© Blosque.com. Todos os direitos Reservados.
A cópia e reprodução não-autorizada deste texto está expressamente proibida.
Plágio é CRIME!

Mulher por nascimento e vocação, irônica por diversão e hobby, brasileira inveterada, filósofa nas horas mais impróprias, blogueira de profissão, escritora e poeta pela pura necessidade de expressar seus oceanos interiores.

34 responses to “A Banalização das Coisas”

  1. Jonny

    Eita… quanta coisa para comentar…

    Prêmio para mim é ver que um post-ajuda sobre problemas no imposto de renda meu teve mais de 20 mil visitantes, todos ficando uns 5 minutos, ou seja, lendo algo que eu achei útil compartilhar!

    Ou como você diz, um simples comentário agradecendo do fundo do coração.

    Eu agradeço os poucos prêmios que eu recebi. Mas chegou em um ponto que os prêmios se tornaram um mero caça-links, assim como os tais “Bloghits” que o cara coloca um logo e lança como se fosse a coisa mais fantástica do mundo (existem alguns muito bons e engraçados, mas 90% é do naipe “calcinhas da blogosfera”)

    Quanto ao arroz com feijão, eu simplesmente reduzi a minha leitura de blogs de informática para uns 4 ou 5… aqueles que geram conteúdo e não simplesmente são meras traduções de sites de referencia mundial.

    Será que os outros nichos não estão indo para o mesmo caminho!? Tá tudo tão igual!!! E nem é plágio…

    Pelo menos o caso Isabella não chegou na blogosfera com tanta força como na TV. É um bom sinal! ao meu ver essa “moda de hypes” – cliques a qualquer custo – já não é mais o mesmo como meses atrás…

  2. Juliana Sardinha

    Bem, vamos por partes.

    No início achava os prêmios a coisa mais “fofa” do mundo e uma forma de reconhecimento ao meu trabalho. Através deles, conheci muita gente legal e blogs gostosos de ler.Mas agora, cansei. Ficou comum, banal, repetitivo. Retribuo no máximo 01 por mês e se for interesante.Memes raramente participo.Sabe aquela coisa do “já deu”?

    Quanto ao post do Cardoso, li e refleti.Tentar converter salsinhas em bonsais nem nunca tentei.Sou psiquiatra e conheço bem a limitação da raça humana (rs).

    Achei fantástica a história da blogueira cubana e penso que, em uma ditadura, não há outra forma melhor e mais pacífica de se manifestar.

    Mas quero ressaltar que blogueiro não é jornalista.E que nem sempre precisamos ter opinião sobre as coisas do mundo.Blogar pode ser passatempo e deve ser prazer.
    Ajudar iniciantes a blogar é relevante, concorda?
    Não vejo necessidade de nos posicionarmos acerca de qualquer coisa. A vida real já é tão chata…se a virtual ficar chata também eu desisto…;-)

    Um forte abraço.

  3. Felipe Xavier

    Que bom, a Nospheratt voltou!! 😀

    Os memes e prêmios representam para os blogueiros iniciantes uma forma de reconhecimento. Quase todo blogueiro no começo está ávido para receber estes prêmios, mas esses mesmos banalizaram isso e acabaram com algo que seria legal.
    Para os mais experientes, repassar um dos “selinhos”, pode representar uma boa perda para o blog e até mesmo uma falta de credibilidade.
    Eu recebo os selos e os repasso uma vez por mês também, assim não encho o saco dos leitores nem magôo ninguém.

    A Blogosfera Somos Sozes Sim! Mas como o Jonny disse, muitos abrem um blog furreca de tecnologia e apenas plagiam (ou não) conteúdo de outro blog/site. Coisas até sem nenhuma importância para nós.
    Não se pode generalizar também, porque há blogs que apenas repassam algumas notícias, mas acrescentam conteúdo, enriquece o conteúdo de forma extremamente… ótima!

    Eu acho que para ser relevante, tem que ser autêntico. Não estou falando em ser o primeiro em certo assuntos, porque isso é até impossível, é autêntico mesmo.
    Como todos somos individuais, nunca sairá coisas completamente iguais de nossas mentes.

    E as respostas….
    Acho que ninguém vai conseguir encontrar as corretas, até mesmo porque não sabemos se tem alguma coisa correta.

    Abraços Nosphe.

  4. Criativo de Galochas

    Nosphe,

    Hey de concordar com vc sobre a banalização, falta de criatividade e critério. Porém, sempre é bom ser lembrado pelos colegas. No meu caso, só repasso para tem quem conteúdo.

    Em suma, trata-se de uma mera brincadeira. Entra quem quer e repassa quem quiser.

    Sds,

    Marcus, Criativo

  5. Gabi

    Eu nunca ganhei prêmio. Ninguém me acha digna de um selinho, uma cartinha, uma vaquinha. Fico frustrada… NOT.
    A tal blogosfera vive ensimesmada, encerrada em si mesmo, umbigando. Um blog que fala de outro, e de outro, e de outro, e de repente todos estão comentando sobre a má postura da mídia no caso Isabella.

    Sei lá.

    Como meu blog é diarinho-miguxo-mimimi, escrevo o que quero e tenho vontade, e conto causos sobre mim mesma. Talvez o pior tipo de umbiguice, não?

    Não sei qual o destino dos blogs. Se descobrir, te conto.

  6. Orlando

    Talvez a resposta esteja nos fins.

    Realmente, definitivamente não é necessário falar de “política” para ser relevante. Mas, o que você compreende por política?!

    Valeu pela dica do Texto do Cardoso, Vou lá ver!
    Abração

  7. Lu Monte

    Sinto cheiro de crise bloguística no ar? Been there (e de vez em quando as interrogações voltam). 😛

    Sobre os selos, você tem razão, há muito deixaram de ser relevantes. É raro aparecer um interessante hoje em dia.

  8. Lucia Freitas

    quem fala em nome de joaninha convoca a sua presença. Neste instante, após toda a muvuca causada pelo twitter no roda viva de ontem, acho, do fundo das entranhas, que o mais importante é ter perguntas. Sem elas, nenhuma resposta aparece.
    E, confesso, adoro o caos. Por mais difícil que seja produzir em meio à baderna.
    bj procê deusa querida

  9. Rô

    Primeiro eu vou reclamar! Eu vim no blog procurar dicas de otimização, e me deparo com uma atualização (saudade delas! rs) eu não queria ler esse post! Aliás, eu não PODIA ler pq tenho que correr com um projeto! rsrs…mas além de ler to comentando, ai ai!

    Agora as vias de fato! rs…Realmente os memes e os selos estão muito banalizados, a idéia se perdeu, agora é mais para um selo que alguém fez (design de 98 foi ótemo rsr) rode por vários blogs! Claro, com o link do cidadão embaixo. É ruim receber selo? Não, claro que não. Ruim é a quase obrigação de repassá-los e agradecê-los, que é, como vc msm disse, um post que não adiciona absolutamente nada ao blog!

    Outro assunto que, me desculpem os blogueiros, eu não aguento mais é a monetização! “Como fazer seu blog crescer 20 cm em 10 dias!!”

    É, eu quero ver a Revolução!!! uhahuahua

    Bjos e vê se posta mais! Se eles adicionam alguma coisa eu num sei (Rá!), mas eu gosto! huahuahuahua

  10. †Drake†

    Olá! Adorei seu blog, bem diversificado e informativo.

    Embora me considere um bom leitor, consumidor compulsivo de informação, devo concordar com você a respeito da banalização. Acho que muito dessa “alienação” vem da falta do próprio raciocinio. As pessoas apenas não pensam mais, não refletem, sugestionáveis seguem sem argumentar as “tendências”. E isso está acontecendo em todos os setores da vida, creio que não seria muito diferente aqui, no mundo das letras…

    Prêmios, indicações, considerações… hum… dificil dizer a relevância disso tudo, acho que a verdadeira importância que uma coisa possa ter é diretamente ligada ao autor desta.

    Esse “artigo” que você postou, acredito ser relevante para você, motivo inclusive de um inicio de indgnação. E, considero também um assunto relevante para mim, motivo pelo qual faço este comentário.

    Escrever, no meu modo de pensar, é um meio de arte, proveniente de um “espasmo” criativo, e isso é relevante. Acho que o que realmente importa é a intenção ao escrever, e se o resultado disto trará frutos, ou seja, fará com que as pessoas pensem a respeito e ou comentem… assim como estou fazendo agora! 🙂

    Parabéns novamente! Blog Excelente!! Felicidades!!

  11. Meyviu

    Olá Nospheratt, não sei se ficou sabendo sobre a postagem coletiva proposta pelo Interney, era algo assemelhado com o que você propôs. Chama-se Blogueiro Repórter e tem várias regras, uma delas é escrever algo “novo” sem utilização de mídia convencional, ou seja, a pessoa tinha que produzir realmente. Muita gente participou, acho que foi um passo em direção ao que falou.

  12. Luis

    Olá boa tarde, meu nome é Luis e eu sou da empresa MestreSEO de Otimização de sites e do blog SEODicas.
    Estou fazendo uma pesquisa sobre Posts Patrocinados, por que esse é um ramo que pretendemos investir agora.
    Quanto vocês cobrariam para ter um post de conteúdo nosso no seu blog ?
    Vocês escrevem conteúdo por encomenda ?

  13. Ronaldo Costa

    Que bom, Nospheratt, ver novos posts aqui no Blosque. Assim que acusou atualização no feed vim dar uma olhada, mas só agora pude parar para comentar.

    Os selinhos realmente ficaram banalizados, a gente tropeça neles em toda a blogosfera (sei que você prefere Efigênia, vá). Para mim, estavam tendo um efeito colateral: meu blog estava ficando com uma quantidade de posts que fugiam à sua temática e o meu público alvo estava se afastando. Decidi seguir o caminho do Felipe Xavier, mas fui um pouco radical: deixei claro que não vou mais repassar, mesmo considerando que são um gesto de carinho e amizade. No meu blog tem uma página dedicada apenas aos prêmios e comentários sobre ele e vou focar ali apenas o que receber. Espero não magoar ninguém com essa postura, mas os leitores são o mais importante e é mesmo preciso publicar conteúdo relevante e focado.

  14. Fredson

    bem, eu sou novo aqui, assim como sou novo na “cultura blog”.
    então…. hoje eu estava tentando fazer um blog pela primeira vez, ainda está em seu início.
    Logo que eu vi as coisas complicarem, eu saí vajando no Google procurando por ajuda para fazer meu blog, e por coincidência acabei achando esse blog aqui ! =)

    enfim, passei clikando numas páginas aqui, e estou gostando muito de sua criatividade e seu jeitinho de escrever, bastante critico às vezes.

    Normalmente eu não sou uma pessoa que sente muito gosto pela escrita, agora em minha adolescência estou passando por uma fase de só ler ou escrever quando preciso…. passando por aqui até deu uma vontade de despertar minha criatividade, não só em meu blog mas em meus atos ou textos.

    finalizando, eu gostaria muito de que fizéssemos um certo “contato”, seja preferencialmente por msn, ou pelos blogs mesmo!

    parabéns pelo seu blog e seus posts! obrigado, e espero uma resposta ! =) “vlw” !!!

  15. Ulisses Adirt

    Nosph, respondi um meme faz alguns meses fazendo uma crítica a ele. Dê uma olhada (http://incautosdoontem.blogspot.com/2007/10/literatura-bengalas-e-espadas.html). Entra um pouco no assunto desta sua postagem. Espero q interesse.

  16. francine

    Olá? Jonny Rox passou este link pra eu dar uma lidinha e entender a opinião dele sobre o assunto?!! Logo quando comecei nessa viagem de blogar, meu primeiro pensamento foi o mesmo sobre os selos! Fico meio dividida também! Pra mim, o comentário tem muito mais importância, no entanto, tento retribuir (da minha maneira)cada visita, opinião e elogios…
    Acho que faz sentido o que escreveu sim! “Se todo mundo é especial, então ninguém é especial.”…
    Criei um marcador apenas para esses assuntos e posto apenas os aparentemente melhores e significativos… Dificilmente repasso! Não é fácil ser simpático e generoso e ao mesmo tempo sincero demais!! Valeu pela sinceridade!
    Me sinto mais encorajada! Rs…
    Abraços…

  17. Lina

    Acho que o importante é a dimensão que este veículo (blog) dá ao instituto da liberdade de expressão.
    A garantia da liberdade de expressão neste nível é instrumento de democratização dos veículos de comunicação.
    Não era à toa o bordão do Velho Guerreiro: “quem não se comunica se estrumbica”.

    PS. Conheci este blog ontem. Parabéns.

  18. Johnny Rox

    Não gosto muito dessa palavra, “relevante”. Ela tem um peso que engessa, , paralisa, amedronta. Quando escrevo, eu procuro desencanar e tento ser, no máximo, interessante. Qualquer um pode falar até mesmo dos gatos da sua avó, e tornar o texto atrativo, divertido, original. Tudo depende do enfoque, do estilo.

    Não se leve tão a sério. Relaxa, sô… Você não precisa ter um papel definido “nessa zona”. Você não precisa ser uma guru o tempo todo.

    Você pode ser a Nospheratt.

  19. Blog do Xavier

    …fala da banalização na internet…

  20. Nospheratt

    Jonny: “chegou em um ponto que os prêmios se tornaram um mero caça-links” < - Falou pouco e disse tudo! Será que estamos indo pelo mesmo caminho da TV e os jornais, onde todos os veículos oferecem o mesmo assunto, ligeiramente modificado? :S Juliana: Blogueiro não é jornalista, e eu odeio quando dizem que temos que fazer jornalismo, e blá blá blá. Blogueiro é blogueiro, ponto. Ajudar iniciantes a blogar é relevante SIM. Você tem toda a razão. Eu nunca tinha analisado isso por esse lado, mas concordo plenamente. Eu não quis dizer que sinto necessidade de me posicionar sobre nada. Mas preciso sentir que o que faço é importante de alguma forma, que tem sentido - essa relevância que você falou aí em cima. 🙂 Felipe Xavier: O problema dos “prêmios” é justamente a banalização. Viraram caça -links mesmo. Eu li seu post sobre isso ontem, e é o cúmulo mesmo.

    Tudo que é banalizado perde valor – prêmios, assuntos, atitudes.

    SObre as respostas, acho que existem respostas corretas sim – as que são corretas para cada um, dentro do todo. 🙂

    Criativo: Eu sei. Eu não tive intenção de te atacar ou criticar – na verdade, minha crítica vai mesmo é para os criadores dos prêmios, para a banalização deles.

    Você é uma pessoa que eu prezo e respeito – e se você acha bacana os prêmios, eu respeito isso também. Minha opinião é diferente, mas isso não quer dizer que opiniões diferentes da minha estejam erradas.

    E eu continuo gostando de você, amigo. 🙂

    Gabi: Nao creio que isso seja umbiguice. Você escolheu escrever sobre sua vida, e não há nada de errado nisso.

    Sobre o destino dos blogs, vou te contar um segredo: somos nós (a blogosfera como um todo) que o estamos criando. Dá um pouco de medo pensar nisso, não dá?

    Orlando: Talvez. Essa é uma coisa a se pensar.

    Política pra mim é governo, partidos, essas merdas. Eu quero distância disso! E por sorte, não é necessário falar disso para ser relevante!

    Lu Monte: No meu caso, cada crise é uma crise diferente. Isso é um saco – você resolve uma, e aí vem outra. Isso é crescimento, né? Blé.

    Lucia: As perguntas é que nos levam adiante, que nos mostram novos horizontes, né?

    Beijão, lindona! ^^

    Rô: É ruim receber selo? Não, claro que não. Ruim é a quase obrigação de repassá-los e agradecê-los, que é, como vc msm disse, um post que não adiciona absolutamente nada ao blog! < - Eu não o teria dito melhor! Muuuuito obriagada pelo carinho, prometo que vou me comportar melhor! 😀 Drake: Concordo muito com você. Relevância não é uma coisa absoluta, nada vai ser relevante para todas as pessoas. A intenção ao escrever… mais uma coisa bem interessante, para pensar! Muito obrigada!

    Meyviu: Sim, eu conheço o Blogueiro Repórter. A iniciativa do Edney é muito bacana, e sem dúvida vai contra a banalização – mas não é o único caminho.

    Luis: Se com “post de conteúdo nosso” você quer dizer que eu publique um texto escrito por terceiros no meu blog, devo esclarecer que eu não faço isso. Todos os textos do meu blog são escritos por mim.

    Sim, eu trabalho com produção de conteúdo. Por mais detalhes, entre em contato.

    Ronaldo: Excelente postura. Tenho certeza de que seus leitores agradecem! 🙂

    Fredson: Bem vindo ao mundo do blogs! Muito obrigada por suas palavras gentis. Seja bem vindo à minha casa! 🙂

    Volte sempre, sinta-se à vontade para comentar e opinar sempre que quiser. Se quiser falar diretamente comigo, envie um email pelo formulário de contato. Eu demoro pra responder, mas sempre respondo! 🙂

    Ulisses: Li seu post, achei bem interessante! Já vi que eu não sou a única a me preocupar com esse assunto, né…

    Francine: FIco feliz de tê-la encorajado, deveras! é realmente difícil ser simpático e generoso e sincero, tudo ao mesmo tempo, mas esse é o único caminho. Equilíbrio é a chave de tudo! 😉

    Lina: Obrigada! A liberdade de expressão é extremamente importante, mas aí surge uma pergunta: o que vamos fazer com essa liberdade?

    Johnny Rox: Agradeço imensamente seu comentário. Acontece que não se trata de ser guru, de ter um papel definido. Se trata de fazer algo que seja importante de alguma forma, que satisfaça minha alma, que tenha sentido pra mim.

    Eu sou a Nospheratt. E a Nospheratt não quer ser só mais um no montão, ela quer contribuir para que o todo seja melhor.

    Complicado e filosófico, eu sei. Mas se não fosse desse jeito, não seria a Nospheratt! 😛

  21. Lina

    Vamos exercê-la! rs
    Dentro dos limites que asseguram o direito dos outros. Sim há limitação de conteúdo, mas se o conteúdo for lícito a questão da qualidade cada um decide.
    PS. Momento dialético: o discurso está tão neoliberal que esta autoritária aqui nem está acreditando… rs

  22. Iza

    Você nem deve lembrar mas, foi aqui que eu vim há quatro meses quando criei meu blog para aprender sobre o funcionamento do blogspot.

    Acho que selos e memes são demonstrações de carinho mas, hoje, não sei muito o que fazer com eles, me sinto perdida quando os recebo e mais perdida ainda quando tento repassá-los.

    Ontem, me enviaram um meme de músicas preferidas e eu ouço táo poucas músicas e nem sei o nome delas… 🙁

    Que bom que retornastes. És um guia para mim, mesmo que meu blog não tenha fins lucrativos.

    Beijos!

  23. Iza

    Em Tempo:
    Vou colocar o link da tua postagem em meu blog.

  24. Nospheratt

    Lina: Aí é que está, quanta gente respeita o direito do outro? Questão tão velha como a humanidade, né?

    Iza: Bem, não lembro exatamente de quando você chegou aqui, mas seu nome e sua URL já me são familiares. Legal que você continue vindo! 🙂

    Na minha opinião, são demostrações de carinho de quem repassa, mas tenho visto que os “criadores” deles só estão tentando caçar links… Ficou complicado.

    Meu conselho? Não se sinta obrigada a repassar ou responder nada. Agradeça o que deva ser agradecido, mas não se deixe intimidar pela “obrigação” de repassar. O blog é seu e você é quem deve decidir o que cabe ser publicado.

    Eu estou sempre aqui, sou como a gripe! 😛

    Muito obrigada pela menção, e muito obrigada por ser minha leitora! 🙂

  25. Definição de Sucesso: Um Mundo Melhor Porque você Blogou

    […] ter: um mundo melhor porque você blogou, mesmo que seja somente através de uma única pessoa. E o que pode ser mais relevante do que contribuir para um mundo […]

  26. Entrevista Blogs Dúvida Selos, Memes e Prêmios

    […] forma criativa de troca de links; o que para mim não vejo mal nenhum. Já li críticas, como as da Nospheratt; e também li opinião da New que acredita que sejam uma forma de divulgação e apoio aos novos e […]

  27. Nesia

    Cada dia que entro aqui descubro uma coisa mais interessante que a outra….e o que mais me encanta é que tds querem a mesma coisa, mas,estão atraz de um caminho diferente, sei lá,tem horas que acho que to mais por fora do que penso….
    um dia tb ganho um premio, nem que seja dessa tal mesmice,uma mesmice diferente de tudo,claro! uma coisa é certa tenho muito a aprender com vcs, ainda não sei nem as mesmices, o que é a mesma coisa pra vcs, pra mim e muitos outros blgrs é novidade total.
    bjs

  28. Blosque Retrospectiva 2008

    […] A Banalização das Coisas […]

  29. Gi

    Relevância (até ela) é uma coisa relativa, o que é relevante para alguns pode ser uma seca para outros. Há de se ter uma postura bloguística parecida com a que temos em nossa vida real. Sem deslumbramentos.
    A “coisa” pode crescer com o tempo. HAHA

  30. Ostrovski

    Sou novo no mundo dos blogs e ainda estou “me achando” com todos os termos e ituações que ocorrem. Já criei o meu blog mas ainda não estou divulgando, pois tenho pouco conteúdo escrito ainda, mas muitas idéias. O que percebi lendo alguns comentários e blogs, é que as pessoas se aproveitam de determinadas situações “da moda”, e escrevem qualquer coisa, apenas para ganhar algumas visitas ou seguidores. Compreendi que os prêmios até são coisas boas, mas a utilização deles são erradas, portanto quem está errado é o utilizador, ou o premiador, e não o prêmio. O blog que estou criando é de um assunto até bem comentado na mídia, mas por muitas vezes fala-se muita coisa errada sobre o assunto, e pretendo divulgar algumas informações mais científicas. Assim que sentir que já existe uma qualidade interessante, pretendo começar a divulgá-lo, mas sou sincero em dizer que não tenho nenhuma intenção de ser “premiado”, o simples fato de conceder um informação verdadeira e deixá-la disponível para quem tiver interesse em vê-la já e ampliar a sua gama de conhecimentos sobre o assunto, já me deixa satisfeito. Não é demagogia. É a minha opinião….

  31. Agulha3al

    Meu blog completou hoje 65 dias, e ganhei um selo. Automaticamente comecei a escrever um post, mas o “sentido aranha” na minha cabeça falou: perai, você é novo nessas bandas, só vê selo em blog feio. com que objetivo vai aceitar? me sentir chantageado emocionalmente a responder o selo. Mas não fiz!!!
    Encontrei um blogueiro que escreveu sobre como eu me senti e a solução dele? indicar um blog por mês, sem querer link de volta e por que gostou.
    Simples e pratico vou adotar essa solução! um abraço!

  32. Meme da dor de cotovelo. | Groselha News

    […] # Sobre blogs e iniciativas. Algumas pessoas comentaram e mandaram e-mails dizendo que ficaram empolgadas em fazer trabalho voluntário depois de lerem meu post para o Blogueiro Repórter. Meu start aconteceu por causa de um post do dia 05/02/06 no antigo blog do b.m. Cheguei a trocar e-mails, mas percebi que não conseguiria fazer nada concreto pela Fábrica da Criatividade, então decidi que era hora de fazer algo por aqui mesmo. Essa é uma das razões pela qual blogo e assino mais de 100 feeds. Pela possibilidade de me surpreender, de parar para pensar e de socializar online e offline. […]

  33. Léia Cidreira

    Olá…
    Acabei e iniciar um blog… tenho gostado muitos dos conselhos, mas se conselho fosse bom não era de graça né? rsrsrs

    Então, posso te dar um conselho?
    Já que precisamos ter cuiado com a qualidade do que escrevemos para manter um blog promissor… corrige a primeira frase deste post, depois pode até excluir esse comentario…. lá diz: “Hoje eu vou ser chata. Esteje avisado.”
    Esteje e seje são expressões que não existem, não há meneira de estejar, ou e se sejar alguma coisa…

    Então…. esteja avisada…

    Abraços.

  34. tatiana silva

    Gosto do seu blog e está me ajudando, pois comecei um mas já estou desanimada.
    estou com um branco criativo.deveria ter mais posts mas, nada acontece.Eu escrevo bastante no diário e cadernos , mas na frente do pc…
    Mesmo assim ainda vou tentar um tempo!!! quem sabe mais pra frente.