Blogando com Alma... Ainda.

Aposentadoria Blogueira – Você Já Pensou na Sua?

Por razões que não vêm ao caso, um dia desses fiquei pensando no futuro dos blogueiros. Não no futuro da blogosfera, blog = mídia, etecéteras, mas no futuro individual de cada blogueiro – mais especificamente, no futuro dos probloggers; aqueles que como eu, têm os blogs como profissão.

Nós não temos carteira assinada, plano de saúde, 13º, nem nenhum dos benefícios que têm os trabalhadores tradicionais. E o que mais ficou na minha cabeça, é que não temos previdência social, aposentadoria “or whatsoever“.

O Tempo Passa, O Tempo Voa…

Relógio Antigo

Hoje somos jovens (alguns nem tanto, mas vá lá :P), mas nem sempre o seremos. Tá certo que, a rigor, não existe uma idade limite para blogar; porém, trabalhar com blogs é um trabalho como qualquer outro. Requer tempo, esforço, investimento, gera stress e cansaço… é trabalho.

Um trabalho deveras bacana, mas trabalho enfim. Estou pensando seriamente em um “plano de aposentadoria”; algo que me permita diminuir a marcha no futuro, quando eu assim o deseje.

Além do correr do tempo e do acumular dos anos em nossas costas, há que se pensar em imprevistos. Sabe, todas aquelas coisas chatas que infelizmente fazem parte da vida? Doenças, problemas financeiros, essas m*rdas nas quais ninguém quer pensar (nem eu)?

E estão também os planos: casa própria, carro, faculdade para os filhos, aquela viagem dos sonhos… Coisas que não brotam do nada, não surgem de um dia para o outro, e no mais das vezes não caem do céu.

Por Onde Começar? Algumas Idéias

Relógio VintageAinda não tenho um plano estabelecido, pois essa epifania é muito recente. Sem uma análise mais profunda, se me ocorrem 3 coisas que podemos fazer:

1 – Poupança – O método mais tradicional e demorado, e também o mais seguro. Guardar dinheiro requer muita disciplina e compromisso, mas é uma estratégia garantida.

2 – Seguro – Existem seguros de vida que funcionam como uma poupança: permitem que você resgate o capital acumulado após uma certa quantidade de anos, caso não tenha feito uso do seguro. Eu gosto muito desta idéia porque é como a poupança, mas com a “obrigação” de pagar.

3 – Investimentos – Investir, no que quer que seja, não é para os fracos de coração. Os bons investimentos vêm com um risco embutido. No entanto, com bastante tino, algo de conhecimento e um bocado de sorte, investir pode ser o caminho mais rápido para acumular capital.

Dois Blogs Que Explicam o Riscado

Não tenho receitas prontas. Não sei como fazer o que quero fazer. O que recomendo é que você leia estes blogs, escritos por gente que entende do assunto:

Dinheirama

Conrado Navarro, o autor, explica: “O Dinheirama é um site sobre economia, finanças pessoais e educação financeira, que tem como objetivo fazer com que você administre melhor seu dinheiro e aumente o seu patrimônio.”

Iniciante Na Bolsa

Escrito pelo Alessandro Martins, “O blog Um Investidor Iniciante na Bolsa de Valores enfatiza o primeiro passo da entrada na Bolsa de Valores de pessoas que, antes, a viam como um bicho de sete cabeças.”

E você, já pensou no seu futuro?


Technorati : , , , ,

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Google Knol – Sérios Problemas à Vista!

Next

Benefícios de Produzir Conteúdo de Qualidade

12 Comments

  1. Você tem toda razão em pensar no futuro, nospheratt, e começar logo qquer tipo de poupança. Eu tb gosto do ‘dinheirama’, leio o blog como um exercício sobre ‘ser econômica”, pq nunca soube antes economizar, estou aprendendo isso de algum tempo para cá e ele me ajuda. Quanto ao futuro, no meu caso já estou aposentada.
    um abraço,
    clara lopez

  2. Eu pensando em começar a viver de blogs e você já pensando em fim de carreira 🙂

    Meu futuro… Enfim, acho que vou vender meu blog à globo.com e fazer piadas sem graça pelo resto da vida.

    É um bom plano não?

  3. Tem mais uma maneira de começar a pensar nisso, que são os planos de aposentadoria privada. E quanto mais cedo começar um plano desses, melhor.

  4. E quando o dinheiro nao dá nem pro básico? 🙁

  5. Infelizmente vamos envelhecer e foi bem pensado o artigo, muitos de nós vive o hoje, não mais o amanhã e isso nos traz diversos problemas, certa vez pude sentir isso.

    Eu optei pela poupança que é o mais seguro e estável, abri uma poupança e joguei o cartão fora, todo mês deposito certa quantia, claro existe um valor mínimo a depositar, sem o cartão sem saque.

    Todos nós precisamos nos disciplinar.

  6. Aposentadoria? O blogueiro pro é uma profissao liberal, tem que prever o futuro e ter objectivos drasticos, do tipo, poupar metade do dinheiro que ganha, investir primeiro em casa propria… Acho que o Blogueiro pode se aproximar de outros profissoes, tipe freelance, dahi tem que declarara a renda….
    Quem faz hoje em dia?

  7. Se blogar continuar sendo tão prazeroso quanto tem sido, nem penso em me aposentar. Mas sem dúvida que há anos tenho minha previdência privada, além de meus outros investimentos e economias. Altamente recomendado para qualquer profissional que não depende mais do patrãozinho. Abraços!

  8. No meu caso, poupança foi o melhor caminho encontrado. Economizo desde os meus 14 anos de idade, graças à insistência da minha mãe.
    Só tenho a agradecer, o cofrinho é a certeza de que posso me apoentar daqui 10 anos quem sabe. Acho que até lá aprendo alguma coisa sobre blog e faça o meu deslanchar.

  9. Pra quem possui um blog grande, fazer um pé de meia é fácil neh

  10. Oi, garimpando infs sobre aposentad e seus planos, deparei com suas dicas, e é isso ai, qto + cedo a turma começar a guardar seu $$, poderá pensar em ter mais tempo=>$$+tempo para viver.

  11. Milton Lucas Mendes

    Bom não tenho um blog – mas visito vários. Em relação as sugestões, penso que uma boa saída seria pagar como autônomo a previdência oficial, pois tem muitas garantias – além do que se o blogueiro ficar doente ou sofre algum acidente – a previdência oficial cobre.

    Outra saída seria complementar com previdência privada do tipo PGBL, ou seja aquele dinheiro que vodê deposita todo o mês e esquece que tem – só vai ver o que rendeu – daque há 20, 30 anos e pode servir como pensão ou para sacar tudo de uma vez.

    Milton Lucas Mendes

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik