Blogando com Alma... Ainda.

50 Dicas de Usabilidade que Ajudam a Atrair e Reter Visitantes – Parte III – Infraestrutura do Conteúdo

Infraestrutura do Conteúdo

Nesta série de 50 Dicas de Usabilidade que Ajudam a Atrair e Reter Visitantes no seu Website (Web Usability Tips that Help You Attract and Retain Visitors to Your Website), já vimos:

Parte I – Dicas de Web Design e Usabilidade

Parte II – Dicas de Copywriting (Texto) e Usabilidade

Esta é a terceira parte:

Infraestrutura do Conteúdo e Usabilidade

  1. Não tenha uma lista de links na sua sidebar sem acompanhá-los com uma explicação de porquê cada um deles está sendo recomendados por você.Comento: Eu já vi em algum blog por aí uma pequena explicação entre parênteses na sidebar, relacionada aos blogs linkados, e achei deveras útil. Por exemplo, uma coisa assim diria: Blogando por Dinheiro (monetização e Adsense), ou algo pelo estilo. Seria legal que isso se popularizasse – eu mesma vou implantar alguma coisa assim nos meus blogs, assim que possível.
  2. A navegação e a interface do usuário devem ser simples, de forma a permitir ao usuário encontrar o que ele busca, em seu site.Comento: Se o usuário não conseguir encontrar a informação que procura, descobrir rápidamente o que o seu blog tem a oferecer de melhor, ou não puder saber onde está, é provável que ele se sinta frustrado e irritado, e vá embora.
  3. O conteúdo online deve ser curto e incluir o uso de listas com vinhetas e palavras-chave destacadas. escreva pensando na “escaneabilidade” do texto, pois as pessoas costumam escanear, mais do que ler.Comento: Esta lista é um bom exemplo: pontos numerados, com destaque para os trechos mais importantes.
  4. Inclua um foco editorial e dirija seus visitantes à algum material específico, como por exemplo: as últimas notícias (relacionadas com seu post) da Folha ou da CNN, ou os melhores posts relacionados com o assunto.Comento: Oferecer material adicional sobre seu texto, além de facilitar a vida do leitor, lhe dá credibilidade, e mostra que você se deu ao trabalho de investigar os fatos antes de emitir uma opinião sobre eles.
  5. A arquitetura da informação não deve se basear em organogramas, nem usar gráficos pesados e complicados ou jargão técnico.Comento: Quando for organizar seu conteúdo (por exemplo, página, categorias e sub-categorias) pense no usuário. O quê ele está procurando? Quê informação adiconal ele gostaria de encontrar à continuação?
  6. Descubra as razões pelas quais as pessoas visitam seu site e construa seu blog como uma resposta rápida e óbvia à essas necessidades, questões ou razões.Comento: As buscas são cruciais neste ponto. Analise-as com atenção, descubra o que é que as pessoas estão procurando quando chegam ao seu blog, e satisfaça essa necessidade. O resultado pode ser surpreendente. Por exemplo, o Blog Templates nasceu da análise das buscas do Blogando por Dinheiro – eu descobri que muita gente chegava aqui procurando layouts, widgets e hacks para Blogger, e decidí investir nesse nicho.
  7. A navegação local (por exemplo, “Posts Relacionados”) deve receber mais atenção e ser mais importante do que a navegação global (link na sidebar, tabs de navegação). Um sistema de navegação minimalista deveria ser usado para coincidir com o modelo de espaço de informação do usuário.Comento: Isto está relacionado com o ponto número 5. Você deve proporcionar ao usuário formas simples de encontrar exatamente o que lhe interessa, sem ter que revirar todo o site. Além disso, se o visitante terminou de ler seu posts, e você oferece uma lista de posts relacionados, logo abaixo do post, é provável que ele se interesse e continue lendo seu blog. Bingo: você deu um passo adiante rumo à conversão do visitante em leitor.
  8. Não construa websites ou páginas stand-alone (auto-suficientes, que funcionam sozinhas, sem recursos externos). Todo sítio web deve estar conectado com informação relacionada.Comento: Web significa rede. Não economize links externos, com a ilusão de reter os visitates no seu site. Se o seu blog é realmente interessante e útil, o visitante retornará. É ridículo fazer de conta que não existe um mundo de informação fora das paredes do seu site. Em vez disso, escreva um blog valioso: permita que seus visitantes encontrem no seu site um centro de informação útil relacionada ao seu tópico.
  9. Ofereça conteúdo interativo que permitam ao visitante “fazer” ao invés do somente “ler”. Isto inclui enquetes, jogos, quadros de mensagem, fóruns, conteúdo produzido pelo usuário, formulários para feedback, etc. Esse tipo de coisa atrai especialmente aos adolescentes.Comento: Features interativas são um excelente meio de criar comunidade e identificação com seus leitores. Só tome cuidado para não carregar demais o blog.
  10. Não use arquivos PDF pois eles interrompem o fluxo de leitura e atenção do leitor. Somente use arquivos PDF para distribuir manuais e documentos grandes, ou reserve-os para impressão.Comento: A maioria das pessoas não gosta de ler PDF, é incômodo. Realmente, sua utilização só se justifica em casos muito específicos.
  11. Otimize os Títulos de suas páginas/posts usando títulos diferentes para cada página/post. Títulos de página são usados em barras de tarefas e quando o ussuário guarda a página nos Favoritos. Não comece com palavras como “Porque” ou “Os” a menos que você queira ser guardado em ordem alfabética na letra P ou O.Comento: Estamos falando do título que aparece na barra azul que fica na parte superior do navegador, e o texto que aparece nos favoritos. Escolha bem seus títulos se você quer se destacar.
  12. Informe aonde os links levarão o ususário quando utilizar links de navegação do texto ou links de email-to. Por exemplo, adicione uma frase curta como “Ao clicar nestes links a página rolará automáticamene até o conteúdo desejado.Comento: Nunca assuma que o leitor sabe as mesmas coisas que você. Muitos não sabem, muitos acabam de descobrir a Internet e não sabem nem sequer como fazer um link. Explique, explique, explique.
  13. Use navegação “por migalhas de pão” (breadcrumb navigation). Esse tipo de navegação oferece acesso através de um click aos níveis mais altos do site, consome muito pouco espaço e mostra ao visitante onde ele está.Comento: BreadCrumb Navigation é aquele tipo de links que diz:
    “Você está aqui: Página principal->Monetização->Adsense
    Ela facilita ao usuário voltar atrás, saber onde esteve, onde está e onde pode ir à continuação.
  14. Biografias de Autor deveria ser incluidas em blogs. Os leitores querem saber quem estão lendo, e as biografias de autor são uma forma simples de conquistar confiança.Comento: O famoso “About”. Junto com o formulário de contato, é um dos elementos mais desatendidos (e necessários) de um blog. 😛
  15. Destaque os posts populares. Integre-os no seu sitema de navegação ou linke seus post anteriores em posts mais recentes. Isto é importante porque você necessita oferecer ao visitante uma base (background) útil sobre o tópico em questão, ou sobre sua opinião.Comento: Isto mostra que tanto você sabe sobre o assunto, e qual é sua opinião sobre ele. Seus melhores posts em destaque também são outra forma de seduzir o visitante para que ele leia mais textos no blog, e de mostrar imediatamente ao recém-chegado os post mais relevantes.
  16. Mantenha seu conteúdo enfocado. Quanto mais enfocado seu conteúdo for, mais leais seus leitores se tornarão. Construir um site especializado permite que você seja uma autoridade no seu nicho.Comento: Isto é especialmente relevante para conseguir tráfego, leitores fiéis, incoming links e GRANA. É difícil ser relevante entre os blogs de entretenimento e variedades, por exemplo; existem milhões deles. É muito mais fácil se destacar se você tiver um foco específico, e se ater a ele; por exemplo, não existem muitos blogs sobre Heroes, né? Mas quanta gente leeria, visitaria, assinaria o feed de um blog assim? Muita gente, e esse blog (o primeiro que surgir)com certeza se tornaria uma referência no assunto.
  17. Ofereça informação de seguimento no mesmo lugar da informação ou transação original. Por exemplo, se você tem um post pilar, muito linkado, sobre plataformas de social bookmarking, você deveria retornar ao artigo regularmente para atualizá-lo com links e artigos novos sobre o mesmo assunto.Comento: Posts pilares são os posts mais importantes do blog, aqueles que lhe dão mais relevância e autoridade. No meu caso, por exemplo, as séries “Aprenda a Usar o Adsense” e “100 Dicas para o Adsense” são pilares do Blogando por Dinheiro.

No próximo post da série, dicas sobre Monetização, Negócios Online e Usabilidade.

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Widgets, BlogBlogs, MyBlogLog, Privacidade e Outras Besteiras

Next

Comentários Respondidos

10 Comments

  1. Anny Rose

    Nospheratt, essa série está maravilhosa! Boa parte das dicas apresentadas nas já 3 partes existentes da série, eu sigo a risca – mesmo antes de começar a ler essa maravilha de Deus.“Não tenha uma lista de links na sua sidebar sem acompanhá-los com uma explicação” – É uma inovação e tem uma finalidade bacana, mas é um pouco complicado pra implantarmos, pois pode “desfigurar” toda a sidebar.Descubra as razões pelas quais as pessoas visitam seu site e construa seu blog como uma resposta rápida e óbvia à essas necessidades, questões ou razões. – Em certa parte, não concordo. Pois se não estamos satisfeitos com as buscas… As vezes queremos outra meta, mas a dica é bacana.P.S: Nem tinha visto que respondeu meu comentário na parte e falou do post (já lenda…) do Adsense. Só vi hoje quando aproveitei para reler as duas partes anteriores dessa maravilha. heheAté mais.

  2. Diego Matias

    Muito bom mesmo! Estou tirando ótimas dicas dessa série – uma delas foi diferenciar os links visitados. Mas recentemente tirei o link para o meu perfil do blogger, que seria o About, mas tenho um post em destaque explicando como funciona o Riffs & Solos e os objetivos dele.Também uso arquivos PDF para transcrições grandes. Achei que é uma boa maneira de “recompensar” os assinantes da newsletter.Abraços! Aguardo seu próximo post!

  3. Anny Rose

    Criei um tópico apresentando uma alternativa para esse problema com os links que possuem títulos não muito descritivos. Se encontra na URL:

  4. Nospheratt

    Anny: Obrigada! Lembrando que eu não criei a série, só traduzi e comentei. O autor está linkado no começo de cada post – ele escreve o blog Dosh Dosh, recomendo muito para quem entende inglês.Eu entendo sua ressalva sobre os links da sidebar – você tem razão, pois a explicação entre parênteses não vai ficar legal, na maioria dos casos. Gostei muito da sua solução, vou postar sobre isso. :)Quanto às buscas, uma coisa não impede a outra. É totalmente válido buscar um bom posicionamento nas buscas do nosso interesse, mas explorar as buscas que já vem ao blog são uma boa forma de aumentar o tráfego. Eu respondí tantos comentários que nem sei exatamente de qual você está falando! 😛Diego: A série é muito boa mesmo, estou muito feliz porque o Maki (o autor) me permitiu traduzí-la. O About não precisa ser uma coisa padrão (eu deteeeesto o perfil do Blogger, por exemplo); basta ter essa informação em algum lugar. No Blog Templates eu fiz um post e linkei ele na navegação principal. O importante é que a informação esteja disponível de alguma forma. Eu sei que você é bastante novato na blogosfera, mas está de parabéns, viu? 🙂

  5. Tenho blog há pouco tempo e buscando por informaçoes que me ajudassem a melhorar os meus conhecimentos e a aperfeiçoar o blog, descobri este site.Parabéns, pela ideia e por compartilhar informações tão úteis.
    Ainda tenho muito para ler, e para aprender, este mundo dos blog e da net, para uma curiosa como eu, é fascinante,e absorvente.Obrigado.

  6. Nanda: Muito obrigada, seja bem vinda! 🙂

  7. Muito bom esse blog.
    Como sou novato ainda na blogosfera preciso obter muitas informações sobre o que fazer nesse mundo virtual.
    E opniões de quem já domina o conteúdo é muito importante.
    Valeu,
    All3X

  8. Ei, esse comentário que estou escrevendo agora pode ser deletado futuramente. Só quero avisar que no texto desta postagem há pequenos erros de grafia da palavra “usuário”.
    Valeu, e desculpas aí.
    All3X

  9. Nospheratt,

    Como coloquei no post em meu blog com relação à tarefa 2, eu não sou nenhum expert no que diz respeito às coisas webmasters. Sou um usuário comum e um blogueiro comum, por isso estou tendo algumas dificuldades em implantar algumas tarefas como por exemplo aquelas relacionadas o Google. Meu Deus como me bati dentro do Google e não consegui fazer quase nada lá. Mas as outras da 2 creio que consegui realiza-las.

    Sobre a 3, dei uma melhorada em meu blog. Tinham algumas coisas que estavam selecionadas para aparecer nas barras e que não apareciam por um erro de bug: o “webmaster aqui as selecionou mas não clicou em salvar ahahahah. Já está resolvido.

    Solicitei no post que os leitores postem suas sugestões para que eu possa ir melhorando cada dia mais o blog.

    Bom, estou com um sério problema sobre os tamanhos dos posts. Como meu blog é acessado tanto por profissionais da área como por acadêmicos, me encontro no meio de um tiroteio: os profissionais preferem os links (para outros sites, PDFs, etc) e os acadêmicos preferem que tudo seja postado ali… tá difícil encontrar um meio termo rsrsrs

    Mas estou postando poucos textos longos, só quando realmente acho pertinente e importantes. Mas quando são longos, são loooooongos.

    Acho que é isso por hora, na medida do possível vou mexendo mais ali no blog.

    abs e parabéns pela iniciativa!!!

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik