Blogando com Alma... Ainda.

Esqueça As Resoluções de Ano Novo

Nos últimos 3 anos eu deixei as resoluções de Ano Novo de lado.

Eu até faço listas de resoluções de vez em quando, mas mais como análise de como estou indo e para onde quero ir do que como uma lista de coisas para fazer.

Deixei de lado as resoluções depois de ler este post: Resolution Revolution: A Better Way to Start Your Year.

Desde então, tenho escolhido uma palavra para cada ano. E para mim funciona muito bem, muito melhor do que as benditas resoluções alguma vez funcionaram.

Então este ano pensei: que tal escolher uma palavra para o blog também?

Esqueça As Resoluções de Ano Novo

Uma Palavra

É muito simples. Você escolhe uma palavra que será sua guia durante o próximo ano.

Uma palavra. Uma só.

Pode parecer simples demais. Mas quanto mais simples algo é, melhor chance temos de levá-la adiante.

Você escolhe sua palavra, e a mantém perto de si durante o ano. Ela se converte em guia, pedra de toque, talismã.

Cada vez que você for agir, decidir, empreender, e lembrar da sua palavra e for inspirado por ela, terá dado um passo na direção certa.

Um Exemplo

A Christine explica:

Digamos que você é uma das muitas pessoas que escolheriam “Ser mais organizado”. Você olha ao seu redor e vê tranqueiras e porcarias por todas partes. Você está cansado do caos. Então você pensa “Preciso me organizar. Essa deveria ser minha resolução este ano.”

Mas então você lê este blog [O da Christine]. Você decide experimentar.

Você se senta com suas tranqueiras. Passa alguns dias pensando em palavras que poderiam lhe inspirar. Você percebe de repente que tende a se apegar a muitas coisas. Você tem medo de deixá-las ir embora. Então escolhe a palavra “Soltar” pois ela o inspira mais que “Ser organizado”.

Então, cada vez que você se aproxima das suas tranqueiras lembra a si mesmo dessa palavra. “Soltar,” você diz com suavidade. Você começa a deixar as coisas irem embora.

Eventualmente, você percebe que ainda se apega a muitas outras coisas, além das tranqueiras físicas. Você percebe que se agarra ao ressentimento de relações passadas. “Soltar”, você se relembra. (…)

Durante o ano, você consegue ver claramente o quanto você se apega. “Soltar” é sua pedra de toque. Ela faz com que você cresça durante o ano.  Ela se converte em sua força guia, não em um padrão rigoroso.

A palavra que ela usa no original é “Release“; ao invés de “soltar” eu poderia ter usado “desapego“, “liberação” ou outras palavras do gênero; a escolha/interpretação fica ao seu gosto.

Acho que com esse exemplo a idéia fica clara.

Como Escolher Sua Palavra

Olhe para dentro. Medite sobre o que você precisa, qual seria a melhor guia para você no ano que começa.

E escolha. Não se preocupe em escolher a palavra “certa”; não existe tal coisa. Pense no que pode ser útil e apropriado, no que vai lhe ajudar mais a ter um bom ano. No que você sente mais falta em sua vida.

Se você entende Inglês, baixe isto: Word-of-the-Year Discovery Tool. Eu tenho usado essa ferramenta todos os anos e é realmente útil.

Além de ser bacana é surpreendente rever minhas anotações durante o ano e descobrir o monte de coisas que eu realmente fiz/mudei/atingi, muitas vezes sem nem lembrar que tinha anotado.

Basta Lembrar

Basta lembrar da palavra. Deixar-se guiar por ela. Funciona.

Em 2010 e 2011 escolhi “Crescimento” e “Paz de Espírito“, respectivamente. Ainda não sei qual será a palavra de 2012, mas vou escolher também uma palavra para o blog. Que pode ser a mesma ou não; veremos o que eu sinto que é mais apropriado. 😉

E você? Se você escolher uma palavra para 2012 e quiser me contar qual é, vou adorar saber! 🙂

Image: Alan Cleaver – CC

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Feliz Natal!

Next

Suas Visitas Despencaram Em Dezembro? Você Não Está Sozinho

8 Comments

  1. Olá Nospheratt,

    A palavra para este ano foi mudança e para ano que vem, continuidade (da mudança, é claro)

    Abraço

  2. Nosphie, que boa lembrança! Em 2009, lembro que escolhi a palavra “respeito” para 2010. E foi ela que determinou todas as mudanças na minha vida! Para 2011, não sei ao certo se escolhi a palavra, ou ela me escolheu, mas foi “coragem”. E precisei muito dela – e a tive. Para 2012, ainda não sei, mas penso bastante no conceito de “resiliência”.

    Vale a pena mesmo pensar em apenas uma coisa e cumpri-la. Ela, certamente, trará muitas outras! 🙂

    Beijo. Bom ano pra ti! Com amor,
    Deh

  3. Já escolhi a minha palavra. E é um verbo bem simples, mas que estou esquecendo de conjugá-lo: VIVER.

    Em 2011, o trabalho me consumiu 24 horas por dias, durante os 7 dias da semana. Deixei simplesmente as coisas boas passarem. Dediquei-me além da conta, além do necessário, enquanto a vida lá fora explodia. E hoje está escrito em minha testa, em letras garrafais: ARREPENDIMENTO.

    Portanto, em 2012, mundo, aqui estarei eu de volta, para simplesmente viver.

  4. Fiquei uma hora pensando e analisando qual seria a minha palavra, de repente veio a palavra “comunicação”, e eu vi que essa era a palavra certa, não sei o porque.

    Beijo, e um bom fim de ano a você.

  5. Já li esse há alguns anos e não consigo. Para minha vida pessoal quero uma coisa, o lado profissional quero outra e para o blog uma terceira. Juntar as três numa só palavra é complicado.
    bjks
    Mel

  6. Bom, eu sempre quero fazer algo diferente, mas as vezes é meio difícil. A palavra que veio na minha cabeça foi “criatividade” e “divulgação”.
    Vou escolher a criatividade, mas sempre lembrar da divulgação.
    Adorei esse post.

  7. amei o post e gostaria, se for possivel, postá-lo no meu facebook.
    aguardo a sua resposta.
    mas a primeira palavra que me veio ‘a mente foi FOCO. Preciso focar em projetos esquecidos e abandonados e principalmente, focar em coisas novas que virão.
    abs e blog apaixonante.
    parabéns!

  8. gostei muito do post e resolvi fazer o mesmo…
    a minha palavra é oportunidade…
    tenho um blog católico e desejo oportunidades para mudanças, para entrega total à Deus.
    obrigada!

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik