© Blosque.com. Todos os direitos Reservados.
A cópia e reprodução não-autorizada deste texto está expressamente proibida.
Plágio é CRIME!

Mulher por nascimento e vocação, irônica por diversão e hobby, brasileira inveterada, filósofa nas horas mais impróprias, blogueira de profissão, escritora e poeta pela pura necessidade de expressar seus oceanos interiores.

12 responses to “Que Tipo de Blogueiro Você É? Contribuidores”

  1. Monthiel

    Olá,

    Acho que eu sou um Contribuidor. Analisando as qualidades propostos no texto sobre essa categoria, acho que me enquadro bem nela… Procurarei fazer o melhor para mim, para meu blog e para meus leitores.

    Forte abraço
    Monthiel

  2. Srta. Bia

    Depois desse texto, fica muito claro que sou uma margeadora. Esperava ver melhor a definição de contribuidor para decidir. E concordo que a grande massa da blogosfera é margeadora, podendo tornar-se contribuidora em dias de blogagem coletiva, por exemplo.
    Essa definição de contribuidor está bem específica, pois pensando agora na massa, a quantidade de blogueiros que produz material não é tão grande como aqueles que simplesmente replicam informações.

    Mas os que replicam informações também podem ser contribuidores, se fizerem o que fazem bem feito e etc… é uma analogia interessante, mas acredito que a força ainda esteja nos grandes grupos, na união de diferentes blogueiros em torno de uma questão. Enfim, nos movimentos, pois ter blog e ficar parado não contribui em nada.

  3. Fábio Buchecha

    Ser um contribuidor que é constantemente taxado de puxa-saco e imitador não é exatamente uma situação cômoda. No mais, acredito que o contribuidor não necessariamente tenha que seguir os passos de algum “pioneiro”. Muitas discordâncias contribuem muito para o crescimento da blogosfera, não achas?

  4. Iara Alencar

    Eu nao sou nada disso.
    Nem contribuidor e nem margeador e nem pioneira.
    Sou apenas uma pessoa que resolveu ter um blogue e leva ele do jeito que acha melhor.

  5. zanatta

    ola! Estudo administração e frequentemente deparo-me com classificações que os autores criam tanto para empresas quanto para colaboradores dentro delas….
    Quando li as 3 categorias acabei pensando: lá vamos nós denovo….

    no entanto, ao ver o desenrolar da história acabei discordando da segunda parte que diz respeito aos contribuidores.

    segundo o seu artigo: “A meu ver, está é a categoria mais “cômoda”, pois o contribuidor pode se destacar sem sair de sua categoria e de sua forma de agir (ao contrário do Margeador), e sem precisar arriscar-se como um Criador de Mudanças.”

    nao concordo com essa opinião! a idéia de eu fazer as coisas bem feitas mas nao desejar mudar o mundonão pode ser encarada como cômoda…. cômodo seria eu pegar o meu salário no final do mês… replicar outros posts (levando para o lado dos blogs).

    Acredito que o contribuidor crie também! E crie coisas interessantes! Claro que a idéia dele não é desenvolver uma nova teoria revolucionária, mas ele quer ajudar as pessoas com aquilo que escreve. Essa busca por estar entre o time dos vencedores talvez seja justamente o ponto de partida para ele não ser um margeador, colando artigos de outros blogs ou postando algumas fotos legais que ele viu no flickr….

  6. zanatta

    com você falando agora me veio à cabeça uma possível situação….
    exemplo: um criador vai lá, adota uma nova tecnologia ou nova tendência para os blogs…. essas tendências ser~áo seguidas pelos contribuidores (das mais variadas formas inclusive as nao pensadas pelos que iniciaram o negócio). Serão eles que darão vazão, digamos assim, para que isso torne-se comum para só então os margeadores perceberem que pode ser uma boa e passar a utilizar (tendo comprovado que dá certo).

    Não foi uma crítica destrutiva, apenas não concordei de início com as palavras que você escolheu 🙂

  7. Que Tipo de Blogueiro Você É? Margeadores

    […] Contribuidores […]

  8. Que Tipo de Blogueiro Você É? Criadores de Mudanças

    […] Todas as Escolhas Vêm Com Um Preço. Depois dos “Margeadores”, e dos “Contribuidores“, chegamos aos “Criadores de […]

  9. Todas as Escolhas Vêm Com Um Preço

    […] Contribuidores […]