já esqueci, depois de ler 300 twits e visitar 345 páginas.” Twitter, Facebook, feeds, notícias, páginas e blogs e textos e emails e comentários e Gtalk e…

A nossa voz própria, a imaginação, a criatividade não conseguem se fazer ouvir, não conseguem brotar, no meio de tanta balbúrdia. E a página continua em branco. Você dá mais uma olhada no Twitter, visita mais duas páginas, lê mais três textos sobre BBB. E a página continua em branco.

Who ya gonna call?

Você precisa da ajuda da sua Musa.

“As musas são entidades mitológicas a quem são atribuídas capacidade de inspirar a criação artística ou científica”. Além disso, a Musa é uma metáfora da inspiração e criatividade de cada um, uma personificação dessas qualidades; eu tenho a minha, você tem a sua.

A Musa inspiradora é esquiva, gosta de tranquilidade, quietude e atenção. Dificilmente ela se manifesta em meio à bagunça. E só criamos coisas realmente interessantes, valiosas, originais e úteis quando estamos em companhia de nossa Musa.

Como Vencer a Síndrome da Página Em Branco
Musas dançando com Apolo

Abrindo Espaço Para a Musa

Precisamos de um pouco de silêncio todos os dias. De estar só com nossos pensamentos. No começo, nada aparece. A página em branco. Depois que tudo se aquieta, a mente começa a fluir. Os dedos acompanham. E quase sem perceber, criamos o texto, a página em branco ganha vida.

Para que isso aconteça, nada de interrupções. Nem de distrações. Feche o Twitter, deixe para ler os feeds mais tarde, esqueça o email. Eu sei que é difícil; eu mesma tenho que fazer um esforço enorme para fugir à tentação de checar o email e o Twitter à cada cinco minutos. E no entanto, se você não dedicar toda a sua atenção à sua Musa, ela não vai se manifestar. Ela é orgulhosa demais para se manifestar enquanto sua mente está distraída com 50 outras coisas. 😉

Equilíbrio é Fundamental

Sim, é preciso alimentar-se do mundo, dos outros, das novidades, das conversas e do barulho. Não estou sugerindo que você se torne um ermitão digital ou um alienado virtual. Mas é preciso ruminar essas coisas em silêncio, dar-se tempo para digerir e incubar as informações que você recebeu, para que algo de valor possa ser criado.

De fato, se você quer alimentar sua Musa adequadamente, não só deve alimentar-se de fontes externas, como selecionar com cuidado que fontes são essas. Lembre-se sempre que seu cérebro não é um cocho de porco. Uma péssima dieta mental é tão prejudicial quanto uma péssima dieta alimentar. Um cheeseburguer de vez em quando não faz mal nenhum, mas se você se alimenta basicamente de porcarias e fast-food, logo vai estar com problemas digestivos. 😛

Como Vencer a Síndrome da Página Em Branco

Resumindo, é aconselhável e necessário escutar o ruído do mundo externo. Mas deve haver um equilíbrio entre o que entra e o que sai.

Feche a Porta!

Você deve ser capaz de “fechar a porta” regularmente, e dedicar períodos de tempo exclusivamente à ouvir sua Musa e criar. Caso contrário, o mais provável é que você estará constantemente regurgitando coisas mal digeridas e nada originais.

O melhor de tudo é que quanto mais tempo você investe em escutar a Musa, mais fácil se torna persuadí-la a se apresentar e trabalhar com você. E quando ela trabalha com você é quando você produz coisas realmente inspiradas e criativas. Maravilhas acontecem. Ao estar inspirado pela Musa, você termina o texto e fica embasbacado com o resultado, orgulhoso e satisfeito.

É isso o que você quer? Feche este página, e o Twitter, e o email, e o IM, e tudo o mais, e vá conversar com sua Musa. Ela tem milhões de coisas para lhe contar, só está à espera de que você se disponha a ouví-la. 🙂

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

O Problema De Ser Diferente

Next

13 Links Para Melhorar o Design do Seu Blog

22 Comments

  1. Felizmente, por enquanto, não fui acometido por essa mal, meus posts tem fluído com certa naturalidade, e uma boa fonte de inspiração tem sido o twitter.

    Como sempre, ótimos dicas!

    @jmpsousa

  2. Ah!

    Quando acontece é realmente desesperador.

    Eu procuro sair, dar uma voltinha, e depois deitar e relaxar como se fosse dormir, então sempre vem uma idéia aqui, outra alí.

    Ótimo post!

    Parabéns e obrigado!

  3. Nossa como estava precisando ler isso hoje.
    E não é apenas por ter que escrever no blog, que esta alguns dias sem postagem…por falta de tempo.è que preciso escrever uma mensagem de formatura da minha turma…Vou atrás da minha musa.Valeu a dica.

  4. Excelente postagem! COmo de resto são todas as outras anteriores. Seu blog é uma pvoda de que há vida naõ apenas inteligente, mas sobtretudo criativa, nos blogs.
    Ter momentos de falta de inspiração para escrever é algo que acomete todo escritor nalgum momento. Eu já iniciei 2010 com esse problema (Confira nesta postagem), mas se tivesse lido seu texto antes por certo não teria tanta dificuldade.
    Congratullatios, one more time.
    Paraônicamente, Franz

  5. Olá
    interessante seu tema de hoje, acho que todo mundo que tem blog já passou por isso. acredito que o maior problema é a cobrança, nós mesmo nos cobramos, é claro que precisamos atualizar o blog, mas vontade e criatividade não marca hora pra chegar, nem sempre é um “parto natural”, rs
    Acredito mesmo que não existe muito segredo pra escrever, blogar deve ser um ato livre, inspirador, um momento único entre você e suas ideias.
    Pra mim quando a vontade vem e a criatividade não surge, ai eu me coloco diante de outras leituras, leio o que o pessoal escreve, pensa e diz e aos poucos vai surgindo naturalmente…
    Acho que tudo na vida tinha que ser assim: fazer porque quer e fazer porque gosta.
    Um abraço. 🙂

  6. Tudo o que você falou está absolutamente correto. Acontece igual comigo, nossa não consigo parar de olhar essas bobagens todas e quando chega a hora de escrever no blog dá um branco!! Isso me angústia profundamente, é como se todas as palavras estivessem presas e não conseguissem sair da minha mente…é frustrante. Quando chamo minha musa inspiradora ela vem sempre acompanhada de uma melodia suave, para que ajude a fluir e organizar meus pensamentos!!!
    Obrigada.

  7. Adorei a analogia do Fast food virtual……rs
    Você é o que você come e lê.

  8. washington

    Boa noite, realmente fica dificil ter boas ideias se nao nos informamos no que queremos falar.

  9. Ja passei por isso e os bloqueios tem sido cada vez mais frequentes…paginas e mente em branco, ninguem merece!
    Mas enfim, em outros tempos eu entrava em panico quando acontecia, agora não mais.
    Tiro ferias, dou um tempo pro blog e consigo voltar a escrever melhor depois de uns dias normais sem net.

  10. Gostei da dica. Eu as vezes escrevo coisas que adoro, as vezes tento escrever e não sai nada. Estou criando um blog no Blogspot, é a minha primeira vez. Postei um texto lá e já estava convidando tosdos os meus amigos para visitar. Fazendo pesquisas na internet sobre como fazer um blog de qualidade achei o seu e comecei a refletir sobre algumas coisas, como por exemplo rever minha idéia de postar um texto por semana. Tudo bem, vivendo e aprendendo o importante e começar. Estou lendo seus artigos e aprendendo um pouco sobre blogar. Obrigada!

  11. Seu blog foi fundamental para que eu conseguisse tirar o meu do papel. Você está nos meus favoritos. Continue assim, sei que você ainda tem muita gente pra ajudar!

  12. Adoro ler artigos que nos inspiram e ajudam a melhorar o conteudo e a qualidade do nosso trabalho. Não conhecia seu blog ainda, mas agora virei fã de carteirinha=)
    Parabens pelo ótimo trabalho.

  13. Realmente de sempre passamos por crises de inspiração seja la o que estejamos escrevendo.
    Bem lido!!!

  14. Belo texto, todos precisamos da sabedoria do silêncio.
    Abraços.

  15. Muito bom este post. Tem determinados assuntos que são mais fáceis de escrever, porém a junção de muita informação realmente perturba na hora de escrever.

    Parabéns,

    Tiago

  16. Oi, Nospheratt!

    Excelente texto.
    Com certeza, você está em harmonia com a sua musa.

    Um forte abraço!

  17. Ainda nem passei pela sindrome…. mas qd acontecer eu volto aki e leio o post todo de novo hahhaiha

    Estou escrevendo um blog novament… e pelo o q li em alguns de seus artigos, tenho q assumir q já cometi alguns do erros q os iniciantes cometem e q ta faltando arrumar a casa, ou melhor, o blogue! Gostaria de agradecer por td q escreve… foi mt bom p mim td o q li até agora… continue escrevendo!
    Pretendo escrever um post c algumas dicas p quem ta começando, posso cita-la?

    bjxxxx

  18. Ahhh… Estou adorando tudo! Muitas vezes acontece comigo: eu, e uma página em branco. Noooossa…, entro em pânico!
    Quando a falta de inspiração vier, estarei em busca da minha musa…
    Maravilha!

  19. Leio seu blog ja faz algum tempo e adoro.sobre a síndrome da página em branco acho que é até natural.O nosso dia a dia é muito barulhento. Se não pararmos e par ouvirmos a voz que vem de dentro não seremos capazes de criar nada. Por isso é tão importante o que você disse.

  20. Páginas em branco.
    Páginas em branco, nada!
    Páginas sempre cheias de letras,
    que voam por todos lados.
    Pensamentos mil!
    Tudo isso porque ando com uma
    caderneta no bolso, debaixo do travesseiro
    e aqui, bem perto do computador.
    Seis livros digitais publicados.
    E vem mais por aí, dia 13 de agosto, sexta-feira:
    Vampiros, lobisomens e assombrações.

    Abraços.
    Manoel

  21. Gostei muito de suas dicas para iniciar um blog. Parabéns.

  22. Elaine

    Seu Blog está adicionado no meu Favoritos e recorro à ele muuuuuitas vezes! Estou entrando agora no mundo dos Blogs e ainda tanho muito que aprender. É como se eu estivesse num país onde não sei o idioma do lugar!
    Mas sou teimosa e vou xeretando tudo!!!
    Obrigado pelas dicas e Parabéns !

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik