Blogando com Alma... Ainda.

Nicho é um Bicho Inexplorado – Primeira Revelação

Nicho é um Bicho Inexplorado - Primeira Revelação

Estou começando a ficar com a incomoda impressão de que meu post sobre blogs de nicho foi mal compreendido – ou eu não soube me explicar bem, de duas uma.

Explicação do caso: tanto o Marco Gomes quanto o Gilberto Jr. anunciaram a retirada do Adsense de seus blogs. Até aí, tudo bem; os dois explicaram que o rendimento do Adsense em seus blogs é tão reduzido que não vale à pena manter os anúncios. Nada mais lógico do que eliminá-lo, ora pois não.

A questão está em parte das colocações que ambos fizeram:

Gilberto Jr.: Assim como a Nospheratt eu também “tenho aproximadamente o dobro de leitores do feed, do que de visitantes diários”.O Noronha explicou porque este blog, assim como muitos outros blogs de nicho, não rende um tostão: os leitores deste blog têm um perfil que não clica em (na verdade, nem enxergam) adsense, nem em programa de afiliados. E o assunto é tão de nicho, que não atrai paraquedistas (esses sim, são os geradores da grana via Adsense).

Marco Gomes: O Noronha já explicou: se você quer atrair paraquedistas, pare de escrever textos com qualidade e comece a falar sobre putaria (…)Meu blog não é um caça-paraquedistas, então não tem condição lógica de eu ganhar uma quantia justa no AdSense. (…)Meu blog, não é do tipo “generalista”, é um blog de nicho, sobre alguns dos assuntos que me interessam.

Os pontos em comum:

1 – Blogs de nicho não rendem;
2 – A única forma de ganhar dinheiro com o Adsense é caçando paraquedistas.

Isso não é bem assim. Primeiro que nada, o que eu e o Noronha explicamos, o que constitui a mais pura verdade, é que metablogs ou “blogs sobre blogs” estão dentro de um nicho onde é altamente difícil obter um bom retorno com o Adsense. UM NICHO – o que não quer dizer que todos os nichos sejam ruins.

Se formos examinar, os nichos do Gilberto e do Marco também são ruins para o Adsense. Porquê? Porque ambos (assim como os metablogs) apontam à um público que é vaqueano na Internet, está familiarizado com Adsense e afins, sabe onde achar o que procura – gente que NÃO CLICA nos anúncios.

Isso significa que todos os nichos são ruins, e a única fonte de clicks do Adsense são os paraquedistas? Nope.

Aqui, cabem duas revelações. 😛

1 – O mercado de nicho é basicamente Território Inexplorado…

…que ainda não está sendo explorado em todo seu potencial. Desculpe a redundância.

Vamos nos entender: nicho é o oposto de generalista/caça-paraquedista. É um blog que oferece conteúdo especializado, dirigido à um público específico. E como eu mencionei no post anterior, ainda temos poucos blogs de nicho nesta Efigênia tupiniquim. De memória, eu diria que o que mais temos são metablogs, blogs sobre tecnologia e Internet (nicho amplo e saturado, si los hay), blogs sobre cinema e TV… e… hum, acho que só. Se alguém aí lembrar de outro nicho que esteja sendo amplamente explorado, favor avisar.

Existem milhares de nichos não explorados. Claro que há blogs de tudo, mas nichos que ofereçam uma boa quantidade de bons blogs sobre o assunto? Onde estão os blogs especializados em assuntos procurados por gente não blogueira? Onde estão os blogs sobre moda, sobre pesca, idiomas, artesanato, viagens, turismo na sua cidade, música, vida saudável, exercício, etc, etc, etc?

Um bom nicho, que seja de interesse do público não-blogueiro, tem boas chances de render bem. Se você conseguir uma boa divulgação (e é aí que o bicho pega, como divulgar um blog em meio ao público não blogueiro? Não me pergunte porque eu também não sei ao certo), e oferecer um conteúdo que preste, estará no caminho certo da rentabilização.

É preciso lembrar que não só os paraquedistas clicam no Adsense. Pessoas comuns, que não passam seus dias pensando em como aumentar o rendimento do seus anúncios, também clicam. O caso é que é muito mais fácil atrair paraquedistas, escrevendo sobre assuntos que têm um alto volume de buscas no momento, do que construir uma base de leitores e uma reputação (fora da blogosfera), escrevendo sobre um assunto específico.

Mas será que isso vai ser assim para sempre? Será que não existe interesse em blogs sobre assuntos específicos (A.K.A. blogs de nicho), ou será que o que não existe é oferta de conteúdo especializado? Por quanto tempo o blog caça-paraquedistas continuará sendo (aparentemente) o único modelo rentável?

Perguntas que nos levam à segunda revelação:

2 – O mundo não acaba amanhã

O que eu vejo é que nós – sim, também me incluo aí – estamos esquecendo que o Apocalipse não está previsto para este ano; estamos pecando por imediatistas, não estamos pensando no futuro.

Mas vou cortar – literalmente – este looongo post por aqui, e desenvolver esta “revelação” no próximo post.

Aqui está: O Nicho Vai Pegar – Segunda Revelação

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Blogger Peppers?! Faltar ao Trabalho Dá Nisso…

Next

Blogais – Notícias (Nem Sempre) Sociais Da Blogosfera

27 Comments

  1. Cynara Peixoto

    Nosph, apesar de ainda haver poucos blogs de nicho, acredito que o futuro esteja aí. Quem começar agora vai sair na frente, mas duas características são essenciais para quem quer investir nesta área:- Grande domínio do assunto – você pode ter menos fontes de pesquisa que um blog de tecnologia, por exemplo.- Capacidade de ter rentabilidade fora do adsense – Existem boas alternativas no mercado hoje.Divulgação offline é o mais fácil, diferente do que se pensa. Ao invés de gastar rios de dinheiro com adwords, porque não usar o bom e velho classificados? Parceria com empresas locais do setor também seria uma boa estratégia. Enfim, alternativas não faltam.

  2. Útil e Inútil - Tudo e nada ao mesmo tempo

    dá pra ter blog nicho e dá ganhar granatenho um q atende professores, educadores, etc90% paraquedistas renda garantida! publico nada fiel… mas tb não vejo desvantagem nisso, passei mais de 20 dias sem atualizar e os ganhos se mantem! sobre o comentário da Cynara… “- Grande domínio do assunto” Não tenho grande domínio do assunto, só agrupo o que está espalhado em 200 sites por aí no meu blog! aplico pouquinho de SEO e só!

  3. Caçador de Paraquedistas

    Depois de ler o texto eu fico me perguntando o que eu sou?Estou completamente em cima do muro e por dois motivos:Hypes: Percebi que era a forma mais rápida de ganhar dinheiro, sendo que eu tenho a desvantagens de receber visitas amebas, e receber um link decente será muito dificil (Blogo pelo dinheiro)Conteudo Em duas palavras Gosto de escrever 🙂 (Blogo por Prazer)Depois dessa vem a pergunta:Hype Ser ou não ser…Afinal o que eu sou??

  4. Caçador de Paraquedistas

    Ou Melhor TRÊSPalavras 😛

  5. Alessandro Martins

    Meu blog de livros é bem satisfatório e está cada vez melhor. Super nicho. Para outros nichos menos rentáveis, vai ser bom daqui a alguns anos. Vantagem de quem chegar na frente, como disse a Cynara.

  6. Ostrock

    Meu blog ‘o nicho do nicho…. é tão nicho que não é nem citado como tal hehehehemas estou diversificando os investimentos e montando um sobre música, outro nicho, acho que gosto dessas coisas…

  7. Bender

    Nosphe, tem vários nichos já explorados. Carros, nutrição, viagem (hehe), homem, mulher, bebida, festa, regionais, efetividade, ciência.Os blogs de nicho estão aí. Só não vê quem não quer.

  8. Cid Rodrigues de Andrade

    Há uma coisa que eu vejo por mim. Eu tenho um blog de nicho sobre Java e programação para Internet e estou querendo abrir outro blog, mais generalista e talvez mais rentável. O AdSense do meu blog de nicho costuma trazer propaganda da minha área. E eu só não clico mais na minha própria propaganda por que o Google vai implicar comigo, mas que eu fico curioso com algumas, eu fico.

  9. Alessandro Martins

    Ah, sim! Sugiro que dê uma olhada nisso… por enquanto só está no terceiro. Mas tem tudo para ir até o infinito:https://queroterumblog.com/category/serie-um-blog-legal/Beijos do Ale.

  10. Andréa Augusto - angelblue83

    Sinceramente? Acho que daqui a 5 anos, o meu blog que começou em 2000 estará do mesmo jeito, desconhecido e eu vou adorar, rssssHj, diferentemente daquela época que era praticamente uma novidade, se blogava por prazer e não necessariamente se falava abobrinha do tipo “meu querido diário” Hj, como falei lá no Ina tem o blogueiro “profissa” e o desconhecido, mesmo que tenha blog há 200 anos, ou seja aquele que entende que monetizar um blog é falar de Monet, rsss.E acho que a tendência é “piorar”, digamos assim.Blogs de tecnologia, filmes, humor, pessoas-cabeça-falando mal-de-tudo-e-de-todos, e pornografia vão sempre estar no topo do ranking.Eu só queria mesmo, de verdade, que um blog, só um blog de literatura estivesse entre os que são sempre citados, mas acho que é uma luta vã. Não há interesse fora, nem dentro. Ainda sonho em ver um blog como o de um Milton Ribeiro nas paradas de sucesso ;)Abrs e parabéns pelos posts. Assino seu feed e adoro qdo chega :)Andrea

  11. Luiz

    De memória, eu diria que o que mais temos são metablogs, blogs sobre tecnologia e Internet (nicho amplo e saturado, si los hay), blogs sobre cinema e TV… e… hum, acho que sóEsqueceste sobre os blogs sobre política. Tem muitos blogs desse assunto.

  12. Paulo Villela

    Nospheratt,Esta série é bastante oportuna, já que muitos blogueiros estão se perguntando qual a melhor opção.De médio a longo prazo, realmente os blogs de nicho tendem a ocupar um bom espaço, já que não serão replicadores de conteúdo, e sim conteúdo relevante.Sua audiência terá mais qualidade do que quantidade.O problema é que muitos querem abrir um blog hoje e dentro de 2 ou 3 meses, ganhar rios de dinheiro.Assim não dá. Quem continuar pensando assim, só vai quebrar cabeça.O melhor mesmo é escolher um nicho, como vc mesma falou e trabalhar.E no momento certo, os frutos vão aparecer.O seu blog é um dos melhores no assunto.Espero que vc alcance os seus objetivos.abs

  13. A ultrasegmentação(nichos) é, na minha opinião, a própria essência dos Blogs como mídia.

    Abs,
    Marcelo

  14. Nospheratt

    Respondendo comentários quase 3 meses depois… 😀

    Cynara: Como você já deve ter visto, seu comentário virou material de post. Obrigada! 🙂

    Útil e Inútil: Um blog de nicho que atraia paarquedistas de nicho? Taí um grande achado! 🙂

    Noronha: Agora eu já recebo Tréquibequi Legítimo, jajajaja! Mas valeu o esforço, gracias!

    Caçador: Como eu perdi todas as URL de comentários, durante a migração, não posso responder sua pergunta. Mas não creio que faça muita diferença, pois quem tem que saber o que você é, é você mesmo. 😉

    Alessandro: O seu blog de livros é excelente, sem dúvida um exemplo a ser seguido. Um bom nicho, bem explorado. E a série de “blogs legais” é ótima, espero que continue por muito tempo! 🙂

    Ostrock: É, o Infolei é superultrarecontranicho, pelo menos por enquanto. Mas a esta altura você já lancou o Qualidade Sonora, que como eu te disse, tem tudo para ser um sucesso. Também é nicho, mas acredito que é um nicho mais amplo.

    Bender: São os menos, e são os blogs menos conhecidos. O natural é que essa tendência se expanda, alcance mais público, mais áreas e assuntos. Ainda estamos nos primórdios do “mercado bloguístico de nicho”. 😉

    Cid: Isso é um bom sinal; se você se interessa pelos anúncios, provavelmente seus leitores também. Isso é muito positivo, muito mesmo.

    Andréa: Infelizmente os blogs não tem como escapar da lei que reina em todas as mídias, isto é: aquilo que é mais idiota, mórbido e irrelevante, é o que é mais popular. Pão e circo. Enquanto a humanidade não sair disso, não veremos outra coisa. 🙁

    Muito obrigada pelo apoio, suas palavras me enchem de alegria! Valeu! 🙂

    Luiz: Bem, não sei se eu consideraria política um nicho. Pra mim, blog de política é panfleto eletrônico. 😛

    Paulo: Muito obrigada pelos elogios! 🙂 E você tem razão, o pessoal que quer ficar rico em 2 meses logo vai ver que não é assim que a banda toca. Mas quem levar o negócio à sério, e tiver competência para criar conteúdo legal, vai ter sucesso.

    Marcelo: Eu acho que ainda há muito que se discutir sobre “blogs como mídia”. Passamos todo 2007 discutindo sobre isso e não chegamos à conclusão nenhuma! 🙂

    No entanto, não tenho dúvida de que o próximo grande passo dos blogs (por estas bandas tupiniquins) será dado em direção aos nichos.

  15. Jorge William

    Outro nicho que é explorado é blogs com videos do youtube, alias você acha Nospheratt que blogs com videos do youtube é um bom nicho?

  16. Nospheratt

    Jorge William: Videos do youtube não é um nicho, é um “formato” de blog, digamos. O nicho diz respeito ao conteúdo, não a como ele é apresentado.

    E não acho, não. Além de que existem muitos desses, existe a questão do copyright. A maioria dos vídeos que estão lá não são de domínio público; a menos que você se certifique de que tem permissão para reproduzir todos os vídeos que vai colocar no blog, estará violando direitos autorais e arriscando-se a ser processado.

    Sem falar que nenhum programa de monetização permite ser utilizado em sites que violam direitos autorais. Você teria que garimpar muito, pedir licença para muita gente, etc, etc.

    É possível fazer um bom blog com vídeos do youtube, mas daria um trabalho danado.

  17. Jorge William

    Obrigado, pela exiplicação Nospheratt!

  18. Nospheratt

    De nada! 🙂

  19. Nosph,

    Com licença, tô chegando agora. O papo é longo.

    Respondendo a sua pergunta: como divulgar um blog em meio ao público não blogueiro?

    Um pouco de história: desde 1999 moro a bordo do veleiro MaraCatu velejando por aqui e às vezes por acolá. Em 10 de dezembro inaugurei um blog num nicho onde tenho grande domínio do assunto (náutica, vida a bordo, cruzeiro à vela), portanto como você falou, de conteúdo especializado e com posts sem prazo de validade.

    A tática: se fazer notar com bom conteúdo. Um repórter especializado citou o blog em sua newsletter distribuída para 5 mil internautas (fora as listas de distribuição), a Náutica Online (a melhor revista brasileira) também citou. Como? Dei um furo neles (publiquei uma notícia, que eles queriam, antes deles).

    Outras formas de conseguir visitantes: velejadores que alugam seus barcos citaram o blog para seus clientes + lista de discussão + nos trocentos e-mails que mando por mês, aviso da existência do blog + Boca–a-boca + Distribuir filipetas nas feiras náuticas (Rio e São Paulo Boat Show, que às vezes participo).

    Estatísticas: Visualizações Totais: 7,794 – Best Day Ever: 284 – Artigos: 114 – Comentários: 86

    To adorando navegar por aqui. Só não concordo com você no lance de madrugar, afinal, como já foi dito: quem cedo madruga, passa o dia com sono.

    Bons ventos,

  20. Nospheratt

    Hélio: Nossa, super ultrabacana seu blog! 🙂

    Adorei, vou assinar feed e tudo, e divulgar.

    O seu é um ótimo exemplo de nicho, e de potencial de atração de leitores de fora da Blogosfera. Te desejo todo o sucesso, obrigada por compartilhar sua experiência com a gente!

    Volte sempre, sim? E traga seus ventos! 🙂

  21. Nosph , cá to eu soprando por aqui novamente.

    Brigadin pelos elogios, massageou o ego de um blogueiro iniciante.

    Estudo de caso: no dia 19 de fevereiro deu no JN: a cidade de Tubarão, no sul de Santa Catarina, foi atingida por um tornado. Tornado é relacionado com náutica (na água é uma tromba d’água). Eu tinha guardado umas fotos chocantes, supostamente feitas durante um outro tornado que atingiu Indaiatuba-SP em 2005, onde estava sendo construído o Brasil 1 (barco brasileiro que participou de uma importante regata internacional).

    Na hora fiz um post e nos próximos dias, ou horas, choveu acessos usando os termos de busca: tornado, Santa Catarina e Indaiatuba. Não entendi nada. Ainda hoje esse post está entre os 10+ lidos.

    Depois que você me ensinou o que é Hype e pára-quedista, tô até usando o recurso conscientemente (mas sempre estritamente dentro do assunto do blog).

    Taí um bom exemplo, ou um jeito elegante, de puxar pára-queda com Hype. Dê uma chegadinha lá pra ver as fotos : Tornado em Tubarão
    Bons ventos,

  22. Nosph, achei seu blog somente hoje, e a partir de agora é leitura obrigatória para que eu possa melhorar meu blog.

    Realmente não podemos generalizar. Eu não sei o que seria um “bom” rendimento com o adsense para os amigos citados, mas meu blog de nicho polícia e segurança pública é o meu bico e complementa meu salário de PM.

  23. Nospheratt

    Hélio: Eu podia jurar que já tinha respondido esse comentário! Eu hein… Em todo caso, aqui vai:

    Muito elegante mesmo. Vi as fotos, são impressionantes. Isso só prova que blogs de nicho podem ser um sucesso! Parabéns! 🙂

    Alexandre: Seja muito bem vindo! Eu já te conhecia “de fama”, legal te ver por aqui. 🙂

    Bom rendimento é muito relativo, varia segundo a realidade da pessoa… pode ser 200 reais pra uns, ou 1000 para outros, e por aí vai.

    Acho muito legal que seu blog complemente sua renda, sem dúvida você merece. 🙂

  24. Concordo com você em todos os pontos apresentados, realmente me equivoquei ao classificar “blogs de nicho” como “não rendem com AdSense”.

    O que eu deveria ter dito: “No nicho que eu me encontro, AdSense não rende quantias razoáveis.” Você mesma notou isso e colocou no seu post 🙂

    Fiz uma pequena atualização lá no meu post linkando pra cá: https://marcogomes.com/blog/2007/sai-desse-layout-azul-que-tu-num-e-homem-tu-e-muleque/#update-2008-07-01

  25. Marco: 🙂 Quero deixar claro que eu não tive intenção de criticar, só que os posts de vocês dois deram um excelente gancho para meu post. Obrigada! 😉

  26. parabens pelo artigo, acho que um bom nicho é se especializar naquilo e dar qualidade .. isso vai fazer a diferença..

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik