Blogando com Alma... Ainda.

Campanha Fome Zero na Blogosfera

Meu amigo Aldemir Silva está divulgando a Campanha em Pró dos Feeds Completos, criada por Rafael Arcanjo. Estou aderindo, e convidando você a fazer o mesmo.

Recomendo que siga os links, leia o que eles tem a dizer, e leia o que os demais participantes (listados em ambos sites) pensam sobre o assunto; principalmente se você não está muito convencido.

Há muita coisa inteligente, esclaracedora e interessante escrita nos posts sobre a campanha; inclusive soluções para os “problemas” que a conversão à Feeds completos pode acarretar, e explicações sobre como fazê-lo. Aqui vão os meus pitacos:

Você já sabe o que são Feeds RSS, já entendeu como funciona o negócio, já compreendeu que eles se tornarão cada vez mais vitais para a sobrevivência dos Blogs, à medida que o tempo for passando.

Assim, chegamos ao próximo capítulo da evolução das espécies:

Fees Completos x Feeds Resumidos.

Vamos analisar o assunto desde o ponto de vista do leitor. Porquê eu uso um leitor de Feeds?

Para ter acesso atualizado ao conteúdo de meus blogs favoritos, reunido em um só lugar; sem ter que gastar tempo navegando de um site a outro. É extremamente irritante agregar um feed à minha lista, só para descobrir que tenho que ir ao blog para poder ler os posts. Na maioria dos casos, deixo o blog pra lá. E certamente não sou a única.

A conclusão simples e lógica é que: ao resumir seu feed, você anula a função primordial do leitor de feeds, e torna seu próprio feed uma coisa sem propósito. Eu acho que quem resume os feeds o faz por um de três motivos:

1 – Por ignorância.

2 – Porquê não é leitor de Feeds.

3 – Porquê pensa que é esperto, obrigando os leitores a visitar suas páginas.

Nenhum deles é um motivo válido.

Meus blogs à princípio tinham os feeds resumidos, porque eu ignorava que essa era a opção “default” no Blogger. Quando descobri isso, imediatamente troquei a opção, liberando os feeds completos. A pessoa que assina seu Feed, no entanto, não vai perdoá-lo porque você ignora isto ou aquilo. A responsabilidade é sua.

Se você não lê feeds, lembre-se que muita gente o faz; leitores valiosos, que fazem (ou podem vir a fazer) parte da comunidade de seu blog. Esse número aumenta a cada dia; você está disposto a perder essa fatia de público?

O último motivo é o pior de todos. Nunca subestime seus leitores. Eles costumam ter uma política de tolerância zero com as espertezas na internet, e aplicam sem misericórdia os castigos “alt+F4” e “next”. Se quer receber algo (visitas, clicks, comentários, etc.) dê algo de valia em troca. Não encha o saco de seu leitor.

Para fazer a sua parte, além de oferecer feeds completos em seu blog, você pode participar da campanha, escrevendo sobre isso.

Caso você seja leitor de blogs que envíam feeds resumidos, considere entrar em contato com o responsável, e pedir que ele (ou ela) liberem geral. Lembre-se de ser educado e gentil; um feed resumido não quer dizer que o blogueiro é um criminoso, e não amerita destratá-lo ou usar de superioridade.

A blogosfera é nossa, e virá a ser o que nós fizermos dela.

Pense nisso. Sempre!

Nospheratt, pensando na vida

Nospheratt

Quando eu cheguei (2006 - primeira era jurássica da Efigênia), isso aqui tudo ainda era mato.

Previous

Teste Não-Científico para Saber se Você é um Problogger

Next

Seu Blog se Destaca?

11 Comments

  1. Aldemir Silva

    Concordo plenamente contigo. feeds incompletos pode causar uma certa antipatia do leitor com o autor do blog. Diminuindo assim a fidelidade com o blog. É bem melhor ter assinantes fiéis que participam e fomentam as discussões.Assino pouquissimos feeds parciais. São excessões. Em dias que não tenho muito tempo esses são os primeiros a dançarem com o “mark all read”.Abraço.

  2. Rafael Arcanjo

    Muito obrigado pela sua adesão e pelas suas palavras. Seus argumentos são muito bons ! Meus parabéns!Coloquei um link seu no meio dos heróis que aderiram :)Fica com Deus e obrigado mais uma vez!

  3. Nospheratt

    Aldemir, eu acho até engraçado que o pessoal não perceba o quanto é desagradável receber um feed resumido… Até porque acho difícil que o cara que resume seus feeds não se importe de ler feeds resumidos, né? Provavelmente ele também reclama e deleta, como todo o mundo. Então, qual é a lógica? Ser humano é bicho estranho, viu… 🙂

  4. Nospheratt

    Rafael, obrigado pelo elogio e pelo link… e não precisa agradecer não, é um orgulho para mim participar de movimentos como esse. Parabéns a você, por ter tido essa brilhante idéia! Espero que ela se espalhe como um rastrilho de pólvora!

  5. santa mistura

    concordo em tudo com vc… eu mesma tenho uns10 links que me inscrevi nos feeds deles, onde o seu link esta no meio, é muito mais fácil… agora eu não tenho a menor ideia de como criar o feed pro meu blog ; ((

  6. Nospheratt

    Olha, não é muito complicado… Pra lhe ajudar, eu vou montar um tutorialzinho de como “queimar” feeds utilizando o FeedBurner, e posto mais tarde, OK?

  7. Bia Kunze

    “1 – Por ignorância.2 – Porquê não é leitor de Feeds.3 – Porquê pensa que é esperto, obrigando os leitores a visitar suas páginas.”Nossa, que pensamento limitado! Então quem disponibiliza feed parcial é um canceroso e merece morrer? Acho que você precisa se informar um pouquinho mais, pois os leitores de feeds são muito mais que blogueiros que usam desktop e que têm banda larga.Eu estou iniciando uma nova campanha, disponibilize o feed completo *E* o resumido! Seria bom que você desse uma chacada no meu site.

  8. Nospheratt

    Olha, Bia,eu não pretendia ofender ninguém, e nunca disse (nem acho)que “quem disponibiliza feed parcial é um canceroso e merece morrer”. Meu pensamento não é limitado, eu sempre faço questão de manter a mente aberta. Minhas opiniões sim são limitadas, pois só podem estar baseadas em meu conhecimento e minhas experiências e no meu conhecimento. E essa é uma das belezas da Internet: eu desconheço muitas coisas, mas sempre há alguém que vem e chama minha atenção para coisas novas, pontos de vista diferentes, outras possibilidades. Eu não tinha pensado na possibilidade de oferecer os dois tipos de feed; vou analisar o assunto, e descobrir quais serão minhas conclusões. Vou visitar seu site, já que você parece ter uma opinião formada, e ver o que você tem a dizer sobre isso; mas teria sido melhor se você tivesse deixado um link aqui, para que eu não tivesse que procurá-lo. Agora, isso não quer dizer que futuramente eu vá conocrdar com você – ou não.De qualquer forma, obrigado pela oportunidade de conhecer uma opinião diferente; embora eu ache que a forma em que você a expressou é um pouco agressiva – o que é completamente desnecessário. Até mais, e volte sempre!

  9. Paulo

    Viva a liberdade.

  10. Nospheratt

    Paulo, me desculpe, mas não estou certa de ter entendido o que você quis dizer.

  11. wellington

    Olá,Li atentamente todos os posts sobre o assunto e sou «blogueiro» há uns bons anos..mas não existe nada muito didatico para quem não entende os malditos feeds,como eu. Não seria uma boa idéia um post mais explicito sobre o assunto?Obrigado e um Abraço,

1 Pingback

  1. Dois Anos Atrás…

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén|Social Icons by Freepik