Blogando com Alma... Ainda.

Copiar ou Criar, eis a Questão?


Há algo de podre no reino da Dinamarca.

Nos últimos dias fiquei sabendo de dois casos de plágio escandaloso na nossa blogosfera:

1 – Cocada Boa x IG
2 – Ticcia x Ana Caron

O Caso da Ticcia

A Ticcia (ex-Megeras) é uma excelentíssima poetisa, escritora e blogueira, que nos deleita com sua criatividade diariamente. Eu a acompanho há tempos, e confesso inveja de seu talento literário.

Quarta-feira ela recebeu uma denúncia: uma copiadora descarada publicava seus textos em um fotolog, apropriando-se da autoria.

A copiadora aparentemente não disse explícitamente que havia escrito os textos, mas agradecia com grande entusiasmo e simpatia os elogios que as pessoas deixavam – como se ela fosse a autora.

A audiência da Ticcia é enorme, e se ergueu uma cruzada em sua defesa. O post que ela escreveu sobre o assunto recebeu incríveis 110 comentários – é longo, mas eu achei até divertido acompanhar a defesa, comentário a comentário.

A moça deletou o fotolog e pediu desculpas; maaaas… ela só o fez porque foi descoberta, e porquê a Ticcia-advogada a ameaçou com a dureza da lei.

Há registros – feitos pela própria Ticcia e por sua legião de defensores – do fotolog, de scraps no Orkut, ou seja, PROVAS do DELITO cometido. Com nome, sobrenome, endereço, fotos. Não sei se a Ticcia vai processá-la, mas a copiadora meteu a mão num ninho de marimbondos.

O Caso do Cocadaboa

O caso do Cocadaboa chegou ao meu conhecimento através da Lista Blogosfera, num anúncio feito pelo próprio Mr. Manson. A justiça condenou o IG a pagar R$ 20 mil por plágio. Veja bem, R$ 20 mil!!! Se você pensava que “fiofó de escritor na Internet não tem dono”, pense de novo!

Porquê Copiar? Com a Palavra, os Idiotas

O que me leva à questão: porquê copiar? Porquê plagiar? Na discussão que rolou sobre o caso do Cocadaboa na Lista Blogosfera, foi dito – principalmente referindo-se à blogs de humor:

“(…)acho que o processo de copiar ou reescrever posts de outra pessoas é o processo normal para um blog que está começando (como é meu caso)….estou tentando aos poucos colocar conteúdos próprios lá e evitar usar o que todo mundo usa…mas falar o que todo mundo já falou é quase inevitável pelo menos agora no começo…

O argumento de que é difícil criar foi usado várias vezes. E de que às vezes é difícil traçar a linha entre “inspiração” e cópia. Além, é claro, de velho e conhecido “Todo mundo faz”.

EU acho que “quem não tem cacife, que não se habilite!”. Ou seja:

Se você não tem capacidade para criar conteúdo, não tenha um blog.

O Que Falta: Vergonha na Cara e Educação em Casa

Criar é difícil, sim. Demanda esforço, dedicação, tempo. E um mínimo de talento. Isso não é desculpa para se apropriar do trabalho dos outros – até porquê isso é CRIME.

É comum a crença de que o que a Internet é uma terra de ninguém, e que tudo o que está lá pode ser usado e abusado, sem consequências, sem “estresse”. Os dois casos citados provam que isso não é verdade; as consequências estão começando a aparecer.

O outro lado da questão é a vergonha na cara, a simples decência.

A moça que plagiou a Ticcia, após admitir seu erro (uma admissão bastante escorregadia e efêmera) pediu para ela apagar as denúncias publicadas em seus dois blogs – Mme.Mean e Não Discuto – pois não quer ser lembrada dessa maneira.

Resposta da Ticcia: não. Estou de acordo. Tem coisas que não se resolvem com uma desculpa.

Não Copie, Não Roube – Nunca

Eu sou fanzissíma do Cardoso. Eu quisera ganhar o que ele ganha. Eu acho que ele é um escritor excelente. Isso não me dá o direito de me apropiar dos textos dele.

O que se ganha com plagiar? Auto-engano, receber elogios que deveriam ser dedicados a outra pessoa, reconhecimento roubado. Uma casca vazia.

Se você não é capaz de criar, inventar, escrever, não o faça. É mais fácil copiar, mas não o faça. Quebre a cabeça, sue a camiseta, dance xaxado, ponha mãos à obra. É mais digno. E não vai custar R$ 20 mil.

Meu conteúdo não é nem de longe tão bom como o da Ticcia ou do Cardoso, mas é MEU. E isso é algo do que posso me orgulhar.

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

O Evangelho do Problogger

Next

Contador de Visitas

4 Comments

  1. santa mistura

    seu blog é otimoooooooo ;)), agora eu nem sei se eu estou fazendo a coisa errada, como o objetivo do meu ´pe apresentar os links para facilitar as pesquisas de moda, as vezes copio 2 lihas do txt mas sempre credito a fonte afinal é sempre para exatamente apresentar a fonte ; ))Tá errado??as vezes escrevo mini resumos de tendencias que percebo, ou longos desabafos,mas 90%dos posts são sobre links de moda, design, ilsutração etc

  2. Nospheratt

    Patricia, eu acho que você não faz nada errado, não… Se você está fazendo uma apresentação, e cita texto, creditando a fonte, tudo bem. Se quiser ter certeza absoluta, coloque todo o texto copiado entre aspas, e no final coloque: Fonte: Fulaninhodetal.comO segredo é ser sempre honesta, você está no caminho certo. Linkar é muito legal, demonstra confiança no próprio taco e respeito pelo trabalho dos outros. Eu não sou muito ligada na moda, mas já estive curioseando algumas vezes no seu blog e acho muito bonito… deve ser super útil para quem é antenado e estuda ou trabalha no “fashion world”.Um beijo.

  3. Renato Russi

    Bom Dia!

    Estou com um blog a pouco mais de (1)um ano, na área de meio ambiente e gostaria de saber se o que faço está errado; sempre que recebo noticias sobre as problemáticas da questão ambiental, através de conhecidos ou por meio da imprensa como ex. jornais,revistas,tabloides,rádios,televisão e outros veiculos informativos eu as público no meu blog, mas sempre faço questão absoluta de colocar os créditos mesmo sabendo que o veiculo também está publicando de outro veiculo informativo, tanto a nivel nacional como internacional e gostaria de saber se estou cometendo algum desrespeito com a lei de direitos autorais ou se devo continuar publicando as informações recebidas mesmo porque nessa área as informações chegam de todos os cantos do Brasil e do mundo, sendo que a minha unica intenção é de ser mais um veiculo de distribuição das informações com a finalidade de atingir o maior numero possivel de pessoas, para tentar ajudá-las na conscientização para um futuro melhor para o planeta e consequentemente para as próximas gerações.

    Atenciosamente

  4. Luciana

    Olá, adorei tudo que li no seu blog. tenho um blog direcionado ao publico feminino, tem um pouco de moda, dicas de beleza saúde e comportamento. fiquei na dúvida, pois sempre publico materias sobre modas extraídas de revistas , marterias de jornais e outras, procuro ter o cuidado de incluir a fonte e o autor, mais e quanto as imagens? preciso muito da imagem , para os temas publicados. Como fazer?

1 Pingback

  1. Dois Anos Atrás…

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik